Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




vai haver casório #5

por M.J., em 07.09.15

parece que uma pessoa deve ter pelo menos umas seis ou sete amigas que a acompanhem, vestidas de forma diáfana, com sedas e cetins, um ar completamente feliz, flores nos cabelos e saltos altos: são as chamadas damas de honor e têm feito furor (a rima foi propositada) nos últimos tempos. posso garantir aqui, com estes dedos gorduchos que a natureza me deu, que já vi uma pequena dezena de casamentos onde apareciam moçoilas, todas vestidas de igual a acompanhar a noiva até ao altar.

extremamente bonito.

e sexy.

indecisa acerca do assunto, decidi informar-me o mais possível, recorrendo a uma aplicação (juro que não me pagam a publicidade) que fala sobre todo o assunto: estou esclarecidíssima e tenho todo um guia completo e essencial acerca do assunto que vos vou "passar", só porque sou boa pessoa e nunca se sabe quando vão precisar. aconselho-vos até, a imprimirem a coisa e colarem-na na porta do frigorifico, à qual poderão recorrer nos momentos da vida. 

preparados?

espero que não.

 

damas de honor, o guia completo via casamentos.pt

 

1. quem são?

segundo o "casamentos.pt", as damas de honor "por tradição, são as melhores amigas da noiva".

logo aqui meus senhores, temos um problema. é que isto parte do princípio que eu, esta anormalidade social com pernas, tem melhores amigas, assim, no plural.

o que é falso.

a ter tenho uma melhor amiga, única, que podia colocar como dama de honor, é certo. no entanto, uma vez que a mulher já vai ser madrinha, quão triste seria obrigá-la a desdobrar-se em funções durante umas horas?

acham que podia, sei lá, vestir a minha mãe de cetim brilhante e convencê-la a ir até ao altar comigo?

 

2. o que fazem?

segundo o mesmo site, "a função de uma dama de honor não existe só no dia do casamento, também deve acompanhar a noiva durante todo o processo de organização do casamento".

certo.

porque acredito que o mulherio, simpático, altruísta (a maior parte dele abdicaria de ir ao casamento para colocar na sua mesa, a comer à grande e à francesa, oito famílias completas de refugiados) quer mesmo é debruçar-se sobre o casamento da amiga, sem qualquer resquício de inveja, de mal dizer, opinião própria ou outra. claríssimo como água.

é evidente que o mulherio casado não vai meter o bedelho e avançar casualmente que "ai quando eu casei, a minha quinta tinha o dobro desta dimensão, o fogo de artificio era importado e tínhamos uma cascata de camarão vivo que os convivas podiam pescar, fritar e comer com as suas próprias mãos". e muito menos o mulherio solteiro irá olhar para a noiva e o seu vestido e as merdinhas que esta vai dar como ofertas, e as flores pirosas que põe na igreja, sem estar completamente satisfeita e deleitada, nunca pensando "que caralho tem esta puta a mais que eu, para casar e eu não?"

evidentemente que não, bem sabemos, a vida é uma série e "friends" rege-nos a todos.

 

3. o que vestem?

o site é também especifico quanto à roupagem: "a tradição manda que os seus vestidos sejam iguais ou do mesmo tipo, mas pelo menos têm de ser da mesma cor".

tem lógica. e tem lógica por que motivo? - perguntam vós.

ora, porque se todas forem estupidamente iguais, nenhuma salta à vista e a noiva é o centro das atenções mesmo que gorda como um dinossauro, vestida com a roupa da tetravó, roubada já da urna, ou maquilhada por si mesma.

aprendei minhas senhoras. podeis convidar a mamalhuda das amigas, a boazona com cu que salta à vista, a loira que fala estridentemente ou a prima do noivo com quem ele perdeu a virgindade aos onze anos: nenhuma delas terá um papel de destaque melhor que vós, acabando eventualmente, por se confundirem umas com as outras. sobretudo se as vestirem ao género destas:

1.jpg

ou destas:

gold-dresses.jpg

aprendei comigo que eu não duro sempre. 

 

4. o que fazem no dia do casamento?

pois que muita coisa. segundo o site devem estar ao seu lado, para ajudá-la no que for preciso, designadamente segurar a cauda do vestido (porque claro, eu vou envergar com todo o enxoval de cama e não conseguirei puxá-lo), no ramo (pesadíssimo, impossível de aguentar para uma pessoa só) ou levar um necéssaire com o que ela precise para retocar-se. (incluindo tampões com ou sem aplicador).

estupidamente, o site não avança com aquilo que uma dama de honor devia efectivamente fazer: limpar o rabo da noiva, quando esta for à casa de banho (um vestido daqueles deve custar a levantar) dizer-lhe constantemente que as mamas dela ficam fabulosas naquela roupa e sobretudo, mas sobretudo, apanhar ela própria com todo o arroz que as pessoas insistem estupidamente em lançar.

isso é que era de gente. agora retocar as pestanas postiças?

haja um santinho que nos governe. 

 

(até daqui a quinze dias com este assunto, sim? entretanto, fazei um laike aqui e subscrevei aqui, sim? té mais.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

publicado às 09:00



foto do autor