Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




há manhãs que mais parecem meses

por M.J., em 07.03.18

acordo às sete da manhã com a notícia de um familiar muito doente.

ainda meio a dormir vou à casa de banho e percebo que tenho o olho direito todo vermelho e coisas menos bonitas a sair dele.

lavo-o com soro enquanto ouço o rapaz em silêncios longos, sem saber o que dizer a quem lhe dá más noticias.

lembro-me que hoje é o último dia de entrega de um trabalho enorme que não posso não fazer.

sento-me com o olho direito meio fechado, em frente ao pc, tentando a custo fazer o que preciso.

o rapaz sai para trabalhar.

liga-me uma das pessoas mais importantes da minha vida a contar uma situação menos boa.

esqueço do trabalho, do familiar doente e do olho e só me apetece pegar no carro e ir a correr ter com ela.

a meio desse telefonema telefona o rapaz pedindo que ligue ao familiar.

despeço-me da amiga, despeço-me do rapaz, ligo ao familiar.

fico sem bateria no telemóvel a meio.

ponho o telemóvel à carga.

falo com o familiar.

sento-me para trabalhar.

liga-me a DECO porque tive a infeliz ideia de mandar vir um guia grátis para animais de companhia (que eu não tenho nem vou ter) e agora querem porque querem que assine duas revistas.

não atendo a DECO.

lembro-me do trabalho.

O rapaz liga-me para eu telefonar à ambulância que sou mais expedita nessas coisas.

ligo à ambulância sem saber se devo dizer que alguém me venha buscar também que o meu olho está mais vermelho ainda. 

lavo o olho.

começo a trabalhar.

tocam à campainha: dois senhores do jeová querem saber se me podem deixar um convite para ir festejar (terei ouvido bem?) a morte de cristo no dia 31 de março.

pergunto se o convite é em papel ou palavras. quando me respondem que é um papel indico a caixa de correio.

sento-me, finalmente, para trabalhar com o olho meio tapado por uma cena de algodão que fiz às três pancadas.

não me consigo concentrar.

liga-me novamente a DECO.

penso: tenho de anotar isto.

escrevo aqui.

continuo com familiar doente, olho doente, a DECO a tentar ligar, o trabalho por fazer e um convite para um funeral na caixa de correio.

tudo antes das onze da manhã.

 

podia ser caricato se não fosse - juro que é - totalmente verdade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:10


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Silent Man a 07.03.2018 às 11:54

Antes de mais, lamento pelo familiar e pela pessoa da tua vida. Por um lado há coisas que não se conseguem evitar e a morte é uma delas, mas por muita idade que a pessoa tenha, por muitos problemas de saúde ou por muitas situações chatas, queremos sempre retardar esse momento o mais possível. Por outro, há dias em que uma pessoa (neste caso a tua amiga) não devia sair de casa ou da cama. Só se está bem aninhado no meio dos lençóis, afastado de tudo e de todos, na melhor das hipóteses agarrado à pessoa amada, sem quaisquer preocupações em relação ao resto do mundo. Devia ser sempre assim mas não é.

As melhoras também para o teu olho. Pela conversa, parece ser uma espécie de conjuntivite, pelo que aconselho uma visita a uma farmácia, onde certamente te aconselharão qualquer coisa. Não precisas de ir a um centro de saúde.

Enquanto escrevo este comentário, como sempre ouço música. E acontece, por ironia do destino, o Youtube coloque duas músicas que me fazem sempre lembrar de ti.

Uma delas porque foste tu que, tantos anos depois, me relembraste que ela existia...
https://www.youtube.com/watch?v=6EA-MIYY1bg

A outra porque, devido à letra , ritmo e voz, me parecem ser uma banda sonora apropriada à vida que tão maravilhosamente descreves neste teu canto.
https://www.youtube.com/watch?v=Vg1jyL3cr60

Espero-te bem.
Beijo meu

Comentar post



foto do autor