Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




banalidades

por M.J., em 26.04.16

amanheceu num cinzentão feio que dá dó. o único raio de sol que bateu na porta de uma das varandas pediu-me com toda a cerimónia se podia entrar e desapareceu logo a seguir, não fosse eu convidá-lo para uma chávena de chá.

uma miséria.

o vizinho do lado entrou em obras. a casa do vizinho, bem entendido, ainda que se fosse o próprio continuasse adequado. parece-me que este ano tem sido um interminável corrupio de obras a que sou alheia mas que me obrigam a assistir de camarote. uma merda que eu nem gosto disso e por mim só se mexia uma palha quando houvesse o risco seríssimo de acordarmos com o telhado nas trombas.

antes disso é desnecessário e só serve para irritar.

o barulho tem sido tanto que nem consigo ouvir os meus próprios pensamentos o que, vistas bem as coisas, nem é mau de todo visto que não penso grande coisa. 

dei por mim ontem numa discussão medonha acerca da eutanásia e do uso da mesma por uma fulana deprimida sem que a família soubesse. concordei em pleno e foi um ai jesus, que eu devia era estar caladinha, nem sei o que digo.

sei sim senhora.

as dores de cada um só lhe doem a si e aos outros não devia ser permitido opinar sobre as escolhas de quem dói sobre o que dói. apesar de tudo e dos dias que vivo hoje continuo a acreditar que se não nos é permitido a escolha do nascer e respirar e andar por ai aos caídos, convencidos de que isto é tudo muito cheiroso e bonito e somos importantíssimos (tanto como duas caganitas de rato) é uma escolha pessoal o que fazer dessa vida, incluindo o seu término.

sou uma egoísta de merda mas é nisso que assento quem sou. somos integralmente donos de nós, das nossas escolhas e da permanência ou não, nesta coisa que é andar pelas curvas do caminho na espera que ele acabe. juro que não percebo o pretensiosismo de quem se arroga ao contrário.

estou muitíssimo mal humorada.

talvez vá ali insultar o vizinho por ter um martelo eléctrico a fazer-me vibrar a casa de banho.

se é para vibrar eu que escolha a divisão!

oh vai ver ali:

publicado às 14:52


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria João Marques a 26.04.2016 às 16:18

Concordo, a favor da eutanásia, com ou sem depressão. Chega a uma altura que não sei bem o porquê de tanto alarido em torno desta questão. A pessoa quer por cobro á vida, porque está numa cama deitada, á espera que alguém lhe dê sopa por uma palhinha, lhe limpe os cócós e chichis em fraldas. Custa-lhe a falar, toma litros de morfina e fica á espera que " Deus a leve para descansar .... " Tenham dó ....
Imagem de perfil

De Miss Winter a 26.04.2016 às 16:31

Eu também sou a favor... morrer com dignidade, sofrer até morrer porquê sabendo que está mesmo no fim.

Comentar post



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada