Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




eu juro que há cada pessoa...

por M.J., em 02.11.17

fui tomar café cedinho hoje, num aproveitar o tempo depois de não ter feito absolutamente nada no feriado.

na pastelaria encontrei duas senhoras, chiques a valer, a tomar o pequeno almoço.

falavam alto, riam muito e faziam gestos com as mãos repletas de garras. (juro que não sei como certo mulherio limpa o rabinho).

 

eu entrei a correr da chuva e do vento, numa alegria infindável por este tempo.

elas viram o meu cabelo molhado e começaram, na mudança de um tema qualquer, a falar do clima.

pois que, dizia uma muito pausadamente, era um horror o que tinha acontecido aos pobrezinhos dos incêndios mas fora uma verão excepcional. e os dias de praia em outubro agora sem a imensidão de gente do agosto? e o sol quente na pele num bronzeado fe-no-me-nal? não! tinha um verão fantástico e por mais que a chuva pudesse vir dar algum jeitito era uma chatice. as botas e os casacos e o cabelo sempre exposto à humidade...

ao que a outra, juro que é verdade, responde depenicando um bocado de café:

ainda para mais os incêndios já acabaram! era perfeitamente dispensável, esta chuva.

 

tomei o meu café sem acreditar no que ouvira.

discutir o clima é mais ou menos a mesma coisa que discutir a acusação do sócrates com gente que não esteja envolvida no processo: não serve nem altera nada. mas permite compreender um pouco a natureza das pessoas. permite, neste caso, perceber um nadinha daquilo que é importante para uns na sua vida e naquilo que veem da vida do outro.

um horror o que aconteceu aos pobrezinhos nos incêndios (mesmo aqueles que perderam fábricas de milhões, pobrezinhos, evidentemente, coitaditos) mas um verão excepcional de praia não tem comparação com tal tragediazita. 

se os incêndios até já foram apagados por que raio é precisa a chuva?

 

se as pessoas não têm água? pois olha, que bebam vinho!

estragar o cabelo é que não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.11.2017 às 10:15

Como essas, há aos magotes por aí que também já as ouvi , dá-me uma vontade de lhes espetar um par de chapadas!!!
Imagem de perfil

De Gaffe a 02.11.2017 às 11:41

Tu não me assustes outra vez! Tu não me digas que há "rasteiras" todas tortas no processo do homem! Tu não me mates outra de vez de remorsos.
Imagem de perfil

De M.J. a 02.11.2017 às 11:54

não :) deste não conheço o processo.

ouvi as escutas somente, como toda a gente que as quiser ouvir que estão nos youtubes do mundo.
não me parece que hajam grandes dúvidas - pelo menos moralmente, processualmente depende como foi feita a acusação e não a li - mas há maluquinhos - literalmente - que se organizam em manifestações pró-homem e acreditam no carisma dele como justificação de todos os pecados.

era desses que falava.
Sem imagem de perfil

De Quarentona a 02.11.2017 às 12:05

São as Marias Antonietas desta vida, infelizmente, temos que levar com elas :((((
Imagem de perfil

De Terminatora a 02.11.2017 às 12:31

O que não faz mesmo falta é gente desse timbre! Irra...

Gente mesquinha e egoísta. Fútil...! Revolta-me...sério que me revolta saber que há pessoas assim tão desimportadas com os outros!
Sem imagem de perfil

De Aninhas a 02.11.2017 às 17:30

Essa gente chique e bela, de bela não teem nada, e na cabeça só devem ter serradura! Eu não gosto do inverno nem de chuva, mas com o verão prelongado que tivemos, hoje até me soube mto bem a mólha que apanhei , e espero que esta chuva se mantenha pr mto tempo!
Imagem de perfil

De Sandra Dias a 03.11.2017 às 15:08

É o retrato do que são certas pessoas que andam por aí às vezes só para verem andar os carros eléctricos, pois o que essas 2 almas disseram não faz qualquer sentido e elas deviam pensar bem nas coisas graves que dizem, pois não devem ter nada na cabeça e devem ter um coração de pedra.
Essas pessoas não sabem o que dizem mesmo.

Comentar post



foto do autor