Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




cães a ladrar toda a noite.

vizinhos devem chamar a polícia?

sim.

não.

 

16387429_1731186550240963_6076154696016868457_n.jp

(eu sou a favor do sim.

incluindo durante o dia por ladrares constantes por mais de vinte minutos.

por mais que goste de animais, no dia em que o interesse deles estiver acima do interesse dos humanos muito mal vai o mundo. um cão não pode ter mais direito a ladrar do que um humano cansado a descansar. desculpai lá qualquer coisinha.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

o sonho o ano vai para...

por M.J., em 31.01.17

tive um sonho uma noite destas que, contado, ninguém acredita.

 

passo a descrever, num sopro só, a coisa:

eu tinha um filho, um bebé recém nascido. o sonho começava ali, sem gravidezes, sem nada e eu tinha um puto nos braços. o ponto fulcral é que não sentia nada por aquela criança.

que, no início do sonho, era só uma criança.


depois, há medida que a coisa foi avançando percebo, num momento estranho, que deixei morrer a criança à fome.

no fim acordo alagada em suor porque tinha assado a criança.

sim, meus senhores, assado, numa grelha. e estava de tal modo tostada que, quando acordo quase em prantos, a cria tinha a mesma aparência de um frango de churrasco.

 

é: esta que vos escreve sonhou que tinha dado à luz um frango de churrasco.

 

há quem chame filho ao cão.

eu estou sempre um passo mais à frente.

valha-me deus!

 

alguém com um sonho mais esquisito do que este?

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

comer nestum só com leite?

por M.J., em 31.01.17

isso é para meninos!

 

na saga do dente do siso extraído o rapaz ficou com limitações quanto à alimentação. e de nada valeram as alternativas que comecei logo a apresentar, feliz e contente por haver tanta coisinha que poderia socorrer-se, como fossem papas de aveia, sopas, purés de fruta e afins.

não senhora.

para alguém com dores, a jorrar sangue que nem uma fonte, a coisa não se resolvia recorrendo ao saudável mas antes ao calórico: 

- quero nestum!

murmurou, a boca a mal se mexer, o lenço no nariz, uma vítima do infortúnio, assim, a implorar.

 

M.J. vai comprar nestum.

 

depois de horas perdida entre prateleiras que por norma nunca frequento (as minhas idas aos super mercados estão limitadas a alguns corredores) dei de frente com a secção dos cereais e, mais precisamente, com o nestum.

pois meus senhores, e o que vejo?! apenas nestum simples, agarrar a primeira embalagem e vir embora?

era o eras!

é que, daquilo que me lembro, havia uma panóplia que jamais poderia imaginar da coisa:

* nestum de arroz.

* nestum de bolacha maria.

* nestum de cereais integrais (cinco, para ser mais precisa).

* nestum de chocolate.

* nestum com aveia com chocolate.

* nestum com aveia e caramelo.

* nestum mel.

* nestum. 

 

pego neste último - isto o rapaz com dores é picuinhas e não queria arriscar o integral - e venho para casa. toda orgulhosa preparo aquilo seguindo à risca as instruções (nunca como nestum. pensava até que era feito com água) e apresento a taça ao rapaz.

que come.

duas colheradas.

e faz cara má.

e torce o nariz.

 

mau, mau maria, começo a pensar.

 

mais uma colherada.

mais uma torcidela!

 

- olha lá, pergunto avessa a tanta torcida, isso faz-te doer o dente que já não tens?

- não. cara na taça, ar contrafeito.

- então quéuqefoi? expludo já.

- nada.

- mas fazes o favor de me explicar o que é que foi?

a minha paciência no limite.

 

ao que sua excelência responde:

- esqueceste-te de pôr açúcar!

 

açúcar meus senhores. no nestum!

o rapaz queria açúcar!

 

e a gorda sou eu!

 

F I.png

vem ter comigo ao facebook - aqui,  e instagram - aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

também já vos aconteceu?

por M.J., em 30.01.17

esqueci-me de pagar o seguro do carro.

ontem foi o último dia.

precisava da matricula para falar com a mediadora.

não a sabia de cor.

não me apetecia ir até ao parque de estacionamento.

não tinha os documentos comigo.

 

onde é que podia ir arranjá-la?

pois meus senhores, àquela entidade que tudo sabe sobre nós:

ao portal das finanças!

