Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




a magda

por M.J., em 02.11.16

a não ser que sejam miúdas de dez anos, não vale a pena acreditarem que a amizade para existir tem de ser concordante em todos os aspectos da vida.

não é.

eu e a magda, amigas de infância há um ano, discordamos amiúde. umas vezes mais do que outras, não tendo ainda chegado aquela fase do "que se lixe, vou concordar só para não ter o trabalho de discordar". nesta coisa dos regimes alimentares então, é um fartote: ambas com excesso de peso, tivemos ao longo dos últimos tempos maneiras diferentes de analisar a questão, ambas as duas muito convencidas da sua própria razão.

quando a magda me disse que ia participar num programa da manhã, com a julinha em fundo, temi. assustava-me a ideia de ver a minha amiga sentada numa cadeira com um lencinho de renda na mão, fungando muito alto, com um ar desgraçado e música em fundo, enquanto dizia "soluço... e depois... novo soluço... quis vestir uma saia ... outro soluço da moda e tudo e quer saber dona julinha? outro soluço, eu não cabiiiiiiiiiiiiiiiaaaaaa".

confesso que sou avessa à vitimização de situações quando somos, algumas das vezes, os provocadores delas. excepto por raros casos, somos gordos por descuido, por falta de vontade, porque é mais fácil. e saber que havia a possibilidade de a minha amiga ir gritar ao mundo que a culpa do seu peso era do senhor do café que lhe vendia o pastel de nata foi coisa que me incomodou.

culpa minha.

é que a magda tratou as coisas pelos nomes, usou de uma elegância inigualável e fez um manguito quando quiseram levar a coisa para a tristeza, levando ao soluço e ao lencinho de renda.

a magda foi ela própria e deixou-me imensamente orgulhosa.

não que isso lhe interesse.

mas interessa a mim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:05


8 comentários

Imagem de perfil

De Magda L Pais a 02.11.2016 às 11:52

Claro que me interessa! ora essa, saber que te deixei orgulhosa é tão bom, mas tão bom que nem consigo por em palavras :D e sim, tentou-se a lágrima mas comigo só se fosse de riso
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 02.11.2016 às 13:21

A Magda é grande, e não é só de tamanho, esteve maravilhosa a defender que não temos que ser todos como as maçãs, calibradas com o mesmo tamanho!
Imagem de perfil

De Vanessa a 02.11.2016 às 13:58

Por acaso quando comecei a ver a entrevista, pensei "a Magda vai atirar das dela" e atirou e foi tão bonito (e engraçado) de se ver
Imagem de perfil

De Maria das Palavras a 02.11.2016 às 14:50

Conhecendo a peça (vulgo Magda) de facto a Julinha teria de lhe espetar um parafuso no braço para a fazer chorar :D
Imagem de perfil

De Pandora a 02.11.2016 às 15:16

Não só foi muito bom "conhecer" a Magda, foi melhor ainda ver a postura com que esteve durante a entrevista. Nota-se, mesmo para quem não conhece, que foi igual a si própria. Adorei.
Imagem de perfil

De Cristina - Lado inverso a 02.11.2016 às 15:49

Parabéns à Magda
Imagem de perfil

De Dária a 02.11.2016 às 20:58

Grande Magda!
Imagem de perfil

De marrocoseodestino a 02.11.2016 às 21:22

Também vi e achei que esteve magnifica.
Nada nervosa e se estava disfarçou bem, com humor e bem falante.

Comentar post



foto do autor