Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




disto dos comentários

por M.J., em 18.09.17

tive o hábito outrora de responder a todos os comentários.

uma questão de boa educação, pensava, na certeza do que o era.

depois, um dia, falei com alguém que me disse que não via assim.

e concordei:

o meu comentário é o post. grande, maior, mais pequeno ou minúsculo. fatela, piroso ou só banal. é todo ele um comentário. tem ideias, opiniões, pensamentos, emoções e às vezes confidências que não faço a mais ninguém. quando há uma resposta é bom. gosto. agradeço até. mas é uma resposta ao que eu escrevi inicialmente. e nem sempre há nada a responder de volta. ou às vezes há e passa. e nem sempre é necessária uma resposta à resposta. ou uma resposta à resposta da resposta. ou às vezes é e esqueço. 

 

mudei a maneira de ver este blog.

e lamento se isso incomodar quem aqui passa e comenta. mas acreditem que a minha ausência de resposta não é falta de consideração pela vossa resposta ao meu post. porque se assim fosse, havia uma desconsideração da vossa parte de todas as outras vezes que me leram e não comentaram. 

 

escrevo todos os dias. ou quase todos.e sempre ofereço um pouquito de mim. em troca não peço nada. se deixam um comentário há um acrescento ao que deixei para vós. e isso é um gesto bonito de quem recebe o que lê. mas a minha ausência de resposta à resposta não é desconsideração. 

 

seria melhor uma resposta à resposta sem qualquer conteúdo?

uma flor embonecada ou uma sinalética sem nada? só porque sim?

desculpem lá mas da minha parte (agora) não. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:18


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Silent Man a 18.09.2017 às 16:16

Há comentários que não dão azo a resposta. Há outros, em que a pessoa questiona algo ou discorda de ti e argumenta o motivo e, se não obtém resposta, fica meio desconsolada.

Já senti as duas coisas. E não é por isso que deixo de te ler e de comentar sempre que acho que tenho algo a dizer, a acrescentar ou até a diminuir, porque nem tu nem eu somos donos da verdade absoluta e não temos de concordar com tudo o que dizemos.

Há que não ser criança nisto também. Nem tu tens de fazer a birrinha "Não vou responder mais aos meus comentadores chatos" nem pessoas como eu têm que pensar "Olha aquela cabra não responde ao que eu escrevo, não vou comentá-la mais, toma toma!"
Imagem de perfil

De M.J. a 18.09.2017 às 18:06

tens razão. tens mesmo. e há comentários teus que é parvo da minha parte não responder. porque muitas das vezes tenho o que dizer. e há mesmo um acrescento ao post inicial. as tuas opiniões, em muitos casos, são altamente sensatas e ajudam-me. e esqueço-me de to dizer.
desculpa.
Sem imagem de perfil

De Silent Man a 19.09.2017 às 10:23

Antes de mais bom dia :)

Tenho cá para mim que não me fiz entender no meu comentário. O pretendido era precisamente que tivesses que evitar pedidos de desculpa, porque aqui somos todos adultos e, por muito que achemos que estamos a adicionar algo importantíssimo ao post-comentário do autor do blog (ou caso respondamos nós próprios a um comentário deixado por outrem), nem sempre a pessoa visada tem de concordar, responder ou o que quer que seja.

Há situações, muitas mesmo, em que prefiro que me mandem para o car**** a deixarem-me com uma resposta pendurada. Mas, a menos que faça uma pergunta directa para algo que considero importantíssimo, um comentário na blogosfera não é uma delas. E caso seja importantíssimo mesmo, reforço com novo comentário e/ou email. Para isso servem essas formas de comunicação.

Posto isto, muito me apraz que me consideres uma adição válida a este blog. Farei um esforço por manter esse registo e se por acaso não o mantiver olha... Manda-me ir pastar caracóis para o meio do Sahara!

Beijo meu

Comentar post



foto do autor