Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




dicas para mudar de emprego

por M.J., em 05.01.17

ou como não enfiar dois garfos nos olhos do teu chefe.

ou ainda, como evitar que te chamem "a/o-fulana/o-que-põe-chefes-com-olhos-à-camões".

 

no blog do costume: "aprender uma coisa nova por dia".

 

aprender uma coisa nova por dia.PNG

(sentemo-nos e partilhemos: como estamos de satisfação profissional? tão boa como uma bola de berlim ou a roçar o horror das favas?)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15


6 comentários

Imagem de perfil

De Novembro a 05.01.2017 às 11:13

A roçar o horror de outra coisa que não sejam favas.
Gosto de favas com chouriço, conforme canta o José Cid.
Imagem de perfil

De M.J. a 05.01.2017 às 12:08

tão mau assim?
Imagem de perfil

De Novembro a 05.01.2017 às 12:27

Sim. Não me identifico com o 'ambiente' (pessoas).
Existe ainda muito stress, demasiada exigência, e em troca pouco mais do que o ordenado mínimo.
Como referi no teu post http://www.eagoraseila.pt/e-e-isto-1034175 :

'... sinto ... a inutilidade e frustração do tempo perdido a trabalhar. Sinto que me roubou muito da minha vida. Roubou-me demasiado tempo... e não me permitiu usufruir da companhia dos que mais amo e de quem já partiu/morreu e eu muito amava.
E a recompensa monetária simplesmente dá para sobreviver. Já necessitei de ter 2 trabalhos.
Queria mudar, como tu fizeste. Dou voltas a pensar como?! Ainda não consegui encontrar solução. Dependo do meu pequeno salário para comer, pagar habitação e tudo o que está inerente.
Não perdi a esperança...'
Imagem de perfil

De M.J. a 06.01.2017 às 10:42

lamento tanto... lamento mesmo.
mas é possível mudar. disso tenho a certeza.
Imagem de perfil

De Novembro a 06.01.2017 às 11:01

Acredito que sim, que é possível mudar, eu não perdi a esperança.
A minha vida tem de mudar mesmo.
Ao longo destes anos todos, têm surgido muitos "fogos", para os quais tive de direcionar todas as minhas energias. Não tive oportunidade de me concentrar e investir nesta difícil mudança.
Agora a vida obrigou-me a parar. O positivo desta paragem é o facto de ter tempo para pensar. Apesar de todas as condicionantes, vou organizando a minha vida devagar e quando me sentir melhor, vou ter que começar por algum lado para atingir esse meu objectivo. Tenho de fazer tudo com muita ponderação e calma, pois não posso ficar sem trabalho.
Sem imagem de perfil

De Joana B. a 06.01.2017 às 15:26

um dos objectivos para 2016 era mudar de emprego, não consegui.
espero conseguir agora em 2017, queria começar algo meu mas tenho medo que não funcione...

onde estou não vejo perspectivas de avançar mais e realmente não quero ficar conhecida por espetar garfos nos olhos de alguém :)

Comentar post



foto do autor