Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



não vale a pena virem bater-me já

por M.J., em 02.02.17

tentem antes, pelo menos, entender os dois lados.

 

e quais lados? perguntam vocês.

bem, refiro-me, no mínimo, aos primeiros cinco meses de vida de um bebé.

situação: choro permanente durante a noite.

consequência: cansaço dos pais e da vizinhança.

o que faz a vizinhança: pede aos pais que tenham em atenção ao puto.

o que fazem os pais: vêm para as redes sociais chamar os vizinhos de filhos da puta por não entenderem o seu caso.

 

vamos lá ver:

 

se um bebé incomoda os pais cansados, durante a noite, com uma choradeira infernal, nos casos em que o isolamento dos prédios é péssimo (talvez oitenta por cento dos do território nacional) incomoda também os vizinhos.

se os pais acordam, os vizinhos também.

e se a mãe está cansada porque passou o dia inteiro entre fraldas, mamadas e choro, possivelmente a maior parte da vizinhança está cansada passou o dia entre trabalho, stresse e trânsito.

se os pais estão a morrer de sono por acordar de duas em duas horas, os vizinhos também.

a diferença: os pais ao menos tiveram o proveito de fazer o puto.

 

é que aquela coisa de ser precisa uma aldeia inteira para educar uma criança é muito bonita mas a aldeia toda não tem licença de maternidade.

só os pais da criança.

 

e se chamar a polícia me parece uma grande estupidez (que vão fazer os agentes? levar o miúdo preso para a esquadra? detê-lo por ruído?), já os pais atacarem os vizinhos por estarem chateados é estupidez ao dobro.

na verdade, se a vizinhança é obrigada a levar com os gritos do puto, ficará de certeza muito mais sensibilizada se receber da parte dos papás-  pelo menos - um pedido de compreensão. ou se houver uma tentativa de perceber - entre todos - onde são os quartos do pessoal e tentar-se agilizar a coisa para, em casos de choro extremo, levar-se o puto para o lado oposto da casa.

 

reparo que, quando se trata de crianças, toda a gente fica muito sensibilizada e, ao mesmo tempo, escandalizada quando uma voz se (a)levanta queixando-se.

no entanto, alguém fica sensibilizado com aquilo que os adultos suportam, no dia a seguir, indo trabalhar com duas horas de sono por causa dos filhos dos outros?

 

F I.png

vem ter comigo ao facebook - aqui,  e instagram - aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)





deu discussão! (quase porrada)