Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




faz sentido afinal?

por M.J., em 21.11.17

tenho passado pouco tempo nisto dos blogues. a vida vai andando e correndo e às vezes não há vontade nem tempo, nem paciência.

já falei várias vezes sobre isso.

depois talvez seja um pouco mal geral, este meu abandono, provocado pelo abandono aos poucos daqueles que eu seguia afincadamente. a gaffe escreve cada vez menos, a maria tem o blogue em serviços minimos, a magda tem ideias fantásticas de quando em quando (e mesmo a iniciativas dessas há sempre um dois  que não compreendem o conceito) mas só de quando em quando... e o meu blog favorito simplesmente desapareceu, eclipsou-se depois de meses sem escrever. 

está mau.

 

há meses que mal lia blogues. fi-lo hoje, numa curiosidade ressurgida.

está tudo no mesmo. se as personagens mudam o conceito permanece. continua a mesma modorra de dias santos e feriados. há toda a trama de um livro gigante e secante, que não termina por mais páginas que se virem. as personagens imutáveis, na certeza de que assim é que é.

há um cheiro a naftalina.

depois percebo que é a constância da vida, as pequenices que fazem dela o que é, e encolho os ombros.

 

vou alimentando este na sensação cada vez mais forçada que o faço em honra do que me deu e não pelo momento.

porque me custa ir deixando ou abandonando um espaço que me deu tanto, tantas pessoas, tantas gargalhadas, tanta comoção.

não o deixo ao abandono. não posso. mas nota-se, não há como negar, que os textos são mais escassos, mais curtos. que não respondo à maioria dos comentários e não há aquela espontaneidade que fez nascer este espaço.

 

que a m.j. morreu não é novidade.

morreram os palavrões, a irritabilidade, a arrogância do saber tudo sem nada saber.

morreu esse pedaço de mim porque a vida não é uma poça de água estagnada e vamos evoluindo com os dias. 

 

e nessa constatação começo a questionar:

faz este blog sentido?

quem aqui passa afinal?

aqueles que permanecem, que foram ficando com o tempo e viram aquilo que eu considero evolução (também pode ser desevolução, seja lá isso o que for)... a vocês que ficaram, que restam num punhado de almas, que provavelmente ficaram pela m.j. que viram... a que provocava, irritava, chateava... faz sentido manter isto afinal? mesmo que ela seja já outra, cada vez mais parecida - se não o total reflexo - de quem a escreve?

que encontram vós que valha a pena continuar a alimentar este espaço?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:34


35 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 21.11.2017 às 16:53

Achas que um desfibrilador resolve? Não te fines tu também, fazes (me) falta!!!!
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:23

(ainda que nunca vá perceber o porquê ;) )

obrigada.
Imagem de perfil

De Quarentona a 22.11.2017 às 14:43

Há coisas que não têm explicação, apenas se sentem ;)))
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2017 às 16:54

-Sim ! Faz sentido!...
"Percorrer o caminho é a única certeza que tens nesta estrada tão atribulada..."
Se para ti faz sentido. Continua. Se não, não continues.
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:24

a mim vai fazendo.
gostaria que para os outros também.
Imagem de perfil

De Just_Smile a 21.11.2017 às 17:08

Acho que só tu podes dar essa resposta... Sempre vi os blogs como algo que me faz bem, escrever faz-me bem, opinar, queixar-me, falar, faz-me bem e ao fim de quase uma década continua a fazer-me... Houve alturas que quase desapareci, mas nunca me afastei totalmente porque no fundo sinto este espaço como um pedaço de mim e muitas vezes respondo: Só se manterá vivo até ao momento em que me deixe de fazer bem e o passe a fazer como uma obrigação.
Se te faz bem, mantém-no, é a ti que tem de agradar e a mais ninguém. Se te causa tensão, pressão e pena, deixa. Nem que seja por uns tempos, mas sou da opinião que nos devemos afastar de tudo o que traz sentimentos negativos, mesmo que no passado nos tenha feito muito bem...
Imagem de perfil

De M.J. a 21.11.2017 às 17:11

não, não causa... é mais o questionamento de se faz sentido na continuação do que era.
Imagem de perfil

De Just_Smile a 21.11.2017 às 17:13

Mas que sentido buscas? Só tu podes definir isso... O sentido que lhe queres e o que queres obter dele... Se te continua a fazer bem, a dar prazer força, mantém-te cá :)
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 21.11.2017 às 17:33

(depois de 20 anos a tentar comentar no telemóvel)

Eu sinto que tu fazes falta por aqui. Mas, sou forçada a reconhecer que todos os dias o mesmo pensamento atravessa a minha mente. Hoje mesmo, depois da volta habitual, dei por mim a pensar se vale a pena continuar.

