Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




parvoeiras.

por M.J., em 06.09.16

este blog começou porque uma pessoa parva, uma catraia mesmo parva, decidiu escrever as suas parvoíces para quem quisesse ler.

a parva escreveu e foi lida por mais gente do que alguma vez acharia. cada vez mais parva a pessoa parva que escreve esta parvoeira gostava muito de saber quem são os que acompanham a sua parvoíce desde há mais de um ano.

esta parvinha dá-vos conteúdo diário pelo que entende que não vos custaria muito acusarem-se, mesmo que não o façam por norma. 

é uma parvoíce importante. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30


81 comentários

Imagem de perfil

De Me, myself and I a 06.09.2016 às 14:50

Acho que te acompanho há mais de 1 ano!
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:04

por algum motivo em particular?
Imagem de perfil

De Me, myself and I a 06.09.2016 às 15:20

O que me prendeu em 1.º lugar foram as tuas "banalidades", depois passei a seguir o "Memento Mori" (que pena que não teve continuidade) e depois pelo livro secreto.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:40

o memento mori ficou, de facto, a meio. creio que desleixo, deixar passar...
uma pena, na verdade.
Sem imagem de perfil

De Cristina a 06.09.2016 às 14:53

não sei se há "mais" de um ano, mas é por aí. presente!
Sem imagem de perfil

De Cristina a 06.09.2016 às 16:48

porque:
- me rio;
- me comovo;

outras vezes:
- encolho os ombros;
- fico perplexa;

principalmente porque:
- me sentaria na tua mesa a beber os meus descafeínados.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 16:52

apesar de querer saber o motivo de cada uma dessas reações... o que interessa é que as tens.
fico feliz por isso.

havemos de partilhar descafeinado e café um dia destes.
Sem imagem de perfil

De Cristina a 06.09.2016 às 16:53

combinado :-)
Imagem de perfil

De Dona Pavlova a 06.09.2016 às 14:55

Eu acuso-me ;)
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:04

porquê? (não por que te acusas te acusas mas por que segues).
Imagem de perfil

De Genny a 06.09.2016 às 15:02

Eu leio as tuas parvoíces
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:05

e diz-me lá o motivo :)
Imagem de perfil

De Genny a 06.09.2016 às 15:16

lá o motivo foi isto que pediste para dizer, não foi?
pela resposta já deu para ver que as parvidades também reinam por aqui, certo? So.......
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:40

juro pelas minhas perninhas:

és uma parva do catano!
Sem imagem de perfil

De sarabudja a 06.09.2016 às 15:06

Euzinha!
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:06

xuta (ou chuta, sei lá) para cá motivos, se faz favor.
Sem imagem de perfil

De sarabudja a 06.09.2016 às 15:32

Esse se faz favor... que tens? Febre, aftas, furunculose?

Venho cá porque:
discordo de um montão de coisas que aqui escreves, ainda assim acho um piadão e, durante algum tempo até construí um boneco na minha cabecita; gosto desse teu apego à tua mãe;
do não esconder a gola de renda no fato de treino;
de apareceres à tarde a cheirar a fumo para comer um pão com tulicreme;
me assusto, mas não consigo fugir, quando as coincidências das dores ou dos tons escuros e sombrios conseguem descrever dias de ambas;
às vezes me irritas muito por te imaginar uma coisa e tu te revelares outra e eu fico aqui para ver mais um bocadinho do filme, para ver se te não aleijam... Porque montaste aquela cena espectacular do livro (shiiiiiiiu) secreto, porque desde aqui já cheguei a outros blogs (de uns gostei, de outros nem por isso). Porque me deste tempo de antena para as mirabolantes peripécias dos arrabaldes do burgo.
Sabes Ême Djay, isto dos blogs pode ser do catano. Não te vi, não te ouvi, não te cheirei (tenho mania de cheirar as pessoas), mas leio o que queres que o mundo leia e isso faz-me vir cá muitas vezes por dia, muitos dias por semana.

Talvez isto seja apego.

Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:41

é.

o apego, a afeição, a ligação entre uns e outro nasce mesmo sem cheiro. permanece mesmo sem troca de olhares.

é este o caso.
o nosso.
Imagem de perfil

De O Coiso a 06.09.2016 às 15:19

Opá... Aqui O Coiso também te segue. Fielmente, leio todos os posts que escreves.

Como é óbvio não concordo com tudo o que dizes. São mais as vezes que me rio do que aquelas que fico triste/chateado ou qualquer outro sentimento negativo.

Não raras vezes sorrio de incredulidade. Especialmente quando mete putos e a maternidade ao barulho. Nesses nunca falha.

Aqueles posts que mais gosto? Provavelmente os (noi)telegramas. Pela crueza de palavras e sentimentos. E porque gosto da música que ouves.

