Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




a propósito desta coisa

por M.J., em 24.10.14

da nova profissão de "mães a tempo inteiro", só tenho uma cousa (de propósito com u) a dizer:

 

tal categoria profissional faz-me invariavelmente lembrar a resposta de uma colega minha, dita em voz alta, numa aula do quinto ano, ao lhe ser perguntada a profissão dos pais: "o papá é méeeeeeeedico. e a mamã... a mamã... a mamã é mulher de doutor".

 

 

oh deus!

 

(por esse prisma as irmãs dos padres têm como profissão irmãs de abades. eu por ser filha tenho como profissão "filha a meio tempo?")

 

só dúvidas, só dúvidas!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44


7 comentários

Imagem de perfil

De Pandora a 24.10.2014 às 11:36

Isto é as gordas e as magras. É os que têm e não têm filhos. As que são mães a tempo inteiro como categoria profissional... todos os dias uma polémica nova. Isto é como os bêbados crónicos: nunca chegam à ressaca, porque já não curam as bebedeiras. Qual será a próxima?
Imagem de perfil

De M.J. a 24.10.2014 às 12:05

bem visto! parece que há toda uma urgência em se bater o pé, falar alto e gesticular muito para o pessoal se sentir útil no mundo.
Sem imagem de perfil

De csofia.marques85@gmail.com a 24.10.2014 às 15:37

Muito bom Lol

Por pelo prisma de "filha a tempo inteiro" só o fui até aos 3 anos, altura em que fui para o Jardim Escola e deixei de estar em casa 24horas por dia. Sou realmente uma filha desnaturada!
Imagem de perfil

De M.J. a 24.10.2014 às 16:15

estupidez para gente que não quer assumir as coisas como elas são. querem ficar em casa a cuidar dos putos, sim senhor, problemas delas. não são é mais mães que as outras.
Sem imagem de perfil

De Miss_Moi a 24.10.2014 às 16:05

A minha opinião sobre o tema:
http://parecequeeumblogue.blogs.sapo.pt/a-minha-mae-e-uma-mae-a-tempo-inteiro-147757

Não existem mães em full-time ou part-time. Existem mães.
Beijinho e bom fim-de-semana.
Imagem de perfil

De M.J. a 24.10.2014 às 16:17

sim, eu li hoje de manhã. só nessa altura percebi a polémica que andava por ai. como pessoa que não gosta de crianças e não entende a realização pessoal através dos filhos, parece-me tudo uma grande hipocrisia. gente que está em casa a tomar conta dos filhos é doméstica. e não, não tem uma vida tão complicadinha assim. vida complicada tem quem tendo filhos trabalha mais de oito horas por dia.
Sem imagem de perfil

De Miss_Moi a 24.10.2014 às 16:24

Tal como digo no post, reconheço a dificuldade de cuidar de uma criança.
O que me irrita no meio de toda esta questão é o olharem com ar de compaixão para aquelas mulheres que "abdicaram de uma carreira de sucesso para se dedicarem em exclusivo à família" e dizerem que isso é uma prova de amor.
Mentira, balelas, tretas. Deixam de trabalhar porque podem dar-se a esse luxo. Ok, porreiro da vida..Podem e querem ficar em casa, estão à vontade. Não me venham é dizer que são mães a tempo inteiro e que as outras não são.
Trabalhar 8 horas por dia e fazer tudo o que as "mães a tempo inteiro" fazem é que é difícil. E essas mulheres merecem ser reconhecidas. Não devem ser marginalizadas por continuarem a trabalhar.
Quando as criancinhas estiverem grandes e forem para a escola, com quem se vão entreter estas mães a tempo inteiro?

Comentar post



foto do autor