Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




portanto, mulher que não é mãe por opção própria* não pode, jamais, sentir-se realizada integralmente, enquanto mulher, não é? pois que não conhece o verdadeiro e total amor, certo?

é como, sei lá, uma galinha! tem asas mas não se realiza enquanto galinha porque não pode voar (ainda que fique muito bem realizada no prato).

 

isto dava para discussão à séria, se o pessoal quisesse realmente esgrimir argumentos!

 

*as outras, as que querem e não conseguem, não entram na equação, envoltas em piedade das verdadeiras mulheres, as que parem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43


40 comentários

Imagem de perfil

De A senhora do gatinho a 03.05.2015 às 22:57

Eu acho que é possível sentir-se realizada sem ser mãe, mas já tenho ouvido que sou estranha...
Imagem de perfil

De A senhora do gatinho a 03.05.2015 às 23:28

Que é possível sentir-me realizada sem ser mãe ou que sou estranha?
Respondo às duas. Sinto-me bem sem ser mãe, não me sinto menos mulher nem menos nada por isso, e acho que os outros é que são estranhos quando não me compreendem
Não tenho nada contra crianças, nem sequer contra ser-se mãe. Eu é que não sinto o tal "chamamento", pelo menos até agora.
Imagem de perfil

De M.J. a 03.05.2015 às 23:30

era as duas!

vou responder-te como responderia uma mãe: enquanto não tiveres filhos não podes saber!
(e agora rio muito alto)

boa resposta.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 03.05.2015 às 23:03


Não fui mãe.
Aos 27 queria ser. Depois desisti.
Os objectivos eram outros.
Arrependi-me? Aos 30, talvez, mais tarde, não.
Sou uma pessoa realizada? Sim. E não sou mãe.
Imagem de perfil

De M.J. a 03.05.2015 às 23:05

e se pudesses ser agora, serias?
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 04.05.2015 às 17:43


Não tenho idade para ter filhos, não me arrependi de os ter, tenho 11 sobrinhos, sete dos quais andaram aqui por casa e dei-lhes tudo o que uma segunda mãe pode dar.
Hoje, uma das mais novas ficou zangada comigo por eu não ter ido almoçar a casa dela, dizendo que eu sou a meia mãe dela.
Respondi que não há meias mães.
"Mas és uma mãe para mim", comentou.
Na verdade, desde que nasceu, há quase 17 anos, eu ia buscá-la ao infantário, cuidava dela até a mãe chegar, contei-lhe muitas histórias, levei-a ao médico, dormiu aqui em casa, confiamos segredos....
Imagem de perfil

De M.J. a 04.05.2015 às 18:20

isso é tão lindo... uma manifestação tão maior de amor! uma prova tão concreta que toda a gente pode sentir amor de mãe mesmo sem filhos...
Imagem de perfil

De Helena a 03.05.2015 às 23:33

Durante muitos anos não senti o menor apelo da maternidade e sentia-me muito bem!
No entanto tive filhotes...
acho que tão realizados se sentem umas como outras, depende dos objectivos traçados :)
Imagem de perfil

De M.J. a 03.05.2015 às 23:35

ia perguntar-te uma pergunta que nunca se faz a uma mãe por isso não pergunto. de qualquer das formas, sentiste-te mais mulher depois de parir que antes?
Imagem de perfil

De Helena a 03.05.2015 às 23:41

Não, não me senti!
Mas olha que eu sou uma mãe esquisita!
Adoro as minhas crias... mas só as minhas, percebes ;)


PS: Pergunta tudo, respondo a tudo tb
Imagem de perfil

De M.J. a 03.05.2015 às 23:44

ia perguntar se alterarias a decisão caso voltasses atrás, mas tenho a certeza da tua resposta.
tenho uma colega que passa o tempo a dizer que a coisa melhor da vida são os três filhos, que é muito feliz por causa dos filhos, que não há nada mais importante na vida que os filhos. mas depois diz coisas lindas como "ah, eu até fazia isto, ou aquilo, que gostaria tanto... mas tenho os meus filhos". e há aquelas que dizem que continuam a apanhar nas trombas por causa dos filhos.
Imagem de perfil

De Helena a 03.05.2015 às 23:52

Depois dos filhos não se consegue imaginar a vida sem eles, até à bem pouco tempo atrás,tinha sempre uma ou duas semanas sem eles, por causa das férias escolares!

