Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




do facebook.

por M.J., em 27.08.14

o facebook é o livro das caras felizes. nesta altura do verão é um deusquemacuda de vidas maravilhosas, fantásticas, de sonho. perninhas morenas ao léu, tags em festas, fotografias espalhadas por tudo o quanto é lado, a mostrar ao mundo a beleza da vida.

comidas exóticas, pôr do sol, frases inspiradoras em fotografias de conchas e sorrisos.

se não tivesse um pouco de experiência nisto, achava que toda a gente vive num sonho e eu, pasme-se, num mundo real demasiado duro. mas sei bem que não.

na verdade, há uma pessoa com quem convivo às vezes que é miseravelmente triste. com pouco dinheiro, trabalho de merda. sem vida própria a não ser a que lhe impõem. com os sonhos escondidos debaixo do travesseiro, a resignar-se à factualidade que não lhe permite ter mais e melhor. já ouvi muitas, demasiadas queixas. lágrimas. sonoras tristezas. e ainda assim, meus senhores, acreditem que se fossem aquele facebook, onde todos os dias é publicada uma ou duas fotografias, pensariam que aquela vida é só felicidade, frases de coragem, imagens de arco-íris e unicórnios.

 

às vezes não sei o que é pior: se aquilo é assim para enganar os outros ou enganar a si mesmo.

e só me assalta um enorme sentimento de pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29


3 comentários

Imagem de perfil

De Pedro a 27.08.2014 às 12:00

Olá,

peço desculpa por não estar relacionado com o post, mas aqui o sei lá está abrir janelas com publicidade. Para ajuda, consulte, por favor, o nosso post: http://blogs.blogs.sapo.pt/94569.html
Imagem de perfil

De M.J. a 27.08.2014 às 12:02

muito, muito obrigado. tendo em conta a sua experiência qual acha que é o componente que está a originar isso? não queria tirar tudo... mas provavelmente será culpa dos dois contadores de visitas, certo?
Imagem de perfil

De Pedro a 27.08.2014 às 17:25

Só sei mesmo que o SAPO não abre janelas de publicidade :) daí que tenha mesmo de ser por exclusão de partes.

Comentar post