Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




da escrita

por M.J., em 06.04.15

uso este espaço como quem usa uma caravela na descoberta da vida.

esperneio, grito, escrevo em humor os dias que me fazem e o que sou. tenho um especial carinho pelas palavras depois de escritas. sempre foi assim. consigo visualizá-las como mais do que som. têm letras e formas e constituem coisas que podem ser belas ou cortantes.

com este espaço dei recados a pessoas com quem convivo. usei-o para não ser esquecida e para não esquecer. aprendi a crescer nas palavras de que sou feita e que se transformam em pedaços de realidades quando as escrevo.

isto é, assim, na continuidade dos dias um pedaço de mim que exponho na exacta medida que quero. longe vão os tempos em que me deixava dominar pelo que isto era, deixando um chorrilho de palavras, todas seguidas, mal compreendidas, mal usadas. assim que aprendemos a usar o sarcasmo, a ironia e a arrogância em palavras escritas torna-se mais fácil alimentar aquilo que somos escrevendo.

ainda que, muitas das vezes, as palavras me controlem, ainda, e apareça despida neste sitio que é meu. mas que quem quiser vê.

 

é por isso que fico pasma quando vejo espaços abertos ao mundo a despejar de frustração, de paranóia, de psicose louca de quem os gere para com outras gentes. de quem sente que o mundo os persegue apenas porque sim. de quem, por mais que o tempo passe, não consegue deixar de se levar a sério, permanecendo erguido, como em procissão de dias santos, na roupa mais formal e nos cabelo mais levantado em litros de laca.

 

podeis atacar tudo o que para aqui escrevo. é legitimo porque sendo eu não tem a qualidade que poderia ter se não fosse feito por mim. mas não tenhais a pretensão de achar que as vossas palavras são capazes de me incomodar mais do que as palavras que eu própria escrevo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


12 comentários

Imagem de perfil

De Varufakis a 06.04.2015 às 16:19

Muito bom.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.04.2015 às 16:26

você é uma pessoa muito simpática mas devia rever os seus padrões de qualidade.

agora a sério: obrigado
Imagem de perfil

De Varufakis a 06.04.2015 às 16:44

Aceito a critica.
A forma como eu vejo e escrevo as coisas é descomplexada e sem qualquer intuito de ser inconveniente.
Se por algum motivo o fui, tenho a pedir desculpas.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.04.2015 às 16:47

era uma piada home!!!!!!!!!!! a dizer que isto não era assim tão bom!

e essa páscoa? muito coelho?
Imagem de perfil

De Varufakis a 06.04.2015 às 16:53

Olha, estou zangado!
Imagem de perfil

De M.J. a 06.04.2015 às 17:01

des-zanga-te, anda, que eu não posso ver um homem triste!
Imagem de perfil

De Varufakis a 06.04.2015 às 17:03

Triste é outra coisa! Eu só estou zangado! Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!
Depois do chá de gengibre não falo em comida nem em coelhos!
Imagem de perfil

De M.J. a 06.04.2015 às 17:04

penitenciando-me desde já pelo mal que causei, ouso ainda assim humildemente perguntar qual foi...?
Imagem de perfil

De Varufakis a 06.04.2015 às 17:14

Apetece-me estar zangado.
Depois eu sou muito sensível e inseguro e pronto sei lá!
Imagem de perfil

De M.J. a 06.04.2015 às 19:51

pronto, pronto, pega lá uma cerveja e umas moelas para ver se passa:)
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.04.2015 às 16:22

Subscrevo por inteiro.
:)

Sabes, é evidente, que o que acabas de escrever é um piano a cair nas trombas de muita gente.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.04.2015 às 16:25

não sei. a psicose e a loucura - como bem sabes - arranjam mil justificações para não ver o evidente.
e eu não tenho paciência para malucos. já bem basta ser eu!

Comentar post



foto do autor