Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




da dieta

por M.J., em 07.04.14

o fim de semana foi estúpido. e eu estou gorda. vou começar uma dieta hoje. igual à última que, segundo algumas vozes, me levou a ficar magra, mas louca.

desta vez fico magra mas sã. espero. tal como da última vez que decidi emagrecer trinta quilos (e fi-lo em 9 meses), desta vez decidi igual, e vou cumpri-lo. podem anotar aí nas agendas. ainda sei os truques todos. 

é mais um objectivo e a vida é feita deles.

como dizia, o fim de semana foi estúpido. acordei no sábado com as obras no apartamento de cima e fui obrigada a chamar a policia. foi chato porque não gosto de ser a ovelha ranhosa, mas eles na verdade, não se calavam. a policia veio. tive de identifcar-me como advogada e soltar nºs de leis e artigos. os velhos da obra, que apenas cumpriam ordens olharam-me de soslaio, roncaram qualquer coisa, e tenho para mim que qualquer dia me apanham numa esquina e me esquartejam. se tirarem a banha toda e deixarem a febra é um favor que me fazem que eu vou ter muito trabalho para a queimar. 

depois disso não consegui dormir e decidimos ir tomar o pequeno almoço à rua. péssima, péssima ideia. na pastelaria onde entramos pedi um croissant de ovo que custou dois euros e o qual não consegui comer porque era massa dura de há dois dias.

não foi bonito porque pensei em queixar-me, mas tinha sido advogada há vinte minutos atrás e apenas queria comer qualquer treta sem me chatear. a solução foi não comer, chatear-me, mas não me chatear com o dono, que provavelmente vendeu o croissant que eu paguei e não comi a outro. fodasse.

enervada com a situação, quando sai deixei cair o filho de mil pegas do telemóvel ao chão, ecrá para um lado, bateria para o outro, e o animal partiu-se no ecrã. 

são mais uns euros de conserto.

tentei fazer, já depois de almoço, um porta moedas em croché. não fui capaz e parti aos pedaços o fio, em nervos acutilantes, que me custou os olhos da cara.

ao final da tarde, farta do dia deitei-me na cama e adormeci, acordando quase em cima da hora do concerto no teatro. fomos à pressa. perdemo-nos pelo caminho porque jurei a pés juntos que sabia ir para lá, e afinal não sabia. ouvi bocas evidentemente e engoli em seco, que é para aprender.

no domingo fomos à feira de março. queria andar nos carrosséis, um pouco de adrenalina. o moço recusou veementemente e eu amuei toda a tarde.

pronto.

foi isto.

o que interessa é que estou gorda e vou fazer dieta. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:18



foto do autor