Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




das grandes dúvidas

por M.J., em 07.12.17

nos supermercados há o dobro das máquinas automáticas disponíveis para pagar com cartão do que com dinheiro. por norma são duas para quatro ou até seis. 

eu pago sempre com cartão.

menos ontem. 

ontem, esta pessoa que paga cinquenta cêntimos com cartão, tinha - numa situação que acontece uma vez em milénios - dinheiro vivo que preferia gastar.

a situação?

4 máquinas que só aceitavam cartão.

vazias.

2 máquinas que só aceitavam dinheiro.

ocupadas.

 

ponho-me na fila.

as duas pessoas passam os produtos empancam, chamam a empregada.

um descobre, depois de quase pagar que precisa de saco, reabrem a compra.

a outra não se entende com os códigos e os produtos que não passam.

dez minutos. certinhos. contados no telemóvel. pessoas chegavam e passavam lestas e ligeiras nas maquinetas que só aceitavam cartão.

pensei em esquecer o dinheiro vivo e ir para as outras mas, a certo ponto, era já uma questão de não desperdiçar aquele tempo ali ao alto, com um cesto cheio de ar e dois envelopes de correio verde.

 

esperei.

ambas as duas pessoas chegaram ao fim da compra quase ao mesmo tempo. 

um vai ao bolso.

a outra vai à carteira.

espero pelo drama das moedas e das notas que não entram e empancam.

 

e o que é que acontece?

pois que ambos os dois, meus senhores, ambos os dois pagam com cartão!

 

há gente que se debruça sobre as grandes questões da humanidade. que arranja discussões, leituras, observações relevantes acerca do homem na terra, no espaço, na religião e na sociedade.

eu desde ontem que tenho apenas uma coisa a martelar-me o cérebro:

por que motivo mais obscuro tendo alguém o dobro das máquinas para pagar com cartão, vai às que aceitam dinheiro vivo... pagar em cartão?

 

são estes os meus dramas.

estes e a sensação - para não dizer certeza - que amanhã o avião cai.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:40


2 comentários

Imagem de perfil

De Rooibos a 07.12.2017 às 14:34

Ahah!
(Pois, se fosse comigo não achava graça, mas assim tive que me rir!)
Acho que as pessoas não se apercebem do meio de pagamento a que as máquinas se destinam, assim como normalmente não percebem que há duas filas distintas para cada lado e depois arranjam discussão. Basicamente ninguém lê nada e vai para a máquina que lhes apetece.
Imagem de perfil

De David Marinho a 08.12.2017 às 16:51

Não lerem as coisas é uma coisa terrível para o português comum.

Comentar post



foto do autor