Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




da bondade da natureza da gravidez

por M.J., em 05.09.18

entrei num grupo de grávidas do facebook durante dez minutos.

achei que agora, nesta fase, em que a minha barriga já me impede ver certas partes do corpo e deliro comprar roupas para criança, estava preparada para os cutchi cutchi da maternidade.

pois...

estava nada.

 

passei dez minutos a navegar pelas publicações e respetivos comentários e achei que, a bem da minha sanidade mental, tinha de saltar fora daquilo. 

era isso ou ser banida após dez comentários.

saltei.

mas antes disso a minha memória brindou-me com duas coisas que ali estavam e ficaram gravadas:

  1. uma publicação absolutamente fundamentalista sobre amamentação onde as parideiras que não punham o mamilo na boca dos respetivos filhos eram mães inconsequentes e irresponsáveis (nada de novo, portanto);
  2. outra publicação muito fofis em que uma senhora dizia que a natureza era uma coisa magnífica porque aos 8 meses de gravidez já sentia insónias, o que era a preparação do corpo dela para os meses vindouros sem dormir.

isso mesmo!

a natureza é magnífica porque me tortura dois meses antes da verdadeira tortura!

 

méquié?

quer dizer... como se já não bastassem as contingências necessárias do ter que acordar sei lá quantas vezes durante a noite para alimentar a criança quando ela nascer, a bondade da natureza vê-se quando me obriga a passar os dois meses anteriores a esses... acordada também?

é do género: que sa lixe! detestas agulhas e vais ter de tirar sangue? prepara-te já e começa a espetar-te pelo corpo todo! 

mas isto tem algum jeito?

 

pessoas, a natureza era magnifica se os putos saíssem cá para fora por um mecanismo qualquer que não fizesse uma mulher lembrar um pito do campo preparado para o churrasco. isso é que era magnifico!

ou que não as transformasse em hormonas andantes que choram a lembrar-se da imagem do pito de churrasco que vão parecer.

ou se arranjasse outra maneira qualquer dos putos serem gerados sem ser num sítio por si só já ocupado com intestinos e estômago e outros órgãos que, parece que não, mas são vitais à nossa sobrevivência e que ficam todos espalmadinhos com mais três ou quatro quilos de carne a ocupar o espaço que antes era deles.

isso é que era coisa para agradecer à natureza!

agora... achar que o altruísmo da dita se vê na antecipação da tortura da privação do sono por dois meses antes do necessário...

 

filhas, eu sei que as hormonas deixam-nos a todas loucas.

a mim, por exemplo, além da choradeira tenho um sério problema de burrice cerebral. o caso é tão grave que me esqueço de palavras, expressões e até de ter feito certas coisas. na semana passada, por exemplo, o rapaz tentava explicar-me o tamanho de um sofá para a casa nova e eu só conseguia pensar que uma mesa (juro) não podia ter aquele tamanho todo, apesar dele repetir sofá constantemente.

pronto.

é bondade da natureza deixar-nos neste estado. ficamos meio assim... atrasadas (nem todas. isto é só para as de classe inferior como eu). 

 

mas daí a agradecer por isto tudo e achar que sim, não há nada melhorzinho que estas cenas todas... se calhar já é coisa para estudo médico. 

digo eu, que às vezes nem sei o significado de estudo. 

 

agora vou só ali agradecer à natureza o inchaço das minhas pernas.

claramente é a preparar-me para os dias vindouros em que elas vão inchar por andar a correr atrás do puto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:04


13 comentários

Imagem de perfil

De Fatia Mor a 05.09.2018 às 11:38

Aaahhhh... a encefalopatia benigna da grávida. Não lhe sinto a falta mas devo confessar que se estende mais no tempo do que aquilo que seria desejável! Tenho alguns episódios de pura comédia à custa disso! Enfim...
Não te preocupes. Dormi as gravidezes todas e depois dos miúdos nascerem confesso que também. Os três foram uns santos. É pior agora ("mãaaae, tenho xixi; mãaeeeee, quero água; mãaeeeee que barulho é este; mãaaeeee tenho o nariz entupido, etc.) que antes, quando eram bebés.
Imagem de perfil

De M.J. a 05.09.2018 às 11:46

ah tem nome? este meu atraso mental tem nome?
pensei que era somente a bondade da natureza a fazer-me passar por situações rídiculas para que o resto do mundo esqueça que pareço que tenho um pipo na barriga! :D
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 05.09.2018 às 14:07

