Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




uma paixão chamada livros #10

por M.J., em 12.02.16

Livro perturbante

 

"Os Filhos da Droga" de Christiane F.

odiei do princípio ao fim. ou melhor, do fim que li que não fui até ao fim. tinha doze ou treze anos e aquilo parecia-me tão irreal, num mundo tão diferente do meu que nem imaginar conseguia a coisa. sobretudo quando diziam que era algo verídico.

anos mais tarde encontrei uma colega que tinha lido quatro ou cinco livros na vida e que disse que este era o seu preferido. 

nunca lhe perguntei que livros tinha lido mas achei que devia ser caso único.

afinal, parece que não.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Susana a 12.02.2016 às 15:08

Nunca li esse, mas uma prima minha já leu e também diz que é um dos preferidos dela... Mas ela lê imenso e mesmo assim considera-o um dos melhores.
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:00

pronto, são gostos.
Sem imagem de perfil

De Teresa Almeida a 12.02.2016 às 15:10

Não foi caso único, de certeza.Eu, que não sou exemplo para nada nem ninguém, mas tudo quanto tivesse letras era bom para ler, também li esse livro, há muitos anos.
Tinha lidado de perto com pessoas muito jovens, 'atacadas' pelo problema da droga, sabia que o que é relatado no livro, é real.Não digo que gostei do que li, as descrições cara-a-cara já me tinham deixado apatetada q.b....
Há pouco tempo,li que a protagonista, cinquentona, continua 'agarrada' e gosta.Bom para ela...

O primeiro livro sobre o problema que li, foi 'Filhos de Torremolinos', tinha eu uns 17 anos.Esse, deixou-me quase incrédula; hoje, sessentona, já não sou capaz de os ler...
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:01

não consegui assumir aquilo como real porque a minha realidade era uma imensidão de diferente. tudo me pareceu difuso, estranho, sem sentido e perdi o interesse.
na serra a vida corre a outro ritmo e é fácil, por entre os montes, não vermos a vida de outra forma.
Sem imagem de perfil

De Joana B. a 12.02.2016 às 16:52

Comecei a lê-lo há uns 10 anos atrás e não acabei.
ele anda perdido lá por casa e até queria ver se o lia mas não o encontro
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:01

deixa.
lê outro :)
Sem imagem de perfil

De Joana B. a 15.02.2016 às 15:17

:)
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 12.02.2016 às 17:06

Pior que este, para mim, era A Lua de Joana. Gostei genericamente deste e particularmente de nenhum! Impressiona, acho que é mais isso. É mais impressionar do que gostar.
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:02

por acaso acho que até gostei da lua de joana porque me parecia ser uma realidade que eu podia... imaginar. o facto de não gostar do outro centrou-se sobretudo por não conseguir visualizar nada do que a moça contava. aquele mundo não era sequer equacional por mim e como tal perdi o interesse.
Sem imagem de perfil

De Silent Man a 12.02.2016 às 21:39

Piores que esse, na minha modesta opinião:
3 - A Lua de Joana - Maria Teresa Maia González (tão bem mencionado pela Fatia)
2 - O Fim da Inocência (1 e 2) - Francisco Salgueiro
1 (o mais perturbante) - Viagem ao Mundo da Droga - Charles Duchaussois

Já li a Christiane F., o Trainspotting, o Lixo e o Porno, mas estes são de longe os três livros mais impressionantes que já li. Aqueles que mais impacto me causaram e mais medos e ideias formaram na minha cabeça.
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:04

lá está. eu como não gostei, perdi o interesse e do pouco que me lembro não me aquece nem arrefece :)
perturbou à data e por isso desisti.

Comentar post



foto do autor