Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Caralhando

por M.J., em 28.07.15

eu, que sou uma pessoa da paz, do bem, do amor livre, da liberdade de expressão, eu, esta personagem culta e fofinha, de vez em quando sou... hum, olhada de soslaio pela minha linguagem. que uso muito foda-se, que uso muito caralho. que é feio. que é triste. que devia rezar mais e escrever menos asneiras. uma consumição. apraz-me dizer que é um estilo que adoptei para a personagem. se podia escrever diferente? é claro que podia, foda-se (oh, oh, ai o foda-se, deus me salve e guarde). se quero? não. porquê? porque tal como me farto de dizer a personagem que é a MJ não é integralmente a pessoa que a escreve. respeito quem se desnuda num blog. (já não respeito que desnuda os filhos num blog, mas isso é outra história ). mas eu sou menos aqui do que sou na vida. e a minha vida já tem muitas excelências, muito fato cinzento, muita pessoa a dizer palavras caras mandando foder o próximo com vocabulário chique do "ide copular, sim?".

aqui escrevo o que quero, da forma bruta e despretensiosa que faz rir muita gente, incluindo a mim.

se o sapo devia destacar palavrões? não sei. o sapo destaca mães que põem fotografias dos filhos a fazer cocó no penico e que contam pormenorizadamente a vida deles. por mim, agradeço muito ao sapo, não só pelo destaque mas por todo o trabalho que faz.

mas a quem vier aqui de novo fechai os olhos se vos apoquentam palavrões.

 

só para finalizar, lembrei-me de uma história: na terra dos papás havia um senhor que, ali nascendo, vivendo e morrendo, era da terra, puro, quase ingénuo. toda a gente gostava dele. das gargalhadas que lhe saiam da alma, da conversa despretensiosa, quase pura, que mantinha enquanto moldava ferro na profissão que era a sua. às vezes, o padre que vivia perto da igreja, chamava-o para pequenos serviços e mantinham conversas, os dois, tardes inteiras, um trabalhando, o outro desfrutando da companhia. o ferreiro dizia caralho como uma bengala de expressão, ao género do pessoal do norte. "claro que a gente acaba isto hoje, senhor padre, nao se arrelie, caralho ". um dia alguém ouviu e repreendeu o ferreiro. que aquilo não era linguagem que se usasse no dia a dia, muito menos em frente ao padre. o homem, envergonhado aceitou e nos tempos seguintes quase emudecia em frente ao pároco que, espantado pela ausência da expansividade do outro lhe perguntou o que tinha. o ferreiro lá lhe contou e o padre, de uma gargalhada, disse, divertido: "ai é isso alexandre? não te preocupes. enquanto tu dizes caralho sem pensar no pecado há quem mande para o caralho sabendo bem o que diz."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:29


45 comentários

Imagem de perfil

De Magda L Pais a 28.07.2015 às 22:51

Ora diz-me uma coisa. As asneiras estavam em Português ou estrangeiro? Se estava em estrangeiro, o destaque não devia ter sido dado. Se estava em português de Portugal, o destaque foi merecido. Ou alguém acho que asneiras não são português?
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:04

acho que é metade com acordo ortográfico e metade sem. isso contará?
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 28.07.2015 às 23:11

Bom... Sem acordo sff
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:11

uma pessoa tem de se adaptar às imposições.
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 28.07.2015 às 22:54

Oh, caralho! Se até o padre achava isso, quem sou eu para questionar...
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:04

podes sempre ir parar ao inferno, não sei....
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 28.07.2015 às 23:08

Eu?? Com a paciência que eu tenho, e com aquilo que aturo, tenho um lugar guardado no Céu. E não é à direita do Senhor: é ao colo!
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:12

ahahahahahahahahah
vai uma cunhita a meu favor?
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 28.07.2015 às 23:14

Vou já tratar disso
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:15

mando um cabrito para tua casa como agradecimento?
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 28.07.2015 às 23:18

Dois pastéis de bacalhau e um copinho de vinho branco.
Se não houver, pode ser... dois copinhos de branco.
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:19

eu digo bolinhos de bacalhau...
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 28.07.2015 às 23:21

Tinha que ser... venham eles!
Ou os copinhos de vinho branco, se insistires muito.
Imagem de perfil

De O Informador a 28.07.2015 às 22:57

Palmas para a M.J. que se picou toda como assim tinha de ser!
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 22:59

Creio que até um pedaço de celulite saiu. Talvez até fique melhor no caralho do vestido.
Imagem de perfil

De O Informador a 28.07.2015 às 23:05

Não necessitarás de tirar algo em ti para que fiques bem, minha cara escritora!
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:14

de longe sou escritora. apareço com as trombas directas na contracapa de um livro que escrevi mas isso não faz de mim escritora.
de qualquer das formas sou daquelas pessoas que não consegue resistir à lisonja. um ponto fraco da minha pessoa, a par do duplo queixo.
Imagem de perfil

De O Homem Certo a 28.07.2015 às 23:01

Bela história do ferreiro
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:03

também acho :)
Sem imagem de perfil

De Patrícia a 28.07.2015 às 23:23

Gostava tanto de conhecer a verdadeira Maria João...
Imagem de perfil

De M.J. a 28.07.2015 às 23:24

Não existe a verdadeira maria joao. Existe pessoa que escreve a maria joao. Metade realidade, metade ficção. Olha... rimei, carago!
Sem imagem de perfil

De Patrícia a 28.07.2015 às 23:29

Olha que bem, caralho!
Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 29.07.2015 às 00:26

Confesso-te aqui uma pancada estranha que tenho: não consigo dizer caralho. Escrevo, mas não digo.
Em compensação, digo muito puta-que-pariu, esganiçado no início, e acabar a descer de tom, quase teatral.
Lembrei-me de uma:
O que é que diz uma tia de Cascais quando tem um orgasmo?
"Rodrigo, cheguei!"
Imagem de perfil

De M.J. a 29.07.2015 às 00:42

Ahahahahahahahahahahahahaha tao bom.


questão é essa. É que eu nunca digo caralho. Escrevo. Escrevo muito. Somos duas parvas.
Imagem de perfil

De belitaarainhadoscouratos a 29.07.2015 às 09:27

tb digo bastantes palavrões mas tenho uma vizinha que os usa, não como bengala, mas já mesmo como cadeirinha de rodas!!! é um fartote, o que eu me rio.
mas tenho de admitir que o que mais me liberta é dizer 'oh puta deita-te!!!' quando algo é mesmo inacreditável de mau/estúpido/cretino :)
Imagem de perfil

De M.J. a 29.07.2015 às 11:47

Tu aqui? Mas tu sabes o quanto adoro os teus acepipes? Ora porra pensava e que estavas no blogspot. Sou mesmo anormal. Obrigado.
Imagem de perfil

De belitaarainhadoscouratos a 29.07.2015 às 13:25

aquizinha!!! desde o começo :)
Imagem de perfil

De M.J. a 29.07.2015 às 15:42

sou uma tótó.
sê bem vinda :)
Sem imagem de perfil

De marta a 29.07.2015 às 10:27

eu digo e escrevo, qual é o problema caralho? Quem não gosta come só as batatas.
Imagem de perfil

De M.J. a 29.07.2015 às 11:46

Ai cum camandro que me esqueci de responder ao email. Foda-se isto. . Mal chegue a casa respondo sim? Desculpa. ....
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 29.07.2015 às 10:54

A menina adormece mais cedo e o mundo acorda assim?!

Então cá vai a minha opinativa opinião:

Inicio de conversa: isto tudo a respeito de...?!
Em continuando: isto dos blogs e mais não sei quê (e não sei que mais - adoro este minha eloquência) é tipo canal e/ou programa, a saber: não gosta, não procura.
Ai que A escreve sobre o filho e sobre os cocós... nhenhe nhenhe nhenhe. Não gosta, não? Então vá passear até outra freguesia. Melhor: faça um post cheio de humor inteligente (pleonasmo, eu sei). Ai que X escreve palavrões de fazer corar o anjinho barroco... Choca? Não volte. Pelo caminho reze uma daquelas orações dificeis, que já ninguém sabe, penitencie-se jejuando e fazendo uma peregrinação até onde possam estar desvalidos e enfermos, ofereça tudo quanto tem no armário dos gulodices - atenção, se a enfermidade for diabetes ou colesterol bué da alta, não se ponham a inventar e depois vir aqui dizer que os males do mundo são culpa de Sarabudja! Pffff

Tens convivido com gente muito coisa. Ou com coisas muito com mania de gente.
Se Ême Djay nasceu para soltar uns piiiiiiiii, que Êma Djay solte piiiiis sem se desculpar, justificar.
Se Sapo destacou um post com piiiiiis?! Eeeeee.... quantos somos e que idade temos? ah porque as crianças têm acesso a estas coisas.. Têm! Quem lhes deu? Que se faça mais presente nas escolhas. (ai que eu quero muitas horas para estar com o meu rico filho, mas depois ele tem muitas vontades, e eu não controlo o que ele encontra nas internetes, sabemos como é a canalhada de hoje. Já não mandamos nada.)

Eu não digo palavrões. Raramente os escrevo, mas acho um piadão a algumas pessoas e/ou personagens que o fazem.
Imagem de perfil

De M.J. a 29.07.2015 às 11:45

Pessoa que entendem que o sapo não deve destacar palavrões e que eu só tenho asneirada na cabeça. já estávamos a precisar de uma coisa destas no mundo dos blogs que isto andava mortiço
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 29.07.2015 às 11:59

Então desbronca aí nomes e cognomes. Se anda mortiço, pões fogo no circo. O que eu gosto de ver o palhaço a arder!!!
Imagem de perfil

De M.J. a 29.07.2015 às 15:43

http://oinformador.com/destaques-do-caralho-1507917#comentarios

aqui tens meu anjo. (adoro dizer meu anjo). não é preciso esquisitices com o link visto que foi directamente direccionado (olha que linda aliteração) para esta espelunca.
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 29.07.2015 às 16:53

Gosto gente que não compra meia guerrinha. Boa! Sinto-me mais a par.
Imagem de perfil

De M.J. a 30.07.2015 às 16:53

depende das guerrinhas que se compram.
algumas são divertidas se assumidas como tal. ressabiamento é que não.
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 31.07.2015 às 09:42

Pronto, pronto, já escrevi nos espelhos da casa de banho a máxima que me fará ser mais feliz: "ressabiamento é que não."
Cheira-me que vou ter guerras internas por causa disto. Pode ser que um dia eu veja a luz e me salve. (a julgar pelo meu despenteado de hoje, ando bem mais perto. Muito mais perto. Sabes, desconfio que as divindades gostam mais de gente com pecularidades capilares. É só ver os annaes dos (lunáticos e fanáticos) iluminados para concordar comigo.)
Imagem de perfil

De M.J. a 31.07.2015 às 13:23

poderá não te fazer feliz. conheço muita gente ressabiada de muito bem com a felicidade que escolheu.
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 31.07.2015 às 14:43

Eu acho que não sou ressabiada; sou tinhosa!

Imagem de perfil

De M.J. a 04.08.2015 às 14:29

tinhosa. há quanto tempo não ouvia essa palavra! que engraçado, eu também acho que sou.
Imagem de perfil

De nice a 29.07.2015 às 11:45

No meu dia-a-dia só uso palavrões em situação de dor física. No outro dia bati com a cabeça a entrar no carro e saiu-me um, mas é raro.
Acho que a MJ sem palavrões não é a MJ. Eu ia dizer que não teria metade da piada, mas não é verdade, não teria 1/5 da piada, porque apesar de tudo, a MJ é muito mais além dos palavrões.
Imagem de perfil

De M.J. a 29.07.2015 às 15:44

a MJ usa palavrões em muitos textos propositadamente, para o floreado do humor trapalhão e desleixado que adoptou :) faz parte da piada claro.
e obrigado :)

Comentar post


Pág. 1/2



foto do autor