Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




uma paixão chamada livros #8

por M.J., em 10.02.16

Livro comovente

 

tantos santo deus, tantos livros comoventes, com a lágrima na ponta do olho, choro ali, sem medos ou vergonhas. 

 

... quando afonso morre, na mesa do jardim, ao lado das velhas árvores com a desilusão final de uma família em desgraça e a certeza de convicções perdidas.

... quando dumbledore implora que o matem.

... quando o gato procura a cobra, para morrer, depois do casamento de sinhá.

... quando luisa morre e jorge fica prostrado na ausência do amor.

... quando renée morre e rebentam a porta para salvar o gato.

... quando armande decide morrer depois do festival de chocolate.

... quando pensam que beth morreu e há uma flor branca em cima da cama.

... quando Marguerite revela a decisão de não amar por amar tanto.

... quando madalena se deita em cima da campa da mãe, implorando que não a destruam.

... quando o menino vai ter com a sua estrela e deixa o piloto na dor da sua ausência.

 

não sei.

talvez chore mais com a morte de afonso devido ao meu próprio medo de morrer como ele. 

é.

é isso. 

 

(* reconhecem todos os livros cujas passagens fui enumerando?)

(* constato que choro pela morte. não pela morte em si. mas pelo buraco de ausência que transporta em consigo).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Silent Man a 10.02.2016 às 16:01

Não reconheço todos, mas tenho a certeza que já li os primeiros 4 e o último. E desconfio que já li ou ouvi falar de mais três.

Só para botar os meus 2 cêntimos, a minha mulher costuma chorar em livros tristes e o filme em que a vi chorar mais desalmada foi... o "Convergente" da Veronica Roth. Honestamente, não consigo compreender porquê, mas o que é facto é que toda ela era uma Madalena e até se chateou comigo porque eu gozei um bocado com ela na altura, ainda nós namorávamos. E eu nunca chorei num livro. Mas o livro que mais emoções me levanta de cada vez que o leio e já foram muitas é "A Crónica dos Bons Malandros" do Mário Zambujal.
Imagem de perfil

De Just_Smile a 10.02.2016 às 17:05

Não reconheci todos, mas alguns e tenho de concordar contigo, não é a morte em si que dói, mas o vazio que deixa...
Sem imagem de perfil

De redonda a 10.02.2016 às 20:06

Acho que só reconheço o 1º e o último...
Sem imagem de perfil

De pipinhaeheh a 11.02.2016 às 16:41

1º não vou lá
2º é algum do potter
3º andorinha sinhá
4º primo basilio
5º não vou lá
6º chocolate
7º não vou lá
8º dama das camelias
9º não vou lá
10º o princepezinho

é natural que tenha lido algum dos outros mas pela frase n vou lá.
q tal?


Imagem de perfil

De Carla B. a 14.02.2016 às 16:08

Reconheço algumas das passagens mas sobretudo reconheço-me na frase "constato que choro pela morte. não pela morte em si. mas pelo buraco de ausência que transporta em consigo". E nunca me deixa de fascinar a mestria, que diversos autores têm, de criar personagens fictícias cuja ausência acaba por ter tanto impacto em nós, como se fossem família ou amigos muito próximos.

Comentar post