Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




tem de amar, respirar e viver só por essa coisa.

exemplifico.

 

parece que ser saudável, ou tentar ser, não é apenas ter atenção à alimentação, tentar não exagerar e fazer exercício físico três vezes por semana.

é comer peito de frango com batata doce às cinco da manhã, treinar cinco horas por dia e fotografar tudo o que se ingere com a expressão #foco mesmo que sejam latas de atum ao lado de duas garrafas de água.

 

parece que gostar de livros não é ir lendo de acordo com as vontades, saborear a coisa com gosto e ir comprando alguns.

é ter cinquenta e dois mil espalhados pela casa, ir à feira do livro de lisboa e dizer que já se está a preparar para ir à do porto, como numa maratona, e preferir cortar as duas pernas do que deixar um livro a meio.

 

parece que gostar de futebol não é só ter uma preferência por um clube e saber minimamente quem está na primeira liga.

é preciso saber onde o jogador x foi formado, os clubes por onde passou, quanto ganha e quantos fora do jogo cometeu nos últimos quinze anos.

não basta gostar. é preciso demonstrar saber, respirar acerca de, partilhar factos de preferência com fotos.

não é só ter preferências. há que comprovar que se vive por. 

não pode haver nada pela metade.

mesmo que se caia no extremo de passar o dia a ler indiscriminadamente, jurando que todos os livros são bonitos, comendo atum enquanto se pedala para exercitar as pernas e se declama, nas horas mortas, o nome dos jogadores da selecção do azerbeijão. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


14 comentários

Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 15:31

Quem disse de repente que era mais pilas?!
Ah! Eu ando tão desinformada!
Imagem de perfil

De M.J. a 14.06.2016 às 16:18

escreve no google: "coincide gostar de meninos".
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 17:05

E novidades, há?

O rapaz devia ter chamado os bois pelo nome. Não fica bem referir os vitelos.
Imagem de perfil

De M.J. a 14.06.2016 às 17:08

ora aí está.
é isso.
Imagem de perfil

De Filipa a 14.06.2016 às 15:34

É, parece que está a tornar-se proibitivo apenas gostar de alguma coisa. O meio termo é coisa que hoje em dia anda em extinção, eu costumo defender o " nem sempre nem nunca".
Imagem de perfil

De M.J. a 14.06.2016 às 17:08

eu é mais "nem tanto ao mar, nem tanto à terra".
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 17:13

Eu é mais bolos.
Imagem de perfil

De M.J. a 14.06.2016 às 17:22

com ou sem creme?
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.06.2016 às 17:34

Porque é que sinto que se responder, corro o risco de me chamarem coisas feias?!

;)
Imagem de perfil

De M.J. a 14.06.2016 às 17:35

ahahahahahahahahahahahahahahaha
Imagem de perfil

De Violinista a 14.06.2016 às 18:00

Ia dizer qualquer coisa dos livros.
Depois lembrei-me que tenho a casa atafulhada deles e ainda quero mais...

(Tens razão, tens razão...)
Imagem de perfil

De M.J. a 14.06.2016 às 18:35

mas também achas que todos são bonitos?
preferias cortar as duas pernas do que deixar um a meio?
mesmo da chagas?
Imagem de perfil

De Violinista a 14.06.2016 às 18:40

Não :)
Há livros que só não dou porque foram prendas e os familiares ainda acham mal.
E já deixei muitos a meio. Mais uma vez, presentes. Costumo escolher livros a dedo e dentro dos meus gostos. Quando são outros a coisa complica-se.
Imagem de perfil

De M.J. a 15.06.2016 às 11:22

o mesmo comigo. compro muito poucos livros, atualmente, e os que compro são muito pensados.
tenho demasiados monos sem graça nenhuma nas estantes.

Comentar post