Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




banalidades

por M.J., em 18.07.17

dormi mal esta noite.

a cama estava quente e o ar abafado. levantei-me às três da manhã e abri, desesperada, todas as janelas da casa, na esperança vã de sentir o ar da noite na pele.

estava escuro e haviam luzes espalhadas na cidade. tive saudades da noite que é noite, das luzes mortas e do sino que vela os sonhos, esperando a hora certa de acordar.

bebi um copo de água. estava morna e haviam dois mosquitos no ar, num zumbido intenso de quem espera um jantar. 

acordei esta manhã cansada, numa noite mal dormida. a empregada telefonou, muito depois da hora de chegar, a avisar que afinal não vinha. tenho mesmo de arranjar outra mas perco a paciência de procurar, tal como perco a paciência de ler, escrever, trabalhar, viver ou dormir.

perco a paciência e não sei se a tive, alguma vez, ou se este desespero de viver, agarrado à minha alma como duas mãos aflitas, faz tão parte mim como o meu braço direito.

 

canso-me que viver é uma canseira apática, de quem procura um significado que não existe, uma sentido que não há, um caminho que não passa, ilusoriamente de nada no meio de nada.

dormi mal esta noite.

tomei o pequeno almoço cansada, em frente a uma das plantas que ele rega quando chega a casa. gosta de cuidar, ele. olha as coisas com amor, pega nas folhas mortas e retira-as, calmamente, numa cirurgia delicada. olha a terra onde estão as raízes e molda-a sabendo que elas irão para onde ele quiser, desde que lhes providencie estrutura. limpa-lhes as folhas, mima as flores mais viçosas. gosta de cuidar, mesmo. às vezes, na hora de jantar olha-me e diz é preciso regar as plantas, regaste as plantas hoje? num sentido de missão e dever. 

nunca as rego. deixei morrer umas quatro ou cinco, na varanda, até ele tomar as rédeas do assunto.

pressinto, às vezes, uma analogia qualquer nisto tudo. 

depois concluo são só plantas e prossigo.

numa canseira.

 

dormi mesmo mal esta noite.

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

publicado às 11:05


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Silent Man a 18.07.2017 às 11:52

Estes são os meus posts preferidos, de entre tudo o que escreves e que eu avidamente vou lendo.

Porra...

Espero que durmas melhor hoje.
Sem imagem de perfil

De Quarentona a 18.07.2017 às 12:42

Talvez um cafézinho para despertar?
Imagem de perfil

De Fleuma a 18.07.2017 às 22:53

Cuidado com o rosto dado a estas "banalidades", M.J.

Por vezes, certas portas são abertas e não é agradável o que se encontra.

E outras vezes, minha experiência, somos absorvidos por estas "banalidades" e nunca mais regressamos.

Tente, pelo menos tente, regar mais vezes as plantas ...

saúde,

Comentar post