Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




...

por M.J., em 16.09.14

dói-me a cabeça. passei grande parte da tarde a mascar uma pastilha, com força e garra, que depositei agora no lixo, quase a roçar a raiva. chove espaçadamente, em rasgos de vento que batem na janela. a vizinha da frente recolheu-se a casa, com o cãozito remeloso ao colo. olhei-a pelo canto do olho, enquanto fingia que pensava mas apenas me distraía a olhar a janela.

pus a passar uma rádio local, que dá músicas parvas, lamechas de sentimentalismo. tomei um chá quente, numa chávena que me ofereceram em tempo.

 

sinto-me incrivelmente vazia. fora a dor de cabeça.

sinto-me absurdamente sozinha, com a certeza plena da minha culpa.

 

hoje, por mim, abancava ai num sitio qualquer e fazia greve à vida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:53