Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




só porque está um pouco confuso

por M.J., em 31.07.15

Estou-me literalmente a borrifar para o facto das mamãs amamentarem ou secarem o leite. Parirem de corte na barriga ou escacharem-se todas como um frango de churrasco. Assumirem as birras dos santos filhos como características da sua individualidade ou darem-lhe dois pares de estalos. É que não me interessa dois piolhos e estava caladinha não fossem as mamãs terem aquela aura de quem sabe tudo e escreverem ou dizerem coisas de que quem não amamenta é má mãe, quem não se abre toda e dá dois berros como porco no matadouro não sabe o que é parir e mãe que dá um tabefe nos filhos não gosta deles. Eu, assim como assim não vou amamentar, vou fazer cesariana e o puto não estará permitido a fazer birras. A desgraça. Chamem já as comissões e pelo caminho mostrem as fotos que publicam dos filhos amados semi nus na Internet.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22


24 comentários

Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 31.07.2015 às 10:41

Vá lá... ainda planeias ter filhos.
Eu, que optei por não os ter serei sempre a coitadinha, ignorante que não sabe o que diz quando se fala de crianças...
Sem imagem de perfil

De Cris a 31.07.2015 às 13:04

Eu também estou nessa situação. Fico tão triste...
Imagem de perfil

De M.J. a 31.07.2015 às 13:14

nunca vos chamaram de mulheres inúteis, que não sabem dar uso à condição?
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 31.07.2015 às 14:24

Se vos chamaram nomes, chamem-me pelo meu 'que vou lá e parto tudo!
Onde já se viu?!

Os meus filhos têm uma diferença consideravel que a passei a ouvir que devia dar um maninho ao rapaz. Porque sim, porque coiso e porque mais não sei o quê.
Eu achei, durante esse tempo, que, de facto, não queria ter mais filhos e dizia-o. Era olhada de lado. Nunca cuspida, mas a minha sinceridade foi, muitas vezes, motivo para mãezocas alheias me lançarem ao caixote das egoístas.
(agora eu, em azul navy e vermelho cereja, com o cabelinho arranjado, sentada num sofá dos programas da manhã a dar o meu testemunho sobre quanto sofri às mãos das mães).
Imagem de perfil

De Maria Alfacinha a 31.07.2015 às 14:25

Não com tantas palavras mas que me brindaram toda a vida com aquele olhar mas-que-raio-é-que-andas-aqui-a-fazer-neste-mundo, isso é verdade
Sem imagem de perfil

De Cusca a 06.08.2015 às 17:26

Aaaaaleluia não estou só :D
Imagem de perfil

De M.J. a 06.08.2015 às 22:34

amén irmã! segue sempre no caminho da luz.
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 31.07.2015 às 10:44

Esqueceste-te de dizer que as mamãs não consideram a opinião de quem não é mamã! Porque só depois de ser mamã é que ganha inteligência e discernimento!
Não há pachorra. Dêem-me com um martelo quando eu começar a ficar assim...
Imagem de perfil

De M.J. a 31.07.2015 às 13:15

esqueci.
só depois de parir entendes que o cheiro das cagadas é igual ao do chocolate.
já li alguém que dizia que gostou muito do primeiro xixi que lhe fizeram em cima...
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 31.07.2015 às 10:50

Escrevi um depoimento maravilhoso e apagou-se.
Resumindo: faça como entender, sim?

Já haver aí uma pequena vontade de ter criancinhas faz-me acreditar que a humanidade está a salvo.
Se nasce pelo pipi ou num corte que o bikini esconde? O pipi é teu e a barriga também. Se vai dar leitinho saído da mamoca esquerda e vira e dá a direita e põe pomadinha, os discos e as mamas em formato Madonna nos anos 90, ide ver os telediscos ou compras uns biberons e aquece água, junta pó, tira o pó e lava o biberon, esse já não dá, mete no aparelho de expurgar a quinquilharia da criança (perguntas tu: tira o pó?! Sim, tens tanto sono que não sabes se puseste a medida certa ou não, ou se a lata era do leite ou do côco ralado).

Vais bater na criança?! E por que é que não te metes com gente do teu tamanho?! As birras fazem parte da personalidade? Claro, mas a personalidade é tipo pepino, deve-se endireitar de pequenino.
O que eu faço? O que estiver mais à mão: paciência, ameaça de severas cenas de pancadaria - que nunca cheguei a concretizar porque os Sarabudja crias temem Sarabudjazilla, e castigos. Ai os castiguinhos a que os sujeito....

