Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




a questão é

por M.J., em 30.09.16

que se aquela coisa pequenina te incomoda grandemente,

e se dizes à pessoa em questão isso mesmo,

e se a pessoa  pede desculpa mas continua a fazer a coisa pequenina,

e voltas a falar da coisa tiquitita (é de propósito tááááá? não precisam vir já mencionar a minha enorme falha),

e cada vez que dizes e falas a coisa pequenina fica um bocadinho maior,

e a coisa insignificante é repetida porque a outra pessoa a assume como isso mesmo,

e tu insistes que te incomoda e ela continua a fazer, por mais que digas...

 

...das duas três:

 

* tentas com que não te incomode porque afinal é uma coisa pequenita.

* insistes até que a outra pessoa pare porque mesmo pequenita incomoda. 

* desistes e um dia, quando acordas, a coisita pequenita explodiu, ao jeito de coca cola com mentos e quando dás conta no meio de ti e da outra pessoa é só gás e espuma da explosão e aquela coisita pequenita, tão pequitita é agora a responsável pelo fim.

 

adivinhem lá em qual me insiro.

(só se quiserem vá, que ninguém é obrigado a nada.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

das grandes decisões da vida

por M.J., em 30.09.16

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

porque se é familiar/amigo/amante de quem lá trabalha é uma coisa (triste, má, mas uma coisa).

já vangloriar-se disso com ar feliz é que é uma coisa muito diferente.

é como roubar o pão ao pobre e ainda pôr no jornal.

como desviar dinheiro dos seus contribuintes para pagar a sua vida faustosa em paris e mostrá-lo aos amigos.

como pegar nos impostos do triste que ganha o salário minimo e pagar os próprios livros que escreveu.

 

deus! é burrice, estupidez, pequenice, ou sentimento de superioridade?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

(noi)telegrama

por M.J., em 29.09.16

dia incrivelmente longo. Café com pão integal e queijo ao pequeno almoço. Histórias de sucesso de manhã e confronto com crítica gratuita. Almocei à pressa e tive ânsia de vómito quando alguém se sentou ao meu lado: cheirava a suor, tabaco, azedo e estufado. Dor de cabeça toda a tarde. Passei por casa do senhorio a buscar a chave: rapaz levou por engano as duas para o trabalho. Dia muito quente para outono. Ouvi rodrigo leão quando descansei no sofá. Cozinha por arrumar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

não sei se a germofobia se pega

por M.J., em 29.09.16

mas alguém espirrou para as mãos, limpou às calças e depois, descaradamente tocou-me no braço.

dei por mim na casa de banho a lavar o braço com sabão, com vontade de me desnudar ali mesmo e tomar um banho (mesmo que xap, xap) completo.

 

ca nojo, pá. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

desemprego

por M.J., em 29.09.16

Nunca tinha percebido - pelo menos de uma forma tão evidente - os efeitos nefastos do desemprego, não somente enquanto ausência de atividade mas pela falta de dinheiro. Não tendo onde cair morta (se o cego tivesse que cantar com o meu dinheiro arranjava teias de aranha nas cordas vocais) nunca senti, ainda assim, a falta extrema de dinheiro. A impossibilidade de pagar contas. A prisão que a vida se torna. A necessidade de ponderar toda e qualquer aquisição mesmo que seja batatas e arroz. A dor de não poder satisfazer necessidades básicas de familiares. De decidir entre pagar a luz ou comprar meio quilo de carne. De entrar em angústia por não ter dinheiro para ir ao médico ou comprar medicamentos.

Bati de frente com isso há uns tempos. Vi gente absolutamente desesperada por fazer contas a qualquer coisa que implique dinheiro e na verdade, pôr um pé fora de casa é gastar dinheiro. Gente que é tratada como o coitadinho nos centros de emprego, como números, estatísticas, refugo incapaz de manter uma ocupação.

O desemprego não mata mas mói. De uma forma que não imaginava na minha típica arrogância de sabichona.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oh gente da minha terra

por M.J., em 29.09.16

Estou fechada fora de casa. Alguém me dá guarida ate o rapaz voltar do trabalho? Prometo que não ocupo muito espaço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre gente que escreve sobre gente que escreve blogues (assim mesmo): sabem que ao fazer isso também fazem o mesmo, certo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

deixem que vos diga

por M.J., em 28.09.16

o "tira a mão da minha xuxa" deixa saudades ao lado do ridiculo que é esta merda.

 

 

(taco de basebol? a sério? neste país? uma forquilha ainda se entendia. e o cão, ali metido ao barulho, rindo com os dentes todos? 

quando acharem que eu escrevo merda pensem no vómito, literal, que por ali há). 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

contem a mim

por M.J., em 28.09.16

na pendência de um trabalho que não vos apetece nadinha fazer qual é a vossa média de pausas por hora?

seja para dar uma olhada no facebook, ir largar umas pinguinhas, beber um café ou fingir que precisam de fazer um telefonema?

 

sou só eu que dou mais voltas à cabeça para adiar o inadiável do que para arranjar maneiras de o acabar mais rápido?

 

mas que consumição, pá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

Pág. 1/8