 

garanto: sabem mais de mim do que eu própria. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

banalidades

por M.J., em 30.01.17

tem dias em que me sinto tão deprimida que se torna quase impossível respirar.

é uma espécie de desespero cego, que corrompe e consome e quando dou conta entro numa espiral doentia de nevoeiro acabando por apenas sentir uma humidade cerrada que se cola aos ossos.

como que perdendo todos os outros sentidos.

como que envolvida numa membrana de tristeza tão forte que a única coisa a fazer é abraça-la e aceitá-la como parte de mim.

 

não é que me doam, especialmente, os dias cinzentos mas a maneira como acordo neles. uma ansiedade pequenina, que me ataca os braços e os pés e vai consumindo até um ponto de exaustão em que me transformo em animal enjaulado e há uma vontade louca de correr sem olhar, um milímetro que seja, para trás.

sempre me lembro assim.

bicho do mato, diziam-me por entre os lábios, num silvo agudo de quem sabe o que diz, perante a minha carantonha fechada, ar cerrado na máscara do que dói sem justificação.

não há motivo para mudar hoje. a humidade do dia entranha-se na pele. o cinzento entra pelas janelas e abraça-me numa solidão de gigante. bebo chá quente que não aquece a alma. olho uma das árvores, erguida e muda, seca e doente e sinto-me quase como ela, desmaiando em pé. 

 

 

Adeus inverno gelado. Olá inverno chuvoso. #winter #rain #melancolia

A photo posted by Maria João (@emedjay) on

 

há dias terríveis em que sou menos do que se é em dias maus. 

puta que pariu isto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

é praticamente fim do mês e uma pessoa faz um balanço (não uma balança, para desgraças já bem basta o que basta) apontando coisinhas e relembrando coisotas.

 

que, bem vistas as coisas, ainda ontem estávamos ali a desmaiar de tanto comer camarão e a ver os fogos e a prometer ginásios e corpos secos e só comida para coelho e, quando damos conta é quase fevereiro e os quilos do natal continuam e o carnaval avizinha-se com mais velocidade do que um ferrari conduzido pelo schumacher (nos tempos em que ele conseguia sambar).

 

assim, nestes últimos trinta dias:

 

1. o post mais lido.

para meu espanto, num dia estranhíssimo, foi o das caixas automáticas, graças à boa vontade dos donos disto tudo, que o puseram na homepage.

em boa verdade, não esperava tanta afluência e devia ter limpo as cadeiras e as mesas mas multidão em delírio entrou, serviu-se e não houve reclamações de maior pelo que, tudo bem.

aproveito também para dizer que respondi a opção a) e que, o que me apetecia, era espetar-lhe um valente lambadão por me tocar. sei lá onde tinha posto as mãos!

(agora que penso nisso, sou só eu que detesto que desconhecidos me toquem?)

 

2. passatempo do mês

fiz um passatempo. e até já se sabe o vencedor, a ser anunciado tarda nada, para seu gáudio (espero eu).

murakami não é - ainda assim - o escritor da minha vida mas há de quem seja e espero que quem vai receber o livro concorde.

take your businessto the next level!.png

 

preparados para o passatempo do mês de fevereiro?

 

3.  temas

continuei a falar de temas polémicos (vá, há muitos outros mas apeteceu-me destacar este), desde roletas sexuais (e não vos contei que um tarado insistiu em deixar os links dos vídeos da coisa, por mais que eu não aprovasse o comentário, convencidíssimo que todos vós queriam assistir à cena), cicilistas e capacetes (continuo sem entender por que motivo entendem estas alminhas que pensar-se na sua segurança é mau, mas assim seja) e pais que não são pais.

 

4. trabalheiras

organizei a segunda edição do livro secreto.

é verdade. a primeira está mesmo no fim (a dar os últimos cartuchos. a bater a bota. no último suspiro. a dizer o fim. a despedir-se) mas há esta segunda que tem grupo e tudo no facebook (a converseta que lá anda, meus senhores, só mesmo visto) e que conta com fantásticos 27 elementos

(é! 27! não vos digo nem vos conto a trabalheira que foi fazer aquele sorteio. é que serão dois anos e muitos picos a trocar livros

e se algum morre?).

livro secreto (1).png

 

5. continuei a dar ar de minha graça no aprender uma coisa nova por dia com dois textos que  muito me agradaram escrever:

5 dicas para mudar de emprego; e

5 dicas para obter retorno do blog.

se não leram aconselho, mais não seja porque foi escrito por mim.