Faça o que entender e vá dando conta aqui na tasca. Haverá alguém com palito no canto da boca a arrotar qualquer coisa.
Imagem de perfil

De M.J. a 31.07.2015 às 13:16

exatamente isso, faço como entender. ainda que os gurus da maternidade não queiram. e os gurus da maternidade saibam, bem no fundo da sua alma, que tudo o que for feito contra o que acreditam está mal feito.

vou ser uma pária da sociedade das mães.
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 31.07.2015 às 14:38

Acredito que a maior parte das mães tem o complexo de Narciso e, não podendo mirar-se em águas doces, falam para se ouvir e ouvir e ouvir. Misturando isto com o complexo do Canto das Sereias... o náufrago, normalmente, é o bom senso.

Em tudo nesta vida é assim: as pessoas temem, abominam e desprezam o que vai além das bitolas. O tempo dá razão a tantos loucos.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.08.2015 às 14:28

as pessoas abominam também o que não conseguem imaginar para além do que são. lá está. cada um vê o mundo de acordo com o seu mundinho. o pior é quando entendem impor o mundinho a todo o mundo.
Sem imagem de perfil

De sarabudja a 04.08.2015 às 14:55

Só se imunda quem quer.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.08.2015 às 17:27

nem tudo é assim preto-branco minha empadinha.
Sem imagem de perfil

De sarabudja a 05.08.2015 às 10:42

Pronto, pronto. Ainda bem que há mulato.
Imagem de perfil

De M.J. a 05.08.2015 às 20:11

tu.não.existes.
tenho dito.
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 06.08.2015 às 11:09

Arranjaste um sarilho: escreveste que eu não existo e mal dormi. Fui a primeira da fila no registo civil para fazerem a leitura do meu cartão de cidadão. Ainda aguardava e já estava a ser beliscada pelo Sarabudja Boy, a meu pedido.
Felizmente não tens razão. Sou parvinha, mas existo.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.08.2015 às 22:39

num devias precisar de ir ao registo. há uma cena electrónica que lê cartões de cidadão em casa. só para te avisar.
Sem imagem de perfil

De Sarabudja a 07.08.2015 às 10:12

Não a tendo em casa, tenho no trabalho (ah, Sarabudja tem emprego e trabalho!) Podia ter lido o cartãozinho no aparelhinho do trabalhinho, mas onde cabia o drama, o horror de esperar que se abrissem as portas do registo civil, ser atendida por aquelas senhoras que demoram, como eu, uns minutos para ligar o simpaticómetro.
Pfffffffffffffffffffffffffffffffffffffff... ÊmeDjay a tentar retirar sofrimento às minhas narrativas. A sério?! Não sei se te levo à tipografia das missões para veres os belos dos convites e santinhos. Uma chaga se me atormenta agora. Ah sabias que há uma máquina que te poupa o sofrimento?! Ai que já não se pode sofrer em equipamentos públicos, diante de uma multidão que fala ah oui, ça vas pas, profiterole et croissants.
Não se pode tiritar de nervos em frente a duas ou três senhoras que tratam de se certifcar que somos a pessoa X e que existimos.

Vou repensar na nossa relação. (quem te mandou escrever sobre Tuxa e eu perceber que há vídeos sobre o casamento, mas também sobre o divórcio? Sim, disposta que estou a ir a CMTv cantar aos ventos todos a estima que por ti tenho, mas ousa irritar aqui a canichinha a ver se não me ponho a fazer um drama...- mudei a medicação. Talvez seja necessário rever a dosagem).
Imagem de perfil

De lady_m a 31.07.2015 às 15:10

Epá não confundam esses seres com mães.... mães há muitas mas isso, isso é só mesmo gente parva e gente parva há de todas as cores e sabores.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.08.2015 às 14:20

ora aí está um bom resumo. o que não falta é gente parva. mas aos quilos. então em blogs da moda, minha senhora do céu!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 01.08.2015 às 00:23

já o disse várias vezes ;D cada mulher é dona e senhora do seu nariz bem como do seu corpo. Como tal é a ela - e quando muito também ao companheiro(a) - que cabe decidir se/como/quando vai ser mãe.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.08.2015 às 14:19

ao companheiro só cabe coisas que não impliquem com o corpo da desgraçada que vai parir! :)

Comentar post