Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Da apresentação

por M.J., em 19.11.13
É difícil as gentes que me conhecem conseguirem distinguir a escrita louca da louca que escreve. Por isso esta coisa, esta taberna tem de se manter assim, longe das luzes dos holofotes. Há claro muita gente que faço questão que leia. Aqueles que conseguem manter a distância e perceber que a loucura que para aqui despejo, como lixo, não passa disso mesmo.
Posto isto, passemos às apresentações!
 
Olá, eu sou a coisa, que se apelida de MJ, e sou louca. Louquinha, cucu da cabeça. E não é louca no bom sentido, meus irmãos. É louca no verdadeiro sentido da palavra. É certo que não ando aí a matar gatinhos abandonados, nem a sacrificar galinhas. Também não acredito no céu ou no inferno e nessas coisas que, na minha opinião, caracterizam os loucos. Mas sou dotada, de uma loucura refinada, daquela das pessoas que pasme-se, apesar de inteligentes, não conseguem controlar as emoções.
Sou cucu da cabeça. Passo de um extremo de emoções ao outro numa questão de horas. Circulo entre a minha vida cor de rosa e as trevas da amargura. Não bato bem, portanto (não sejam pervertidos. Não bato bem da cabeça, da minha claro).
E a questão é que essa loucura tem tendência a afectar as minhas relações: de amizade, de conhecimento, de gente que cruza a minha vida. O facto de ser cucu da tola faz com que as pessoas gostem de mim e ao mesmo tempo tenham uma vontade de fugir. É normal. Lidar com uma montanha russa de emoções não é fácil.
Sou a pessoa mais sincera comigo mesma que possam conhecer. Julgo-me com todas as pedras, peças e bananas (não sei porque pus aqui esta fruta, mas achei que ficava bem). Não dou abébias a mim mesma. Não desculpo situações. Não digo "ah, aconteceu assim porque as circunstâncias...". Não! A minha vida é o que é  por minha livre e espontânea opção. E meus amigos, se decidi pôr a minha felicidade nas mãos dos outros, os outros que eu evito e fujo, foi por opção minha. Daí que lide com isso, da maneira que sei.
Pronto.
Sou louca e é a única coisa que interessa para as apresentações. Preciso das pessoas mas fujo delas como o diabo da cruz. Queria ser magra mas encharco-me em chocolate. Queria ser rica mas não jogo no euro milhões. Queria ser feliz, mas adaptei-me a esta loucura!
Têm a certeza que querem ler isto?
Eu não tenho certezas de nada.
E agora?
Agora, sei lá!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:38


1 comentário

Imagem de perfil

De neuzita a 08.08.2015 às 03:30

Ahahahahah realmente fizeste aqui uma bela postagem!! Loucura,não sei se o és,mas cada um tem um pouco de loucura dentro de si,boa sorte com o blogue!!

Comentar post



foto do autor