Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




do dia dos namorados

por M.J., em 13.02.15

quando vamos envelhecendo vamos deixando de dar valor a coisas que antes eram importantes. e assumimos que certas pequenices são inúteis, uma perda de dinheiro. deixamos, por exemplo, de colocar no facebook todas as porcarias que nos acontecem ao longo do dia e rimos com complacência dos nossos amigos que partilham na net as flores e bombons oferecidos à cara metade.

 

pensamos bem, e com um orgulho triste chegamos mesmo à conclusão que não, não queremos um monte de rosas vermelhas, nem morangos ou champanhe ou bombons aos quilos apenas porque alguém diz que devemos celebrar o amor.

é nesse momento que falamos calmamente com a outra pessoa e acordamos que o dinheiro que se gastaria em flores, chocolates, perfumes caros ou outra prenda qualquer será mais útil investido num... aspirador potente, com filtro de água por causa das alergias que assolam uma das partes da relação, pessoa esta que acorda todas as santas manhãs ranhosa, a espirrar o nariz e cérebro ainda que não haja uma ponta de pó à vista.

 

tudo isto meus senhores, para vos dizer que este ano não vou receber flores nem jantar num restaurante iluminado a velas, ou oferecer perfumes, caixas de chocolate ou um salto de bungee jumping que nunca foi feito. este ano, no terceiro da relação, no auge do amor vamos comprar um aspirador. (a rimar e tudo).

 

o momento da minha vida que mais temia chegou:

o romantismo foi comido pelos ácaros.

tarda nada ando a partilhar com o mundo qual o melhor detergente para lavar panos da louça.

 

valha-me Deus (com maiúscula e tudo).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:58


1 comentário

Imagem de perfil

De (des)Esperança a 16.02.2015 às 10:10

por este lado, nada melhor que um tv novo e uma fritadeira que trabalha sem óleo! mas não me safei do ramo de floes... eu não dei nada...

Comentar post