 

6. e.... o blog fez a sua primeira parceria numa coisa que realmente interessa, nomeadamente um curso intensivo de marketing digital dado pela made2web

 

made2web.PNG

como bem sabem, sou avessa não só a publicidade escrita como não publicidade, como a cenas ridículas do "nós escrevemos por ti, no teu blog" e ainda "qualquer coisinha serve, desde que seja de graça".

entendo as parcerias como algo muito interessante e que podem ser um bom incentivo à escrita (eu bem que insisti aqui, que uma destas era bem vinda mas ninguém quis saber) mas, como em tudo na minha vida, decidi que apenas me interessam as que me acrescentem (nunca sentiram que às vezes, as pessoas se vendem por praticamente nada? pois, é isso que não resulta comigo). 

este curso não só me vai ajudar no blog, como em outros projetos (um dia falo-vos disso) pelo que não podia estar mais contente (é só darem uma vista de olhos aqui).

 

pronto.

logo à tarde venho cá contar-vos o meu balanço quanto a blogs alheios.

até lá não se afoguem e finjam que hoje é sexta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

bom fim de semana

por M.J., em 28.01.17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:34

vou-vos contar o meu dia de ontem

por M.J., em 27.01.17

1. adormeci.

2. acordei estremunhada com o barulho de obras na rua.

3. saltei da cama num salto, tarde e a más horas, rogando pragas às obras e agradecendo, ao mesmo tempo, por me terem acordado.

4. tomei o pequeno almoço a correr porque tinha um prazo urgente.

5. trabalhei até à hora de almoço. 

6. almocei. tarde e a más horas.

7. fui, depois disso, com o rapaz extrair um dente do siso.

8. que estava incluso.

9. começou a chover.

10. cheguei a casa com o rapaz que parecia ter arrancado não o siso mas o nariz, uma vez que sangrava por lá perdidamente.

11. fui trabalhar mais um bocado.

12. o rapaz continuou a sangrar.

13. as obras pararam pelas seis da tarde.

14. jantei às oito o mesmo que o rapaz por solidariedade: sopa fria.

15. ele continuava a sangrar que nem uma fonte.

16. o meu prazo continuava por concluir.

17. às nove da noite fui para a internet ver se era normal tanto sangue.

18. às nove da noite as obras na rua recomeçaram.

19. com picaretas.

20. e rebarbadoras.

21. e homens que gritavam alto.

22. ao mesmo tempo que o rapaz gemia com o sangue a escorrer.

23. no google ninguém juntava sisos a sangramentos do nariz.

24. eu tinha fome por causa da sopa, dor de cabeça por causa das obras e ligeiro enjoo com tanta sanguinária.

25. às onze continuavam as obras, o sangue e a fome. 

26. à meia noite liguei para a polícia que me mandou pôr a viola no saco porque eram obras urgentes.

27. à uma da manhã as obras pararam, o sangue parou e o meu prazo continuou.

28. às duas doíam-me as costas, a fome continuava e sentia mais frio do que um esquimó.

29. às três fui para a cama onde dei de caras com um rapaz cheio de sangue na almofada dele, na minha almofada, num dos cobertores e nos dois lençóis.

30. às três e dez estava a mudar a roupa de cama e a ajudar o rapaz com o gelo.

31. às três e meia adormeci.

32. às oito acordei e vim ver a actividade do blog:

visitas.PNG

 

quéqu'aconteceu?

é aquela coisa de tirar num lado e pôr no outro, é?

 

F I.png

vem ter comigo ao facebook - aqui,  e instagram - aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

comprei um termo para líquidos

por M.J., em 27.01.17

todo catita.

anteontem, quase de madrugada enchi-o de chá a ferver, fechei-o e trouxe-o na mala. 

às três da tarde lembrei-me do termo, peguei numa chávena, enchi-a de chá e bebi de um trago:

 

pois meus senhores, queimei língua, o céu da boca e toda a tubagem que vai até ao estômago. 

depois de oito horas no termo o filho da mãe do chá continuava literalmente a ferver.

 

mas que raio de feitiçaria é esta?

 

F I.png

vem ter comigo ao facebook - aqui,  e instagram - aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

já participaste no passatempo?

termina a vinte e nove... 

 

take your businessto the next level!.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/7



foto do autor