Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




das pessoas e eu

por M.J., em 08.02.17

eles continuaram.

sorriram mais e choraram. talvez menos. apanharam sol em dias de verão e viram chuva cair por entre vidros foscos no inverno e fizeram planos e mudaram de vida e tomaram café em pastelarias com cheiro a pão fresco.

fizeram novos amigos e sentiram novas coisas e trilharam novos mundos.

 

eu não.

para com eles fiquei lá atrás. no exacto sitio que levou à quebra.

também sorri e chorei e apanhei sol e vi chuva e fiz planos e mudei de vida e passei horas sentada em pastelarias com cheiro de pão fresco e bolos doces.

fiz amigos e perdi amigos.

 

para com eles permaneço lá atrás, teimosamente, batendo o pé. sabendo, na minha loucura de rancor, a dimensão da perda, numa certeza de razão que não interessa mas é minha.

 

no mundo dos loucos a sua loucura é a única lucidez que faz sentido.

e nela permaneço lá atrás na espera do que nunca vai chegar uma vez que a razão assiste a todos. ainda que a minha razão seja maior.

sempre foi.

 

e afinal se chegasse tenho a certeza que percebia a sua desnecessidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00


2 comentários

Imagem de perfil

De trocatintas a 08.02.2017 às 12:14

É preciso desapegar, querer trazer o coração para o presente porque o desgraçado continua lá atrás mas, na loucura, nem sempre apetece. O coração gosta de se agarrar às certezas e a uma lealdade que já nem sequer faz sentido. Mas para nós faz.:)
Sem imagem de perfil

De Cristina a 08.02.2017 às 13:36

eu diria que, também tu, "continuaste".

Comentar post



foto do autor