Resultado: o silêncio, a parvoeira era ainda maior!

Se me perguntasses se eu conseguia voltado atrás e ter optado por não ter filhos, ter uma vida plena, preenchida com outras coisas: Podes ter a certeza q sim
Imagem de perfil

De M.J. a 03.05.2015 às 23:54

admiro-te pela sinceridade. nunca conheci ninguém que assumisse as coisas dessa forma, no medo, sei lá, de ser mal interpretada.
parece que ser mãe obriga a que todas as mulheres digam as mesmas frases e se obriguem a sentir as mesmas coisas.
obrigado.
Imagem de perfil

De Helena a 03.05.2015 às 23:56

Já te tinha avisado do meu mau feitio. não tinha
Imagem de perfil

De M.J. a 03.05.2015 às 23:58

já. e escusado será dizer que gosto muito.
Imagem de perfil

De A Vertigem a 03.05.2015 às 23:36

Isso não parece ser verdade!! Mulher não é Inteira, só porque é mãe. Ou tornasse mulher porque é mãe. Numa sociedade patriarcal, onde a mulher foi dividida, entre santa e puta... À partida já está, não realizada integralmente.. Não interessa que seja casada, tenha filhos, profissão ótima...
Já ouvi isso, também. Não concordo muito.
Aliás, algo contradiz, que o facto de ser-se mãe, que o verdadeiro amor acontece? Então, se assim é, como se explica as mães que matam os filhos à nascença ou mais tarde?

E as Freiras, que têm amor abissal pela humanidade e se entregam à dádiva de servir os outros? Não foram mães, e sentem-se profundamente maternais ou mães dos "filhos de ninguém" ???




Imagem de perfil

De M.J. a 03.05.2015 às 23:47

bem, a minha opinião é sabida por toda a gente que me lê: se a pessoa não se realiza enquanto ela própria torna-se obtuso achar que se vai realizar por parir. isso é despejar tudo o que se é noutra pessoa e bem sabemos como essa filha da putice tem resultados lindos.
agora, canso-me, mata-me a beleza ouvir gente dizer que a realização da vida está nos filhos. que o único amor que vale a pena está é o pelos filhos. que não sabia amar de forma tão intensa antes dos filhos.
porque isso significa que ser mãe é parir? então é quem adopta? quem cria? não é mãe integralmente (ainda que juridicamente). é na mesma mulher?
Imagem de perfil

De meandmyboy a 04.05.2015 às 00:24

Se a mulher não quiser ter filhos vai se sentir realizada na mesma são escolhas. Desde que sejas feliz é o que importa.Bjs
Imagem de perfil

De M.J. a 04.05.2015 às 12:52

ora aí está um ótimo resumo!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 04.05.2015 às 07:47

Eu sou mãe e sempre quis ser. Mas não é como mãe que me sinto realizada. É como Magda - a mulher que trabalha, lê, arrisca umas escritas num blog, é filha, é mãe, casada, tem amigos, etc e tal. Ter filhos é uma parte da realização mas não é a realização. Amo imenso os meus filhos, quem visita o meu blog sabe o orgulho que tenho neles mas não é por causa deles que me sinto realizada. Se soubesse o que sei hoje, teria tido filhos à mesma. Houve de facto coisas que não fiz por causa deles mas houve coisas que só fiz por causa deles. Até porque um dos meus lemas de vida é não me arrepender do que fiz mas sim do que não fiz.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.05.2015 às 12:53

(vou ser parvinha: é bom que algumas pessoas se arrependam do que fizeram :) )

bem respondido. mas achas que não serias realizada se a Magda mulher não tivesse crias?
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 04.05.2015 às 13:06

Acho que se tivesse tomado a opção de não os ter, ia sentir-me tão realizada como me sinto hoje.
As opções que tomamos - sejam lá elas quais forem - são exactamente isso: as nossas opções. Por isso temos de tomar aquelas que nos realizam e não aquelas que a sociedade espera que tomemos.
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.05.2015 às 11:49

O que são filhos?
Imagem de perfil

De M.J. a 04.05.2015 às 12:53

não sei minha querida, que não tenho disso.
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.05.2015 às 13:28

Também não.
Suspeito que não vou ser mãe e sou uma rapariga perfeitamente realizada e em processo de insatisfação constante.

