Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




escrever num blog.

por M.J., em 08.02.16

há muita gente que começa um blog pelas razões erradas. reformulo. não existem razões erradas no começar de algo que se que se gosta e que não seja prejudicial: há muita gente que começa um blog por razões que, mais cedo do que mais tarde, causarão frustração.

creio sinceramente que, muita gente, cria um blog com aquela chama escondida de que depois de pôr a lume ideias, escritos, opiniões, diário ou seja lá o que leva alguém a escrever o blog o mesmo se tornará, sabe-se lá por que motivo, um êxito de conhecimento. que surgirão a rodos - numa espécie de chuvada de ouro - parcerias, dinheiro, entradas grátis em coisas, maquilhagem, livros e produtos de limpeza para a casa de banho. que se farão milhentos amigos e o reconhecimento pelo tempo que se perde (ganha. ganha-se quase sempre) a escrever será eterno.

uma pura ilusão.

escrever um blog, como tudo na vida, escrevê-lo de forma constante, com uma evolução sólida, diária, exige tempo. exige trabalho até, se não achasse que trabalho é algo que se faz, muitas vezes, em troca de dinheiro e por obrigação. exige dedicação, alguma, pelo menos. exige, antes e acima de tudo, na minha modesta opinião, prazer.

exige que se escreva com/por prazer. com vontade.

ou não exige nada se nada dele esperarmos. 

começar a escrever numa plataforma com a ideia de que as nossas ideias, opiniões, reflexões e outras coisas acabadas em ões dar-nos-ão glória, fama e dinheiro imediato é tolo. é como começar a ir ao ginásio para ter mamas firmes e coxas sem celulite continuando a comer chocolates, fast food e emborcando cerveja como se não houvesse amanhã. é contraditório. não resulta. fica-se feito parvo preso a visitas, visualizações, destaques e partilhas. espera-se por um reconhecimento que se acha justo quando o reconhecimento não é imperativo.

quando o reconhecimento será nosso.

 

pela minha parte não tenho segredos. comecei este antro no objectivo diário de escrita. ou melhor, de disciplina de escrita. depois, acabei por aprimorar uma personagem em que me sinto confortável a ser. transformei os meus dedos em palavras de uma garota resmungona e autoritária, arrogante e de ideias fortes, que finge não medir o que diz ou o que pensa.

se resultou? acho que sim.

aperfeiçoei a ideia inicial e aproveitei trechos da escrita diária para um livro que editei. resultou, portanto, o objectivo.

usei a personagem dando-lhe traços do que sou e cativei pessoas. entreguei-me a pessoas. fiz amigos, descobri gente que idealizo. gente que amo. isto veio por acréscimo.

escrevo neste blog, todos os dias, na continuação do que me propus: disciplina de escrita diária. mas agora encontro nele muito mais do que isso. encontro divertimento, companheirismo, dias de sol para dias de chuva, chá quente para horas de frio. encontro conhecimento. encontro, espantem-se, uma abertura na minha formação e mudo até coisas que jurava acreditar. quebrei preconceitos. quebro-os todos os dias, numa partilha diária, entre o que escrevo e o que escrevem aqueles que escolho ler.

se procuro que me paguem viagens, dias de sol em praias, o vestido de casamento, livros e cif cremoso para o wc? sabia bem, é certo. se procuro destaques diários, visitas em catadupa, a fama e a glória de modo a não conseguir sair de casa com os jornalistas à porta? acho que não. pelo menos não a última parte. seria agradável se algumas dessas coisas viessem. mas não são imperativas.

o que era imperativo meus senhores, eu já tenho:

muitos de vocês. 

e se isso não chega, não sei mais o que chegará!

