Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




tenho sempre a ideia

por M.J., em 30.06.15

de que quem defende coisas ridículas com base em tradição veste-se de negro e fica sentado num banquinho, a abanar aos navios que partem dizendo de voz rouca e ar profundo que o mundo já não é o que era.

também era tradição morrer-se em casa, sem assistência médica. enterrar-se os corpos na igreja. cortar pedacinhos de mamilos para descobrir segredos políticos. queimar hemorróidas com pedras a ferver. ter quinze filhos. crucificar pessoas. andar às fechadas e comprar escravos.

 

a tradição é o último argumento de quem não tem mais nada, não é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00


4 comentários

Imagem de perfil

De Pandora a 30.06.2015 às 16:08

O argumento da tradição é o argumento de quem tem falta de neurónios, vulgo inteligência. Infelizmente a estupidez continua a ser ilimitada.
Imagem de perfil

De M.J. a 30.06.2015 às 16:20

este artigo então deu-me náuseas até aos olhos.
Sem imagem de perfil

De Cris a 30.06.2015 às 18:12

eu nem sei o que dizer perante tamanha estupidez...
Imagem de perfil

De M.J. a 01.07.2015 às 15:41

não há grande coisa que se possa dizer, não.

Comentar post