Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




[1 - olá 2020]

por M.J., em 01.01.20

gosto do novo ano.

seja ele qual for.

gosto da falsa sensação de começo. da espécie de absolvição dos pecados anteriores e da possibilidade novinha de fazer melhor, eliminar erros e traçar objetivos.

a ideia do ano novo, um período puramente artificial construído por nós, em que nada muda a não ser a nossa expectativa, atrai-me.

gosto de pensar no ano anterior, do que fiz dele, do que não fiz, no que me tornei e no que me devia ter tornado, e de fazer planos para os próximos.

de abrir uma agenda novinha e traçar objetivos, metas, definir estratégias e propósitos com a expectativa - quase sempre furada - de que agora é que é.

não tem nada de mal e, na maioria das vezes, dá-me(nos) alento.

espartilhar a vida, partir o tempo, dividir em pedaços os nossos dias ajuda-nos a sentir que os controlamos.

que não estamos à deriva das horas.

gosto muito, por isso. 

 

não sou fã da festa, das passas, do álcool, do fogo de artificio, das cuecas azuis ou brancas.

mas confesso, com uma pontinha de vergonha, que vou ver o mar no 31/12, compro uma agenda todos os anos e digo a mim própria, a cada mudança de ano, que os próximos trezentos e muitos dias é que vão ser.

melhores.

maiores.

que se vão traduzir na evolução de mim própria.

 

(e na verdade... não é que têm sido mesmo?)

 

bom ano meus caros.

e muitíssimo obrigada por estarem desse lado, na leitura deste espaço, tão ao abandono em 2019.

 

em 2020 cá estou, a ferro e fogo, pontinha para pegar nele, abrir-lhe as janelas, limpar-lhe o chão, sacudir as mesas, comprar café novo, trocar as cortinas, lavar os vidros e e entregar ao mundo as minhas inquietações, quase sempre sem resposta:

e agora?

sei lá!

oh vai ver ali:

publicado às 16:25


1 comentário

Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 01.01.2020 às 19:44

Beijinhos
Feliz Ano Novo!

Comentar post



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada