Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




como tenho a cervical em frangalhos

por M.J., em 21.02.17

fui ao osteopata.

num belo dia decidi que as dores no braço direito já chegavam, deixei-me de tretas e consultei aquele que a mamã segue, nas permanentes dores de costas.

 

aviso já que não foi grande merda.

primeiro porque o homem trata o esqueleto com massagens. uma pessoa está habituada a pensar em medicamentos para tudo e aquele queria usar as próprias mãos para resolver o meu problema. deitei-me, por isso, desconfiada na marquesa, olhando de soslaio para o ambiente e pensando se não me havia enganado na porta.

não havia, não. 

 

no primeiro embate foi como se um lutador de sumo estivesse sentado em cima das minhas costas, dando pequenos saltinhos. o homem usava, evidentemente, as mãos mas tinha mais força em cada uma, do que eu no corpo todo. a minha coluna, indignada com tamanha falta de maneiras decidiu castigar-me da maneira que sabia: aumentando as dores de forma exponencial. 

meus senhores: é que doía, mas assim em grande.

cada toque do homem era uma espécie de tortura medieval.

os meus ossos foram espremidos, esborrachados, empurrados e dissecados. às tantas apetecia-me levantar dali e desatar a correr que uma pessoa, a não morrer da doença, ia morrer da cura.

permaneci estoicamente. 

 

quando a coisa acalmou, e pensei que enfim, estava livre, senti uma cena altamente quente no lombo. disse ele que eram algas que iam combater a inflamação.

então não, pensei, nada como me transformar em churrasco para queimar qualquer sensbilidade. já agora não se esqueça do picante. 

 

enfim, aquilo acabou.

cheguei a casa com o diagnóstico esperado e recomendações de postura, do que fazer e não fazer, de como dormir e caminhar.

à noite sentada no sofá, hirta e firme, o rapaz perguntou-me:

- não te deitas?

que não, disse eu, dorida e chateada, que não. o osteopata disse para não o fazer no sofá.

 

e logo ele, maneirinho e sorriso idiota ao canto do lábio:

- espero mesmo que vás a um médico que te proíba de deitar na cama. tenho tantas saudades das noites em que não dormia no cantinho mais do canto... quando é que lá voltas? queres que te leve?

 

na saúde e na doença, meus senhores, na saúde e na doença. 

 

F I.png

vem ter comigo ao facebook - aqui,  e instagram - aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:48


11 comentários

Imagem de perfil

De Sofia Silva a 21.02.2017 às 10:59

Olá!
Tenho dores no pulso direito e a culpa é da cervical, sofremos todos do mesmo
Depois de 1 ano de muitaaas consultas no hospital sem um diagnóstico, depois de um mês de fisioterapia e a dor não passar. Decidi consultar um osteopata que me resolveu o problema até agora, à cerca de uma semana a dor voltou até estou feliz porque demorou 3 meses até voltar.
Pois bem, descobri que tinha 6 vértebras fora do sitio e a lombar também não estava muito famosa...
Olha, só te posso desejar as melhoras!
Um beijinho,
Sofia
Imagem de perfil

De M.J. a 21.02.2017 às 12:21

também tive, em tempos, muitas dores no pulso direito. estar o dia inteiro sentada, com o rato na mão direita fez um lindo serviço. comprei um daqueles tapetes com um apoio para o pulso e ainda piorou. comprei um rato supostamente anatómico e ajudou. ajudou mesmo. também comecei a fazer pausas de hora a hora e alongamentos em cada pausa. comecei a caminhar um pouco na hora de almoço. o pulso ajudou muito mas as dores de costas continuam um bocado. estou esperançada que o osteopata ajude mas só vendo.
há quem diga que é da idade. e eu começo a acreditar.
Imagem de perfil

De Sofia Silva a 21.02.2017 às 12:24

É o que me acontece, muito tempo sentada com o rato na mão.
Também comprei o tapete mas nada... Tens alguma imagem do rato que compraste? Isso dava jeito.
Eu inscrevi-me no ginásio, tem ajudado mas não como eu queria.
Um beijinho,
Sofia
Imagem de perfil

De M.J. a 21.02.2017 às 12:41

manda-me o teu mail que te mando a foto.
Imagem de perfil

De Sofia Silva a 21.02.2017 às 12:45

Obrigada!!
bloglaprincipessa@gmail.com
Imagem de perfil

De VeraPinto a 21.02.2017 às 11:16

Juntas em tudo. Temos mesmo uma ligação estranha. Fui a uma espécie de um há uns anos e a dor era a mesma. dias e dias a seguir que nem me mexia, parecia que tinha engolido um garfo.
Infelizmente, acho que o meu caso não se resolve com um ostepata. Desta vez acho que já não vai com massagens nem tortura chinesa...
Imagem de perfil

De M.J. a 21.02.2017 às 12:41

queria não chegar a esse ponto mas já não digo nada.
Imagem de perfil

De Ana Rita 🌼 a 21.02.2017 às 11:28

Eu ía dizer que o meu diagnóstico...isso é um problema de juntas!! (Juntas tudo e deitas fora) - a primeira, única e última vez que fui ao osteopata deixei de sentir as mãos ao fim de algumas horas
Quanto ao moço...eu dava-lhe o sofá por umas noites... só para ele não se armam em esperto!!
Imagem de perfil

De M.J. a 21.02.2017 às 12:42

isso é uma boa ideia :D
Imagem de perfil

De Ana Rita 🌼 a 21.02.2017 às 12:43

Qual delas??

As juntas ou o castigo do moço?? ahahahah
Imagem de perfil

De M.J. a 22.02.2017 às 10:21

as duas :D

Comentar post



foto do autor