Tem nome e está bem documentado na literatura, desde os anos 80. Seja como for, com nome ou sem ele, é uma treta. Há uma considerável diminuição das capacidades cognitivas da mulher durante a gravidez e nos meses seguintes ao nascimento.
Há quem defenda que é uma condição fisiológica, outros dizem que é emocional, há até estudos que mostram uma retracção da massa encefálica (mas carecem de replicação), enfim... Venha lá de onde vier, é uma (des)graça!
Imagem de perfil

De Gorduchita a 05.09.2018 às 11:40

Não sei se lhe chamaria burrice mas confirmo que "o meu tico e o meu teco" se desligaram na gravidez.
Uma enfermeira, após o parto, disse-me que a coisa só ia completamente ao sítio ao fim de 2 anos...
Já passaram 4 e continuo a achar que o tico e o teco nunca mais se juntaram!
Imagem de perfil

De M.J. a 05.09.2018 às 11:47

só coisas boas.
a natureza é de fato fantástica. são só prémios que nos dá, a nós mulheres. ;)
Perfil Facebook

De Ana Barreiro a 05.09.2018 às 12:16

Com sorte (e desejo que assim seja) a criancinha é "amiga" e como os meus dois dormem a noitinha toda (6/7 horas com dias de vida). E nada de acordar a meio da noite para dar de comer/mudar fralda que se eles não acordam é porque estão óptimos e não precisam! :)
Uma hora pequenina e muitas felicidades... só custa os primeiros 50 anos!
Imagem de perfil

De M.J. a 05.09.2018 às 12:58

há algum conselho de coisas a fazer para que eles durmam isso tudo? tipo, sei lá, beber muito chá de camomila durante a gravidez? ou pô-lo a ouvir música clássica apontada à barriga? :D
aceito todas as dicas que eu lido muito mal com a privação do sono.
Imagem de perfil

De amarquesademarvila a 05.09.2018 às 12:29

Tu foge do grupo de mães, melhere!!!! Aquilo é só malta ensandecida, catano! Aí se vê que natureza afinal não é sábia. As senhoras engravidaram e enlouqueceram ao mesmo tempo!

Só para te sossegar, eu dormi sempre as duas gravidezes e as minhas filhas dormiram sempre. Acordavam para comer e dormiam logo de seguida. A mais velha, na primeira noite na maternidade dormiu logo 6 horas seguidas... coisa mai'linda de sua mãe!!!

Ps. Se não dormissem em condições lá teria eu de as ter dado para adopção, que isto de não dormir não combina com a minha saúde mental!
Imagem de perfil

De M.J. a 05.09.2018 às 13:00

já fugi. a minha estadia não durou mais de dez minutos. ensandecia se lesse mais alguma publicação. para loucura já bem basta a minha.

pergunto o mesmo que perguntei acima: alguma dica para a criança dormir a noite toda? tipo, sei lá, tomar banho em chá de tília? comer folhas de valeriana ao jantar?
Imagem de perfil

De amarquesademarvila a 05.09.2018 às 13:42

😁😁😁😁
Fizeste bem!!!
Truques: banho à noite e começar a preparar a casa para a noite (poucos estímulos tipo muita luz, TV, etc...), dar a paparoca e cama. Eu não as adormecia ao colo. Deitava-as e elas adormeciam sozinhas. Se choravam ia lá punha-lhes a chucha dava-lhes uma palavrinha e deixava-as acalmarem-se. Se continuassem via que tinham alguma dor, fralda suja, desconforto (tipo frio, calor, etiqueta a magoar...) e nunca, nunca saia com elas à noite enquanto eram bebés.
Há uns livros bons sobre o sono dos bebés. O fundamental é os pais perceberem quero bebé precisa tanto de dormir como eles e jamais entretê-los com brincadeiras se eles acordarem de noite. 😊
Isto connosco correu bem!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Cecília a 05.09.2018 às 12:42

somos bastante diferentes: sempre quis ser mãe.

somos bastante iguais: detestamos fundamentalismos e "manadas".

o humor é sempre uma boa companhia (o livro em questão foi-me oferecido pelo meu marido - entretanto falecido - no dia da mãe, em nome da minha filha mais velha - então com 3 anos - e estando eu a 5 semanas de ter as gémeas) aqui ficam alguns apontamentos:

https://narizdecera.blogs.sapo.pt/vida-cartoon-1x2-107124

tudo de bom (até das pernas inchadas haverá recordação com uma pitada de doce)
Imagem de perfil

De M.J. a 05.09.2018 às 13:35

tenho de ler com atenção. cheira-me que vou gostar :)

(lamento muito, muito pelo teu marido).
Imagem de perfil

De Anita a 07.09.2018 às 12:28




Esquecimento, levantar a meio da noite para ir ao wc, sem posição para dormir, dores nas pernas, comer e deixar sempre nódoas na roupa... Maravilha de natureza!!!

Comentar post



foto do autor