Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




banalidades

por M.J., em 12.02.16

perco-me entre o que digo e o que quero dizer. envolvo-me numa neblina de incompreensão e egoísmo e danço por ela músicas que  falam ao ouvido o que eu gostaria de dizer por palavras que não encontrei. finjo que sou mais do que sou, que sinto mais do que sinto e que vou além do que sou. acredito que, na verdade, a minha sensibilidade é reles e pequenina e não sou um pirolito do que poderia ser se assim o que quisesse.

ou parecer.

que não pareço um pirolito do que poderia parecer se assim o quisesse.

procuro encontrar a compreensão em almas melhores do que minha. releio os dois procurando um ponto coincidente, apontando mentalmente as horas em que poderia almejar ser um pouco do que são. sou tão pequenina ao lado do que sentem. sou tão banal ao lado do que exprimem que depois fecho o pc, num nojo do que escrevo e partilho a um mundo que não sei quem é.

sou um bicho feio. 

faço um esforço descomunal por parecer um bicho bonito sem conseguir: por entre o perfume escapa sempre o odor fétido do que não consigo esconder.

e poderia ouvir-me do outro lado a dizer, sorriso cínico na ponta do lábio, palito no dente, rilhado, as mãos no bolso da frente da bata a cheirar ao estufado do jantar:" que procuras que te digam M.J.? que és um raio de sol genuíno numa tarde de nevoeiro? tola. sua tola.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


10 comentários

Imagem de perfil

De Me, myself and I a 12.02.2016 às 10:13

Acho que estás a precisar de dois pares de estalos (portanto 4) bem dados para parares com essa cena de auto-comiseração!
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 12.02.2016 às 10:14

Isso hoje está agreste!!
Olhe menina ponha-se fina que não é nada disso, bichos feios conheço alguns e nada que se lhe assemelhem.

(Tenho dias em que acho que podias ser irmã de uma grande amiga minha)
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 12.02.2016 às 10:33

Já cá escrevi que a clara ideia do que se é tende a atrapalhar mais do que ajudar.
Ser-se fiel ao que se sabe Ser tira lugar a uma apresentação do que se poderia ser.
Esse teu quase absoluto conhecimento do que és, ainda que desenhado a lápis, é muito carregado por ti, indicas muitas vezes a tua pequenez ou outra característica menos brilhante com traços muito carregados que deixam marca, mesmo depois de tentativas de os apagar (pelos outros).

Todas as pessoas Grandes têm a sua dose de pequenez. Só assim se agigantam algumas vezes.
Há mil formas de ver o mundo, há quem ouse criar mundos e não me parece errado usar saber e curiosidade para diferentes interpretações.

Podes ser raio de sol em tarde de nevoeiro para alguns. Admito mesmo que poderás ser sol quente em noite de chuva para alguns, em determinadas circunstâncias.
Para além do que és, sabes ser e vês, há o outro, o que ele vê, o que ele consegue que tu sejas e o que os outros criam em relação ao que têm diante de si.

Bem sei que se te "enervosam" estas coisas do senso comum, as leis da felicidade, este mimimimi com que vais etiquetando quem sou. Não to imponho (longe de mim, criatura mais sem jeito para religiões ou seitas), não to indico duas a três vezes ao dia como fórmula mágica para uma vida "en rose", mas deixa-me que te apresente como acho que sou, como acho que gostava de ser para me não aninhar muito tempo nos lençois de cama sob janela por onde entra sempre luz cinzenta, mesmo que o céu só tenha azul claro.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.02.2016 às 14:05

Tão bonito! Tão perfeito e tão bem dirigido.
Escolho calar-me e não perturbar o teu comentário.
Imagem de perfil

De M.J. a 12.02.2016 às 16:43

juro, sem qualquer ironia, que não percebi metade.
ou é do tempo ou não tenho a maturidade suficiente para entender o que quiseste dizer.

isto está mais sério do que pensei.
emburreci.
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 12.02.2016 às 16:54

Não é grave.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.02.2016 às 17:14

Creio que disse a verdade, minha muito querida MJ.
De modo sério.
Tudo se resume ao facto de seres igual a mim. Névoa e sol, terra e estrelas, tudo ao mesmo tempo. Difícil é unir um arado ao céu.
Imagem de perfil

De M.J. a 12.02.2016 às 17:22

não duvido que o disse.
só não a consegui entender. estados como os de hoje e ontem embrutecem-me e fazem-me "incompreender" coisas que devia ter a capacidade de.

quero muito acreditar nisso. não te zangues por continuar a achar que és - na moda da actualidade - mil ondas gravitacionais melhor do que eu.
Imagem de perfil

De anacb a 12.02.2016 às 11:17

huuuuum... está de chuva....
(e tolos somos todos nós :-P )
Sem imagem de perfil

De Joana B. a 12.02.2016 às 11:36

NÃO és um bicho feio!!!!!
pensas que és ou queres dar a entender às outras pessoas que és...

Comentar post



foto do autor