Bem haja Éme Jóta
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:45

podes apontar: um dia vou engolir palavra por palavra tudo o que escrevi acerca de putos e maternidade.
vai ser uma tal barrigada que só num hospital a coisa se resolve.

(obrigado. pensei que - quase - ninguém lesses os telgramas. pela hora, pela inutilidade, por serem absurdamente banais e quase íntimos.
Imagem de perfil

De O Coiso a 06.09.2016 às 15:51

Há uma coisa... Eu sigo-te no feedly. 80% dos dias não entro no teu blog. E leio-te das 9 às 21. Das 21 às 9 os blogs acabam para mim. Leio os (noi)telegramas pela manhã e faço uma retrospectiva de como foi a minha noite. E comparo (com as devidas diferenças fisiológicas...) que não somos assim tão diferentes. Apenas serei mais "vivo". Nisso és mais como a minha mulher :) E também comparo, claro.

Normalmente é isso que acontece. A malta vai cuspindo para o ar... E depois juntam-se todos os cuspos e levas com um banho da tua própria baba. Honestamente e devido à posição que tomas, espero que sim. Mas há opiniões que tens que se poderão manter. Aí cá estarei para te ler e opinar. Ajudar, se preciso for. Podes ter medo à vontade, que é normal!
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:55

(os blogues com gente dentro - há blogues apenas com marcas/firmas dentro ainda que escritos por pessoas - têm essa capacidade: fazer pensar, comparar, pôr-nos na nossa pele. para mim é a única coisa que interessa num blog).
Imagem de perfil

De (des)Esperança a 06.09.2016 às 15:28

sempre contigo!
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:46

eu sei.
não pergunto motivos :)

(é recíproco. bem sabes).
Imagem de perfil

De Quarentona a 06.09.2016 às 15:39

Já perdi a conta ao tempo que te sigo. E digo-te porque gosto da forma incomum como escreves, gosto da facilidade com que pões o que te vai na alma em palavras, porque me identifico com tanto do que dizes e porque sou tão ou mais parva do que tu :))))
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:47

nisso da parvoeira não ganhas.
não vem que não tem!
Imagem de perfil

De Quarentona a 06.09.2016 às 15:57

Ah! Isso agora... ;)))
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 06.09.2016 às 15:39

Eu! Eu! E tudo começou porque as nossas relações estão em risco dado que os números de telemóvel dos piquenos estão gravados com os nomes deles e não com "aberrações"
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:48

ah se tu soubesses o que está agora escrito...
Sem imagem de perfil

De sarabudja a 06.09.2016 às 15:51

Ah se tu soubesses como eu quero saber...
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:53

diz que o segredo é a alma do negócio.
tambéms e diz que o negócio é a alma.
ou que a alma é o negócio.
seja como for: é segredo.
Sem imagem de perfil

De sarabudja a 06.09.2016 às 16:01

Tinhosa!
Aposto que é um "morzão". Tudo porque o "Z" está na mesma linha do "c". Pensas que não sei das coisas?
Ou então "Mêamoreparatodósemprimaizumdia".
Ai senhores das pirosices m'acudam c'a moça anda com os amores à flor da cutis.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 16:13

não vale a pena. não chegavas lá nem que te estivessem a arrancar olhos.
os dois.
de uma vez só.
com uma colher.
de café.
Sem imagem de perfil

De sarabudja a 06.09.2016 às 16:19

Credos, mulher! Fica lá com o segredo do nome que deste à criatura todá vez que ele te telefona e deixa os meus olhinhos aqui nas órbitas. Então gastei um dinheirão nos óculos por causa da porcaria da miopia e vinhas agora de colher arrancar-me a vistinha? Logo eu que morei junto à capelinha da santa das vistinhas? Ironias...
Não queres dizes, não queres? Paciência.
Tanta coisa que acaba aqui e agora.
Nem sou gato para morrer de curiosidade. Nem sou.
Nem quero saber. Nem quero.
Ó para mim tão preocupada... Uffff...

(enquanto passo as unhas na gola que não tenho e de olhar maquiavélico)
Só não te esqueças do Karmazinho e de que tenho um pacto com o motorista do autocarro do Karmazinho que pode fazer um desviozinho e atropelar alguém...

Ooops... Vou tomar os remédinhos.
Sem imagem de perfil

De Sofia Marques a 06.09.2016 às 15:51

Provavelmente já sigo há mais de 1 ano, nem sei. Gosto de ler as tuas parvoices sei lá porque, quer dizer por estes lados também há muitas e é sempre bom saber que há por aí mais alguém que as digas Lol Posso não concordar com algumas mas riu-me à brava com outras :-)
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:54

oitenta por cento das vezes o objetivo que me leva a escrever é, exatamente, fazer rir.

ótimo que o consiga :)

obrigada. :)

Comentar post


Pág. 1/3