 

(bem, quer dizer... por uma viagem à volta do mundo...  por isso acho que vos trocava a todos).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


64 comentários

Imagem de perfil

De Psicogata a 08.02.2016 às 12:18

Se nos trocasses por uma volta ao mundo estarias perdoada por uns detergentes é que não!
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:31

olha que se fosse por aquele amaciador de limão...
Imagem de perfil

De Psicogata a 08.02.2016 às 20:50

Mas afinal diz lá qual é esse amaciador, estou curiosa.
Imagem de perfil

De Kikas a 08.02.2016 às 12:19

Eu também comecei como tu, escrever pelo prazer de escrever. Não espero tornar-me nenhuma vedeta da Blogosfera, nem nada que se assemelhe. Se me quiserem oferecer, tal como disseste, "viagens, dias de sol em praias, o vestido de casamento, livros e cif cremoso para o wc", estejam à vontade, todas as oferendas serão bem vindas Mas não escrevo, nem nunca escreverei à procura dos meus 15 minutos de fama, aliás o meu blog é tão confuso e trapalhão como eu própria E gosto do teu, continua
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:32

merci.

beijinho.
Sem imagem de perfil

De Margarida Diogo Barbosa a 08.02.2016 às 12:31

Verdade. Começámos pela mesma razão, escrever com disciplina. Ou talvez disciplinar a nossa criatividade...
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:32

isso. um pouco das duas.
Imagem de perfil

De Di Art Blogger a 08.02.2016 às 12:41

É, escrever num blog não é tão simples quanto imaginava, mas é mais compensatório do que podia imaginar. É assim tipo como um filho
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:32

tu num brinques.
apesar de ter muito cocó este blog não cheira mal.
Imagem de perfil

De Miss Fox a 08.02.2016 às 12:50

de acordo...
temos de escrever acima de tudo para nós
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:33

e esperar o nosso próprio reconhecimento.

é como aquela coisa do gostar de nós por nós invés de esperar que os outros o façam.
Sem imagem de perfil

De Joana B. a 08.02.2016 às 14:45

Imagem de perfil

De anacb a 08.02.2016 às 15:00

eu não trocava. ia dar a volta a mundo e escarrapachava tudinho no meu blog de viagens. não para fazer pirraça, que eu não sou dessas coisas :-P
mas que é o meu sonho, lá isso é :)))
(o sonho, não o motivo para ter os meus blogues, que esse é mais obscuro...)
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:34

conta a nós tais motivos obscuros...
Imagem de perfil

De anacb a 08.02.2016 às 21:21

Huuuum... é melhor não, depois ficavam a saber mais do que eu :-P
Imagem de perfil

De Sofia a 08.02.2016 às 15:13

Eu não me posso queixar da minha experiência como blogueira, que eu já fui chamada à televisão à conta do meu primeiro blogue. Não vou mentir, quando entrei na blogosfera, esperava algum reconhecimento - não propriamente dinheiro e coisas grátis, mas, vá lá, um número razoável de comentários e visualizações. Nem sempre os obtenho, mas se eu dependesse deles para continuar já teria desistido há muito tempo - pelo contrário, já levo quase oito anos disto.
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:34

parabéns.
:)
Imagem de perfil

De Pandora a 08.02.2016 às 15:43

Gosto tanto de ti assim, como és no que escreves, no que nos fazes sentir, nas gargalhadas que nos provocas, nos preconceitos que quebras e mexes, nas mentes que inquietas. Gosto de ti assim, não mudes, mesmo pelo cif cremoso, ou pelos cremes de perfumaria, ou pelos relógios. E vá, a viagem à volta do mundo é aceitável, mas nem aí nos abandonavas. Eu sei que não.
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:35

oh... és tão doce.

obrigado.
mesmo.
bem sabes o que isso significa.
Imagem de perfil

De Helena a 08.02.2016 às 16:45

Eu recomecei a escrever no blog, porque precisava de um sitio para desabafar a falta q o cigarro fazia :p
Venho quase todos os dias aqui para ler, melhor: ler 2 ou 3 blogs...

Bjinhos

PS:
escrever nem por isso, "qu'ê cá na m'ajeito" e já passou a neura!!!
Imagem de perfil

De M.J. a 08.02.2016 às 20:36

chuta aí quais são os blogs.
se o meu não for um dos contemplados não quero saber.

:D

Comentar post




foto do autor