Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




uma paixão chamada livros #9

por M.J., em 11.02.16

Livro hilariante

 

"Dona Carmosina não se faz de rogada, capricha nos detalhes. Sucedera há dois dias, naquela noite em que Osnar e Aminthas ficaram até tarde em casa de Perpétua, saindo depois a mariscar nas ruas. Altas horas, quando voltavam da beira do rio, Osnar acompanhado de uma quenga de baixa extração, encon­traram-se com o doutor Caio Vilasboas, um catão, vindo de atender à velha dona Raimunda, asmática incurável. Fosse algum pobre de Deus agonizando,  o doutor não abandonaria o calor da cama, mas a velha dona Raimunda tinha dinheiro grosso, destinado em testamento a pagar a conta do médico quando o Senhor a chamasse ao seu seio.

Ao ver Osnar despedindo-se da esfarrapada criatura, medonhosa, doutor Caio, psicólogo amador, abelhudo de nascença, não se conteve:

- Satisfaça-me, caro Osnar, a curiosidade, respondendo a uma pergunta que me permito fazer-lhe.

- Mande brasa, meu doutor, sou seu criado às ordens.

- Você é um rapaz endinheirado, já meio entrado em anos mas sendo sol­teiro ainda passa por rapaz, de boa família, com hábitos de asseio, tendo com que pagar cortesã de melhor nível, por que não freqüenta a casa dirigida pela rapariga que atende por Zuleika Cinderela, onde, segundo me consta — lá estive no exercício sagrado da medicina e não como cliente — praticam esse infame comércio mulheres limpas, de belo porte e figura amena, por que pre­fere essas imundas, essas bruxas?

- Primeiro permita, meu doutor, que eu lhe informe ser um dos fregue­ses prediletos das meninas da casa de Zuleika e da própria patroa, boa de rabo. Parte sensível de minha renda se esvai naquele antro. E certo, porém, que não desprezo um bucho quando saio de caçada, vez por outra. Alguns, devo con­fessar, bastante deteriorados.

- E por quê? Deixe que eu lhe diga tratar-se de apaixonante problema de psicologia, digno de memória dirigida à Sociedade de Medicina Psiquiá­trica.

- Vou lhe dizer por que, meu doutor, e escreva a razão se quiser, não me oponho. Se chamo um bucho aos peitos quando calha, o motivo é não viciar o pau, o Padre-Mestre.

- Padre-Mestre?

- Foi o apelido que ele ganhou, dado por uma beata ainda passável com quem andei praticando umas sacanagens, meu doutor. Imagine se eu servisse ao Padre-Mestre somente pitéus finos, material de primeira, formosuras, per­fumarias, e ele se acostumasse a comer apenas do bom e do melhor. De repen­te, um dia, por uma circunstância qualquer, dessas que acontecem quando a gente menos espera, me vejo obrigado a pegar um estrepe em más condições e o Padre-Mestre, viciado, se recusa, fica pururuca, brocha. Não lhe dou vício, vou comendo as bonitas e as feias e tem cada feia que vale mais do que um exército de bonitas porque uma coisa, meu doutor, é mulher para se ver e admirar a imagem e outra é o gosto da boceta.

Doutor Caio emudece, o queixo caído, Osnar concluí:

- De suas visitas profissionais à pensão de Zuleika, meu doutor, ouvi falar; Silvia Sabiá me contou muito em segredo que chuparino igual a vosmicê não há por essas bandas. Meus sinceros parabéns.

Enquanto riem as quatro — esse Osnar é de morte! —, buzina na curva a marinete, naquela quinta-feira por milagre quase no horário, desprezível atra­so de vinte minutos, Jairo recebendo felicitações dos passageiros."

 

é este.

alguém conhece?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


15 comentários

Imagem de perfil

De Neurótika Webb a 11.02.2016 às 15:04

Aiaiaiaiaiai.....adoro o Jorge Amado!
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:04

também eu.
li praticamente tudo dele e estou a pensar repetir.
Sem imagem de perfil

De Maria Lopes a 11.02.2016 às 15:27

É a Tieta do Agreste!?
É?!?
Diz que sim!
Diz que sim!
Por favor!!!

Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:04

é sim senhor.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.02.2016 às 15:37

Tieta do Agreste, de Jorge Amado...Um livro hilariante, uma novela decepcionante...
Sem imagem de perfil

De Teresa Almeida a 12.02.2016 às 01:36

Uma 'actualização' do sistema, fez com que este comentário saísse como anónimo.
Peço desculpa,só agora vi os disparates que fiz...
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:05

mas olha que a novela nem foi das piores. apesar de divergir bastante até gostei de algumas alterações.
quando passou eu era muito criança e a mamã não gostava que visse aquelas indecências ;) mas revi-a toda no youtube há uns anos e gostei muito, até.
Sem imagem de perfil

De Silent Man a 11.02.2016 às 16:30

Li o post e fiquei a pensar que era a Tieta. Vim aqui e confirmei que tenho razão. Praí a última novela que assisti com prazer... :D
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:05

é sim senhor.
Sem imagem de perfil

De pipinhaeheh a 11.02.2016 às 16:33

Tieta do grande Jorge Amado?
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:06

isso mesmo.
Imagem de perfil

De Just_Smile a 11.02.2016 às 17:17

Não conheço, mas quero conhecer :P
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:06

não conheces tieta?
tu vai-me já ler jorge amado.
é grande!
Imagem de perfil

De JP a 11.02.2016 às 19:04

Não sei mas
Imagem de perfil

De M.J. a 15.02.2016 às 12:07

Tieta do Agreste, de Jorge Amado.

Comentar post



foto do autor