Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




da zanga

por M.J., em 05.12.13

Tenho um plano para o fim  de semana: deitar-me na sexta às oito da noite e levantar-me no domingo às onze da manhã (e isto porque tenho de ir almoçar a casa dos papás antes de ser deserdada). É este o meu plano. Não vou cozinhar, nem fazer tricô, nem passear, nem ver a cidade em época de natal. Nada. Vou deitar-me entre os meus lençóis térmicos e ficar lá, no choco, no escuro, amuada, zangada com a vida, com o que não tenho e com o que queria ter.
Se é uma opção adulta, responsável, coerente, justa comigo e com o que tenho? Claro que não, foda-se. Já falamos sobre isso. Mas aquela coisa idílica de fazer almoços e jantares, tomar café quente numa esplanada a ver as folhas a cair, ligar as luzes da árvore de Natal e passar a noite a ler, com um bom chá quente não diz nada, em dias de frustração comigo mesma e com as escolhas que tomei e me trouxeram a isto.
Por isso, vou lá ficar quieta, de molho, a olhar o tecto, a dormir, a ver os programas que passam na tv.

Ah, e agora lembrei-me. Vou fazer rabanadas para a sobremesa de Natal. Querem a receita? Também eu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Rita Coelho a 09.12.2013 às 02:39

Olha, so para que saibas juntei-me a ti nessa coisa de nao fazer nada, nem a arvore the Natal, que com 30 graus nao apetece nada lol

Comentar post



foto do autor