Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



quero agradecer ao meu champô que, esta manhã não entrou para os olhos e fez com que eu conseguisse ver para escrever, na alimentação deste tasco.

quero agradecer ao meu teclado, que apesar de ter uma ou duas migalhas que não saem e uma mancha de café num canto, continua fiel na sua cruzada. o teclado é fiel mesmo que eu não publicite a marca dele.

quero agradecer à minha cadeira. foi cara mas dá bom suporte lombar e faz com que o meu escritório pareça o ambiente de um blog catita. 

e ao rato. também quero agradecer ao rato que ajuda a não aumentar as dores no ombro esquerdo (um ombro não fit, esclarecido seja).

quero agradecer à minha professora do primeiro ano que me deu uma lamparina quando eu estava a ler um livro sobre patinhos em vez de fazer as contas que ela tinha no quadro. ensinou-me que por mais que goste de ler - e escrever - os números são mais importantes e é por isso que os bons blogs recebem massa (literalmente há quem receba quilos de massa) em troca de elogios a marcas. 

quero agradecer a vocês todos por lerem isto... ainda que ninguém consiga dar duas razões seguidas para o efeito. acredito que seja como aqueles acidentes de automóvel que toda a gente pára ver mas fecha os olhos na parte do sangue.

quero agradecer à magda por num momento de inspiração se ter lembrado da iniciativa, totalmente compreendida por toda a gente. e dizer que apesar do globo que me é agora entregue não ser de ouro vou colocá-lo em cima da lareira ao pé das fotografias do casamento.

- perdão, dizem-me que não há globo nenhum pelo que reformulo a última frase:

quero agradecer à magda por me fazer escrever um discurso para ganhar uma coisa que não tem prémio. nunca o "importante é participar teve tanto sentido".

quero agradecer a quem me nomeou e aconselhar a ter cuidado com a bebida. 

quero agradecer a quem votou em mim e dizer que, se eu pudesse escolher, diria antes para votarem nelas as duas, no que diz respeito à minha categoria:

são incomensuravelmente melhores do que eu.

sobretudo naquela coisa que não se vê na escrita dos blogs mas transparece a quem o quiser ver:

melhores pessoas.

 

os sapos do ano são uma brincadeira da magda que demonstram o quanto as pessoas gostam de sentir que aquilo que escrevem é importante para quem lê. em causa está um prémio que não existe e, mesmo assim, todos os nomeados sentiram uma ligeira onda de calor e um sorriso pela lembrança.

os blogs que têm gente dentro são os melhores.

a maria, a gaffe e a magda têm gente do tamanho de mil homens em tudo o que escrevem.

mesmo que não haja prémio dêem-lhes o prémio de reconhecer as pessoas que são na escrita que fazem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:


foto do autor




deu discussão! (quase porrada)