Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




vamos fazer um exercício, sim?

por M.J., em 09.04.15

um homem matou um seu filho de seis meses à facada (de certeza que o puto estava a chorar desalmadamente).

segundo a opinião dominante (e tenham atenção que li dezenas de comentários e blogs que a defendiam) o homem devia ser morto.

pela lógica da coisa, porque somos todos da lógica da coisa, o homem que matou o homem que matou o filho também tem de ser morto (porque matar é matar, certo?)

assim sendo, o homem que matou o homem que matou o homem que matou o filho também tem necessariamente de ser morto.

assim como o homem que matou o homem que matou o homem que matou o homem que matou o filho. até aqui concordamos, a não ser que sejamos hipócritas (e esses eu dispenso bem da tasca).

portanto, seguindo o raciocínio, o homem que matou o homem que matou o homem que matou o homem que matou o homem que matou o filho também tem de ir desta para melhor.

 

agora respondam-me: depois de matar todos os homens que mataram os homens que enfim mataram o homem que matou o filho de seis meses... quantos bebés de seis meses sobrevivem?

 

ai gente, tenham juízo a bem da propagação da espécie que tanto defendem através da natalidade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09


22 comentários

Imagem de perfil

De Varufakis a 09.04.2015 às 19:06

Sou a favor da pena de morte.
Não vale a pena argumentar nem tao pouco fazer trocadilhos.
São opiniões e eu sou a favor do fizeste tens de pagar.
Imagem de perfil

De M.J. a 09.04.2015 às 19:37

nem eu pretendia mudar de opinião fosse de quem fosse.
e o meu texto não tem qualquer trocadilho nem argumento. apenas lógica.
eu sou a favor da lógica!
Imagem de perfil

De Varufakis a 09.04.2015 às 19:56

Eu também sou. E a lógica é a pena capital!
Imagem de perfil

De M.J. a 09.04.2015 às 20:36

Eu capital só Lisboa. Ou então a Mealhada no que diz respeito ao leitão.
Imagem de perfil

De Varufakis a 09.04.2015 às 21:46

Negrais ou Águeda ou Boavista.
Conheço todas
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 12:35

também há a capital do frango do campo. acho que há capitais de tudo neste país.
Sem imagem de perfil

De Cris a 10.04.2015 às 00:47

Vou ali ver um episódio do CSI e já venho comentar...
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 12:35

qual dos csis?
Sem imagem de perfil

De Cris a 10.04.2015 às 12:38

O original: Las Vegas
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 18:09

é sem dúvida o melhor.
Imagem de perfil

De Cris a 10.04.2015 às 05:14

Eu sou a favor da tortura... isso sim é justiça....
A morte para esse pai ( se é que lhe podemos chamar pai) é liberdade!!!!
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 12:36

que tipo de tortura? tenho sempre curiosidade!
Imagem de perfil

De Cris a 10.04.2015 às 22:08

Qualquer coisa como hoje arrancar lhe um olho amanha os dedos, passado uma orelha, cortar-lhe o corpinho aos bocadinhos.... e coisinhas assim a sangue frio....
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 22:16

e a quem devia ser aplicada a tortura?
Imagem de perfil

De Cris a 10.04.2015 às 05:19

Eu sou a favor da tortura... isso sim é justiça....
A morte para esse pai ( se é que lhe podemos chamar pai) é liberdade!!!!
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 12:36

aprovei duas vezes sem querer o mesmo comentário... sory.
Sem imagem de perfil

De Cris a 10.04.2015 às 09:51

Pronto, já vi o CSI
Eu já tinha concordado contigo noutro post com o mesmo assunto. A violência em resposta à violência não resolve nada, a não ser, no limite, resolver através da extinção da espécie humana. Não concordo com a pena de morte, porque será uma resposta ao mesmo nível do criminoso. Mas devo dizer-te que, às vezes, também sinto vontade de esganar alguém...
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 12:39

eu entendo. mas entre as nossas vontades (eu por exemplo, tenho vontade de esganar tanta gente, que enfim, a espécie ficaria em causa) e aquilo que é legitimo vai uma diferença. e ainda bem!
Imagem de perfil

De Clara a 10.04.2015 às 10:13

Há coisas que dizemos e sentimos de forma diferente quando somos mães/pais. A meu ver, qualquer pena (qualquer, até a de morte) será insuficiente para que aquele homem sofra as consequência do crime atroz que cometeu. E basta-me pensar num grito do bebé quando lhe foi dada uma facada.
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 12:40

vais-me perdoar mas ainda bem que eu não sou mãe.
não gosto de perder o pouco discernimento que me resta.
Imagem de perfil

De Clara a 10.04.2015 às 17:02

Quando fores mãe, se assim o quiseres claro, falamos novamente sobre isto. Até lá não entenderás a mensagem que tentei passar.
Imagem de perfil

De M.J. a 10.04.2015 às 18:09

é possível :)

Comentar post