Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




seja cão, mas mesmo cão

por M.J., em 30.05.14

se esta noite não vou servir para jantar um pedaço de porco congelado, assim, em cima da mesa.

é que caralho, uma pessoa chateia-se de sempre que pede opiniões para o jantar lhe responderem: o que houver em casa.

 

em casa há porco congelado e batatas cruas.

 

é isso o jantar desta noite.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vale a pena ler

por M.J., em 30.05.14

Este artigo aqui.

Sobretudo: perguntou-se porque é que queriam ter filhos e grande parte não soube responder porquê; quanto mais inteligente for uma mulher menos tendencia tem de querer ter filhos!

 

Agora perguntem-me: fazes questão de ter putos?

Não. Não faço questão de passar horas, noites em claro com um ser que berra porque ouve uma mosca a bater contra a janela; não faço questão de gastar o que tenho e não tenho em coisas que não são para mim mas para outro, porque é minha obrigação; não faço questão de pôr toda a minha vida ao serviço de outra pessoa porque sim. Não faço. Nem admito que me digam que antes de serem pais não conheciam o amor, nem se sentiam completos, e que só agora a vida tem sentido, porque me repugna a ideia de que só vale a pena viver se tivermos alguém dependente de nós.

 

Agora perguntem-me:

Vais ter filhos? Quase de certeza que sim.

Porquê?

Não falemos sobre isso!

Autoria e outros dados (tags, etc)

da lista negra da vida

por M.J., em 29.05.14

Há qualquer coisa de diabólico no mundo, no karma, nessa merda qualquer que é a vida, quando num dos dias que se sentes mais em baixo, mais zangada contigo e com o mundo, mais triste e abatida, a pensar seriamente em te atirares de uma ponte (se ao menos houvesse pontes nesta merda de cidade), a achares-te a gaja mais feia e gorda do mundo, balofa e descomunalmente gigante, vais jantar com o teu namorado, quebrando a dieta mas numa tentativa de se sentires um pouquinho melhor, e encontras pelo caminho, como não podia deixar de ser, a ex dele, sentada numa pastelaria, a enfardar doces, magra e deslumbrante, que o cumprimenta com um aceno de ombros e te olha, pensando claramente "ah, então foi isto que ele arranjou?"

 

E mais...

 

Não satisfeita com a vida, vais ao facebook num dia chato e percebes que uma pessoa que queres apagar do passado, com quem enfim, partilhaste a almofada num quebrar de amizade intensa, a quem nunca mais viste, eliminaste do face, dos contactos e do pensamento, está numa das fotos de uma das melhores amigas do teu namorado, identificado como familia.

 

Fodasse! Mais alguma coisa oh senhores aí de cima?

Que tal, sei lá, umas pulguinhas para me animar o dia?

 

Caralho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

talvez

por M.J., em 28.05.14

não acreditem nesta história, mas é verdade.

Quando comecei a trabalhar, depois de licenciada, num escritório de advogados, como advogada estagiária, não me conseguia habituar a que me chamassem doutora. Comentei isso com a mamã e tudo num almoço de Domingo. Que não achava nenhuma graça à coisa.

Umas semanas mais tarde a mamã ligou-me para o telemóvel e não atendi. Como o assunto era urgente ligou para o escritório.

- Estou sim, posso falar com a Maria João?

- Maria João não temos cá nenhuma - respondeu a funcionária que tinha pelo na venta e não gostava de promiscuidades - Trabalha connosco é uma Dra. Maria João.

- Ah desculpe - respondeu a mamã visivelmente atrapalhada - quando eu a batizei chamava-se só Maria João. Querem ver que catraia mudou de nome e não me avisou? Passe-lhe lá e diga-lhe que se assim for deserdo-a.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

isto dos blogs é do camandro

por M.J., em 28.05.14

encontrei um blog, nesse mundo fora da blogosfera, que me deixa absolutamente deprimida.