No teu caso, eu fiquei por ti. Pela MJ do passado, mas também pela do presente, por quem escreve por ela, quem lhe dá ânimo, por quem faz este exercício de exposição do mais íntimo que há! Acho que deves continuar. Se te apetecer. Se achares que ainda tens o que partilhar.
Já sabes que nem sempre comento mas leio sempre. E a verdade é que este blog, juntamente com um punhado deles, é quem me recorda que nem tudo é "mais do mesmo".

E num acto de fé vou publicar isto e esperar que o telemóvel não me tenha traído com o corretor ortográfico para me envergonharem publicamente.
Imagem de perfil

De M.J. a 21.11.2017 às 17:37

obrigada.
é aquela coisa: se pudesse ser mesmo um diário, um diário livre de julgamentos, de vistas alheias e mesmo assim com vistas alheias... seria tão mais engraçado, não seria?
leio o que escreves e o que fica nas entrelinhas. consigo perceber o que fica por dizer, no silêncio do que não pode ser dito por tantos motivos. e percebo que enriqueceria muito mais se pudesse ler isso. que cresceria com o que leio se pudesse ler o que os outros não escrevem por não ser possível.

acho que não me fiz entender.
mas leio-te. e às vezes faço questão de fazer notar a minha presença por lá. não sei se o percebes.
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 22.11.2017 às 09:44

Fizeste. Perfeitamente.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 21.11.2017 às 19:28

MJ, eu leio-te todos os dias, aliás, passo por aqui todos os dias, às vezes não postas nada, mas isso é lá contigo. e tenho-te ali nos favoritos.
saúde :-)
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:24

sinto a tua falta quando não dizes nada.
é sério.

e tenho algo para te enviar, já mais que devidamente embrulhado, que vai ficando esquecido.

do natal não passa.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 22.11.2017 às 14:48

Imagem de perfil

De Tatiana a 21.11.2017 às 21:48

Sinceramente acho que faz sentido permanecer, no entanto, tal como nós enquanto pessoas mudamos, podes sempre adaptar o blog às mudanças que tu própria sofreste... No entanto, deixá-lo para trás não acho que seja a opção mais correta... Mas lá está, se a vontade de o alimentar também for pouca, não o faças por obrigação, depois perde a piada!
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:25

só não quero que aqueles que me lêem há anos percam a noção de quem sou. e não entendam já a essência disto.
Imagem de perfil

De nada acontece por acaso a 21.11.2017 às 22:34

Espero bem que continue a escrever neste cantinho que é para mim leitura diária mesmo quando não há novo post para ler. Gosto muito deste blog e de ler o que escreve. Todos passamos por momentos menos bons ou de menor inspiração. Que isso não seja motivo para deixar de escrever. Beijinhos
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:25

fico tão feliz por ir passando por aqui!
obrigada.
Imagem de perfil

De Olívia a 22.11.2017 às 09:20

(Estou com a Fatia, não consigo comentar no telemóvel.)

Quanto ao blogue, desta vez vou mesmo ser egoísta, por favor "faz o que eu digo, não faças o que eu faço" não deixes de escrever nem que seja um post de vez em quando, gosto tanto de ti, de te ler!
Aliás esta MJ em estado "adulto" é um complemento da MJ que começou o blogue. Há tempos - quando ainda tentava perceber quem era esta miúda teimosa e com a língua apimentada - li o teu blogue por ordem cronológica desde o primeiro texto.
Como cresceste!
De tudo, tudo, só tenho pena de nunca nos termos encontrado... tenho a certeza de que teríamos muito para debater as duas entre umas chávenas de chá!
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:26

é combinar a chávena de chá.
depois de se pôr na agenda os obstáculos transpõem-se.
Imagem de perfil

De Maria (SorrisoIncógnito) a 22.11.2017 às 10:32

Acho que a resposta primeiro tem de partir de ti mesma.
Ele faz-te bem?
Se não te estiveres a sentir bem em continuar com ele, ou se escrever for para ti algo que já não te dá prazer vais acabar por passar isso para quem está deste lado.
E na minha opinião o que interessa é te agradares para assim agradares os outros.
E se continuas a ter deste lado gente a querer ler-te é porque apesar de nem sempre se estar de bem com ele, se estar. ;)
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:26

é isso mesmo.
obrigada.
Imagem de perfil

De Gaffe a 22.11.2017 às 11:20

E eu?
E eu?
E eu?!

(Fazes de mim um monstro egoísta.)
Imagem de perfil

De M.J. a 22.11.2017 às 14:27

(nunca. seria impossível).

tu est(ar)ás sempre presente.

Comentar post


Pág. 1/2



foto do autor