Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




a internet não esquece

por M.J., em 27.12.16

a ideia de que escrever na net é inóquo é tão falsa como a chuva que caiu neste natal.

 

tudo o que escrevemos, em datas boas ou más, em momentos em que a partilha é benéfica ou não, coisas íntimas ou que qualquer um pode ler... fica registado. pensar que "depois apago" é ingénuo. desabafar acerca daquela traição, daquela problema de família, dos sentimentos que se tem pelo amigo enquanto se dorme na mesma cama que o namorado, procurando compreensão da matilha da internet, no grande desconhecido, assumindo que está tudo bem, ninguém vai ler, saber ou ver é ridículo.

falo por absoluta experiência própria: depois de publicado, meus amigos, é do conhecimento do mundo e o que vem a seguir não é controlável. pode não ser hoje, pode não ser amanhã ou depois, mas vem.

 

não sigo o the voice. não sigo aliás, nada da tv portuguesa (já nem o telejornal ao jantar). mas parece que um moço que ganhou, numa euforia desenfreada, vê agora perante os seus "seguidores" o ressuscitar ao terceiro dia, do que escreveu quando ainda mal tinha pelos púbicos. 

pode não ser nada ou pode ser a diferença entre o seguir e o estagnar. 

 

escrever porcaria estando plenamente consciente das consequências é uma coisa. 

escrever pensando que ninguém vai ligar nenhuma... é outra!

 

eu que o diga!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:10


9 comentários

Imagem de perfil

De Gaffe a 27.12.2016 às 12:10

O que o rapaz disse, aqui fica em "segredo", porque não se consegue abrir o link.
Sou tão curiosa!
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.12.2016 às 13:54

Ah!
Não devias ter colocado o link certo.

Mas olha, MJ, que o rapazito prometia...
Espero que tenha cumprido alguns dos seus anseios.

(Que porcaria de homem!)
Imagem de perfil

De M.J. a 27.12.2016 às 14:02

Quero acreditar que não passava de um adolescente histérico. Ainda assim, na minha adolescência não escreviamos estas coisas...
Imagem de perfil

De Gaffe a 27.12.2016 às 14:28

Um adolescente capaz de escrever aquilo, dificilmente augura um adulto. Permanece um idiota.
Imagem de perfil

De José da Xã a 27.12.2016 às 14:50

Grande verdade, sim senhor.

Por isso digo que somos donos dos nossos silêncios e reféns das nossas palavras.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.12.2016 às 17:06

ora aí está, tudo dito.
Imagem de perfil

De Corvo a 28.12.2016 às 16:09

Todos os valores de um ser humano se adquirem de pequenino ou nunca os terá.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.12.2016 às 17:07

nem sempre. às vezes, sei disso, conseguimos adquiri-los depois de adultos, se para aí estivermos virados :)
Imagem de perfil

De Corvo a 29.12.2016 às 00:07

Se para aí estivermos virados. disse e disse muito bem.
O que seguramente não será o caso desse idiota. 15, 16 anos se não se é adulto pelo menos já se distingue o correcto do errado e sabe-se perfeitamente o que se está a fazer

Comentar post