é assim mesmo, sem tirar nem pôr.

a autora escreve para ela própria, ou para alguém que ama de forma desesperada desde 2007, creio. não é uma escrita assídua. não há possibilidade de se comentar. nem mostra o e-mail. é alguém completamente desconhecido e anónimo que, ainda assim, deixa tantas pistas acerca dela mesma que alguém que a conheça a veria ali, nua, despida de tudo.

a autora está apaixonada por uma mulher. tem família. marido e filhos. um trabalho numa repartição qualquer. é bipolar, tem inícios de Alzheimer e sofre profundamente. escreve de uma forma tão sombria, tão negra, tão dolorida que é impossível parar de ler mal se comece. sem floreados. sem tentativas de embelezar ou tornar a coisa artística. apenas palavras do que lhe dói.

e senti tanta pena, tanta dor, na possibilidade de um dia eu ser assim, ali eu, com a sensação que mais cedo ou mais tarde deixarei de saber quem sou, com a certeza que a minha vida é um livro falhado, mal escrito e ainda assim, diariamente, ano após ano, viver num lamento gigantesco que ecoa por aquele espaço todo.

 

(também constará na lista dos fiados esta nova coisa. não é um "seguir a sexta". são apenas palavras, secas, sem nada de novo daquilo que leio todos os dias e me preenche, na solidão do que sou: isto dos blogs é do camandro).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

tem dias

por M.J., em 28.05.14

que dava tudo para recuar no tempo, nos dias, nas horas e ficar, quieta e parva na desistência da vida, sem sentir nada que não alivio.

tem dias que a vida se atira a mim com todas as pedras que tem.

tem dias que queria muito mais palavras que me protegessem das pedras.

e do alivio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

pelos sucessivos ataques de ansiedade a noite toda.

é por isso que digo mais fodasses que o normal.

sem hífen.

Autoria e outros dados (tags, etc)

da dieta - actualização

por M.J., em 27.05.14

pois que fui à nutricionista no sábado antes de embarcar para a terrinha (se vocês soubessem da minha vida teriam pena de mim). pois que diz ela que perdi três quilos e 900 gramas e dez centimetros na pança.

não achei muita coisa, mas pelo menos libertou-se-me a fruta, dia sim, dia não. e a sopa, mas cozinhada lá com aquelas coisas esquisitas. os hidratos só mesmo nos legumes e no pão integral à matina.

pronto. está melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

ora perguntem lá

por M.J., em 26.05.14

o que estou eu a fazer.

pois que estou em casa. é verdade, em casa.

e a fazer o quê? perguntam.

pois que vos respondo: a ver uma porcaria qualquer que deu ontem na sic sobre uns casais de namorados, ou casados que vão para uma casa qualquer. meus senhores, isto é uma pérola em bruto que tem de ser dissecada. só vendo. por exemplo, neste momento uma balofa com pronuncia estranha diz que o primeiro beijo que teve com o marido foi uma porcaria e......... ah! o Quimbé! o Quimbé acabou de aparecer a dizer que a mulher tem um ar medieval e que, esperem, esperem, ele acabou de dizer que ela é uma cabra...

ah a maravilha. já há pouco um casal dizia que ia ter saudades principalmente da cabrinha...

E agora entra a ernestina que gosta de ser chamada por tina e o marido, que não percebi como se chama mas que quer que o apelidem de eddy. também lá está a catia palhinha e o marido e a claudia jaques e o marido.

e........... não!!!!!!!!!!!!! não!!!!!!!! a gisela serrano também acaba de entrar?

tudo no mesmo programa?

com a bárbara a apresentar?

 

lindo!

 

 

 

 

por mim via esta bosta até ao fim, mas tenho um livro para acabar de ler e a esplanada do lado chama-me com o seu paozinho quente.

mas vejam, vejam que isto deve ser bom!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ei-los

por M.J., em 24.05.14

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/6



foto do autor