No entanto, creio que se deverá primeiro esclarecer essa questão.
:)
Imagem de perfil

De M.J. a 04.05.2015 às 16:01

acredito que vás. não sei porquê. às vezes acredito em coisas estranhas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.05.2015 às 17:02

Não me parece.
:)
Pensei há algum tempo em adoptar, mas suspeito que não sou capaz de cuidar de uma criança.
Imagem de perfil

De Petrolina a 04.05.2015 às 22:57

Vou ser mãe. Mas até tremo de medo de pessoas que se tornam nessa "redutora" espécie de mulher!
Porque já tenho visto que algumas das minhas amigas assim se tornaram (a avaliar pela forma como me lincham quando digo que estar grávida não é a beleza que dizem, ou que ainda me estou a habituar à ideia de ser mãe...) sou um bicho raro!
Para mim ser mãe é apenas mais uma faceta da vida de uma mulher. E para mim só faz sentido dessa maneira. Quero realizar-me enquanto pessoa, profissional, no mundo e também obviamente como mãe. Mas em complemento de tudo o resto que preciso (tanto) para me realizar.
Imagem de perfil

De M.J. a 05.05.2015 às 01:18

sim, há muita gente que usa essa "redução de mulher" para acalmar o vazio dizendo que sim, é a melhor coisa do mundo e estão mais que completas.
um bocado triste ainda que sejam opções. o que não é opção é forçarem as outras a fazer o mesmo, pressionando-as com comentários idiotas.
Imagem de perfil

De Petrolina a 05.05.2015 às 10:03

Ainda há dias escrevi de como reparei que me trataram logo diferente (para melhor) depois que souberam que estava grávida, e de como acho isso mal. Parece que ganhei um qualquer estatuto que confesso não compreendo.
Foi logo um ai jesus!
Escusado será dizer que fiquei para todo o sempre a gaja-que-nos-julga-a-nós-mães-esses-super-seres-que-merecem-vénias.
Bahhhh!
Imagem de perfil

De M.J. a 05.05.2015 às 13:33

é por isso que eu quase não tenho amigas gajas.
sou uma idiota! vou perder todos esses privilégios, bolas.
Imagem de perfil

De Mia a 05.05.2015 às 12:31

Certo, as mulheres são umas cabras de merda para outras mulheres que não queiram sentir as maravilhas da maternidade. Mas se uma mulher é uma mãe horrível porque na verdade nunca o quis ser e não tem a mínima vocação e só o foi por pressão de terceiros, quem são as primeiras a apontar-lhe o dedo? Pois.
Imagem de perfil

De M.J. a 05.05.2015 às 13:32

as mulheres são cabras. quase todas vá.
nestes casos então é um rebanho pegado!
Imagem de perfil

De Mia a 05.05.2015 às 13:41

Amén.
Sem imagem de perfil

De Cris a 10.05.2015 às 21:22

Não vou ser mãe. Não quero ser mãe. Também já estou entradota para ser mãe. Não me sinto realizada, mas não o ia ser por ser mãe, bem pelo contrário. Ainda ando à procura do sentido da minha existência. Mas sei que não quero ser mãe.
Imagem de perfil

De M.J. a 10.05.2015 às 21:23

entradota?
define entradota!
Sem imagem de perfil

De Cris a 10.05.2015 às 21:25

já estou acima dos 40
Imagem de perfil

De M.J. a 10.05.2015 às 21:37

ah, não sabia. muito bem :)

Comentar post