Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




as palavras de ordem:

quem nunca as ouviu?

 

é incrível as vezes, na vida, que me instalo e aguardo, pagando (e bem) no fim, para receber algo que ou dói ou incomoda ou é desconfortável ou chato ou tudo ao mesmo tempo.

sento-me e aguardo na cadeira do dentista para ser picada, esburacada, estropiada na boca, os maxilares escancarados e coisas que parecem vir da idade média a perfurar, limar, tapar, limpar.

deito-me e aguardo na cadeira do ginecologista, desconfortável, encabulada, uma vontade de fuga para ser observada, analisada, tocada, praticamente violada na espera de que ao menos, esteja tudo bem no fim.

deito-me e aguardo na maca da esteticista para ser picada, meia queimada, um laser que "não dói nadinha" mas dói e faz incómodo nos dentes e "é só uma picadinha" e merda para isto tudo.

deito-me e aguardo na maca da clínica para fazer exame anual às mamas, na certeza de que enfim, aquilo não evoluiu e está bem e aguardo, que remédio, pelo gel e a máquina que aperta como quem aperta laranjas para fazer um excelente sumo para o pequeno almoço.

 

deito-me, sento-me, aguardo. 

e em todos os sítios onde me deito, sento e aguardo há cartazes, fotografias, imagens de gente feliz, numa espécie de resultado final, dentes brilhantes, ar sedoso, radiante, para me lembrar que enfim, depois de sentar, deitar e aguardar a vida será muito mais bonita.

e em todos os sítios há profissionais que tentem ser simpáticos, dar um ar de naturalidade à coisa, o dentista que insiste em conversar e esperar respostas que não posso fisicamente dar; o ginecologista que fala animadamente da vida olhando para um sítio bem mais abaixo do que a minha cara; a esteticista que tagarela sobre as dificuldades da mulher fingindo ignorar os meus pulinhos de dor e os poros dilatados nas minhas trombas; o técnico que esgravata com a maquineta as minhas mamas, olhando simpaticamente o ecrã à sua frente enquanto comenta que "oh, tantas mulheres que têm isto e não é nada de grave".

e em todos os sítios em que me deito, sento e aguardo conto, mentalmente, os segundos para cada pequenina tortura passar jurando a mim mesma que, nem que morra, não volto lá mais.

e volto sempre.

 

digam-me: no sentar, deitar, aguardar qual o pior que passam?

qual destes (ou outro) gostam menos?

(para não dizer odeiam?)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


10 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 19.09.2017 às 15:07

É exatamente isso que passa na minha cabeça quando ouço essa frase. Espera galega, que a tortura segue de momento!
Dentista. Definitivamente. Tenho "uma coisa" com dentistas... se algum dia quiserem arrancar uma confissão minha, é levarem-me ao dentista. Chiça!
Imagem de perfil

De M.J. a 19.09.2017 às 15:10

a mim é ginecologista. é horrível. horrível mesmo. sinto-me numa espécie de idade média com gente a forçar-me a fazer coisas com aparelhos hediondos.
de-tes-to.
não é natural.
Imagem de perfil

De Quarentona a 19.09.2017 às 15:16

Compreendo, mas depois de seres mãe, acho que vais acabar por relativizar um bocado (e olha, que este não é um argumento do estilo "ainda não sabes o que isso é"), é que na maternidade são tantas mãos que vão passar por ti, que às tantas já te estás a borrifar. Além do que, uma consulta rotineira no ginecologista demora em regra um quinto do que demora tratar uma cárie e já não falo em desvitalizações que me arrepio todinha.
Sem imagem de perfil

De Silent Man a 19.09.2017 às 16:09

Poupando-te os detalhes...

- As consultas todas que tenho por causa do meu filho. TO-DAS.
- Entrevistas de emprego. Detesto chegar a horas e a pessoa que me telefonou a convidar para uma reunião (que eu já não mando CV's a ninguém) estar atrasada. É sempre no mínimo 15 minutos!
Sem imagem de perfil

De Teresa Almeida a 19.09.2017 às 17:08

Dentista e ginecologista. Felizmente que do segundo já (quase) me livrei...
Imagem de perfil

De Ladys a 19.09.2017 às 17:33

Olha, ultimamente é quando vou com os meus caninos ao veterinário.
Alguém lhes explique, que têm de se sentar e aguardar sem ficarem nervosos por lhes irem picar. É cada cena na sala de espera... Marina
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 19.09.2017 às 18:42

esperar pelo autocarro... :-\
Imagem de perfil

De Margarida a 20.09.2017 às 08:47

O cabeleireiro! Troco facilmente uma ida ao médico por uma tarde no cabeleireiro onde sou tortura a ouvir conversas alheias de extrema importância sobre a vida dos outros, em que me puxam o cabelo, atiram-me água para a cara e costas, me fazem perguntas às quais tento fugir simpaticamente.
Preciso de semanas de preparacão psicológica antes de ligar para marcar uma hora.
Imagem de perfil

De VeraPinto a 20.09.2017 às 19:37

Somos duas então! Tenho traumas com isso..
Quando alguém diz que é relaxante, dá-me arrepios na espinha..
Sem imagem de perfil

De Inês a 20.09.2017 às 11:29

Dentista e ginecologista. Que venha o diabo e escolha. Odeio.
Fico nervosa antes, durante e depois. Uma tortura.
Inês

Comentar post



foto do autor