Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




banalidades

por M.J., em 11.12.14

reúnem-se em amena cavaqueira na esplanada. falam alto, unem as mesas, ficam em risadas e conversas ininterruptas. mostram fotografias uns aos outros, luvas e cachecóis. chamam-se pelos nomes, ás vezes em gritos.

- rosa mariiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiia, oh rosa mariiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiia.

na mesa do lado encolho os ombros e bebo o café. há pássaros no céu, árvores sem folhas em frente, carros em correrias na rua. olho a revista, fico quieta a pasmar no dia que corre. eles continuam numa conversa desenfreada de quem tem tudo para dizer. uma mostra as luvas, peça nova de croché,

- muito finas.

- mostra ai, que eu ainda não vi.

um corrupio de vozes, um corrupio de vidas ainda que enfim, a idade já pese e a distracção do dia seja a esplanada, em torno de uma delas, que fala mais alto que as outras e reclama,

- dá cá, eu ainda não vi. ainda não vi, mostra. rosa mariiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiaaaaaaa.

enfim, levantam-se. já vou a mais de meio do livro, o dia continua a correr. quando me decido finalmente a levantar reparo que as famosas luvas, as muito finas, de croché, novas, estavam caídas no chão. pego nelas. são bastante feias, ponto descuidado, numa cor castanho baço. entrego-as ao balcão.

- são das velhas,

diz-me o empregado, em surdina, com ar de enfado,

- vêm para aqui horas, tomam um descafeinado cada uma e fazem esse chinfrim todo.

encolho os ombros, pago o café, possivelmente irá dizer que eu pago um café e fico ali, quieta, a ocupar uma mesa com um livro parvo, numa língua estranha, que tenho a certeza, ele não deve falar.

- dê as cá menina, que eu entrego amanhã, quando elas cá vierem.

pega nelas com as pontas dos dedos, como que contaminadas com uma doença de idade e gritos ininterruptos.

 

sorrio. não há volta que possa dar. por mais anos que viva, por mais roupa adulta que vista, por mais cabelos brancos que me comecem a aparecer vou ser sempre menina.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:44


2 comentários

Imagem de perfil

De Magda L Pais a 11.12.2014 às 13:18

:D esse é um problema comum na maior parte dos cafés... as velhotas ficam lá horas a fio.

(gostei do regresso, em grande)
Imagem de perfil

De (des)Esperança a 11.12.2014 às 13:38

tenho tanta inveja da "normalidade"..

Comentar post