Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




que já aflorei na semana passada acerca da crueldade intolerável que é fazer furos na orelheira das crianças.

por curiosidade fui dar uma olhadela na bíblia das mães ai espalhada por essa Internet fora.

desisti.

foda-se! arriscava-me a três quinze dias de porrada. é que o pessoal abespinha-se com uma força que só lendo.

só lendo.

se houvesse fraldas de putos com caca (atentem que escrevi caca) fresca aposto que mandavam umas às outras.

 

deus!

nada mais importante com que se revoltar?

as orelhas não são dos filhos de cada um? quer dizer que se pode escolher uma religião que as vai moldar em comportamentos, um regime alimentar, a cor das roupas (que pode ser muito traumatizante. só quem nunca vestiu um fato de treino dos power rangers com uma gola de renda por baixo é que não sabe), a escola e consequentemente os amigos mas não pode ter voto na matéria quanto a brincos?

oh! ide lavar fraldinhas de pano que vos passa a ideia de tentar doutrinar mãe alheia. 

publicado às 11:35


10 comentários

Sem imagem de perfil

De sarabudja a 05.09.2016 às 12:02

Fato de treino com golinha e sapatunfo ou tiveste sorte e vai de "téne"?
Eu era mais calças herdadas do irmão mais velho, cabelos cortados por ceguinhos (só pode) e como é muito, grosso e nem liso, nem encaracolado, eu tinha ar de muito parva.
Claro que eu escolhi o dia de furar as orelhas.

Já aos meus. Não têm religião, mas já foram ao culto dos primos protestantes, às missas da escola, que é católica... Sondagem de mercado.
A roupinha sou eu que escolho, mas não os obrigo a sair de casa muito contrariados. Claro está que a mais nova nem sempre vê os seus devaneios criativos satisfeitos, mas há soluções que a fazem esquecer as galochas rosa com o gorro verde e a saia vermelha, 'tá?
Os furos nas orelhas, fez este verão. Sugeri, aceitou. Pimbas... Dois furos feitos em simultâneo que é para não desalinhar as orelhas.

Não fiz em pequena porque acho que pode infeccionar e a canalha é dada a choradeira e eu sou dada a não me dar muito bem com a falta de descanso.

Os furos são assunto lixado, mas do nível do fosgasse é a amamentação ou o parto. Queres cá gente a barafustar e a buzinar e a matar pai, mãe, irmão? Bota na ideia de escrever sobre isso.
Ah! E os nomes das crianças. Opinar sobre as escolhas dos pais para os nomes das crianças... Eu já ouvi de tudo sobre os meus dois ricos filhos e os seus nomes.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:08

fato de treino cor de rosa, dos power rangeres, camisa branca com bruta gola de renda por baixo, bota de camurça castanha e cabelo de franja solto pelas costas.

e bem bom, que ia mesmo sujar aquela treta toda.
Imagem de perfil

De Quarentona a 05.09.2016 às 12:18

E o que eu gosto da malta que se acha no direito de opinar sobre a vida dos outros sem que alguém lhes tenha perguntado seja o que for?... Ui... toneladas de amor...
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:29

do mais puro e singelo?
Sem imagem de perfil

De Olívia a 05.09.2016 às 12:22

Por mim, que tenho três todas raparigas, demos a oportunidade de serem elas a decidir, já que é um assunto secundário. A mais velha furou quando quis. A do meio idem (mas sai à mãe e fez alergia a tudo ou seja chorou que se fartou para nada...) a mais nova também há de decidir se e quando o vai fazer. Portanto, se dói não tenho nada a ver com isso, consolo, mas foram elas que escolheram. Quanto às coisas que consideramos fundamentais, decidimos em conjunto ouvindo as várias opiniões, mas o pai e a mãe são soberanos...
Imagem de perfil

De M.J. a 05.09.2016 às 12:24

repara: nada contra quem toma decisões dessa forma. é uma opção pessoal.
o que me enjoa lendo fóruns e trocas de opiniões é aqueles que, tendo a mesma opinião que tu, não têm pejo em julgar quem quer fazer o contrário, apontando dedos, chamando de mutilação, crueldade e afins.
oh, pelo amor da santa.
Sem imagem de perfil

De Olívia a 05.09.2016 às 12:40

Fóruns??? Jamais se vai para fóruns ver coisas destas! As pessoas são loucas, caí na patetice de ir a um quando engravidei a 1ª vez e ia tendo um ataque. Depois ignorei. Os grupos do FB estão no mesmo patamar. Zero.
Enquanto as pessoas se considerarem donas da verdade desrespeitando opiniões não dá para sequer "conversar".
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:31

aprendi isso por um acaso, neste dias.
(dos fóruns, dos fóruns).
Sem imagem de perfil

De Be a 05.09.2016 às 14:40

No outro dia dei a minha opinião e disse aqui que sim, que achava que era uma mutilação e por isso nunca o faria à minha filha. Quando ela tiver a maturidade que eu achar suficiente para decidir, poderá furar ao orelhas. Daí a fazer julgamentos sobre quem o faz, vai uma grande distância mas reitero que acho verdadeiramente estúpido fazerem-no a bebés de meses, não há argumento que o valha. Acaba por ser uma coisa cultural, menina que é menina tem de usar os brincos de ouro que já vêm da trisavó, em contraponto, os defensores de todos os caracóis fervidos do mundo que acham que podem mandar em vida alheia e chamar o PAN para todas as situações.
Imagem de perfil

De M.J. a 06.09.2016 às 15:30

"daí a fazer julgamentos sobre quem o faz, vai uma grande distância."

creio ser realmente o que interessa. :)

Comentar post



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada