Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




sim, não ou talvez?

 

justifique a sua resposta.

 

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/insolitos/detalhe/rapa-cabelo-a-filha-que-gozava-com-colega

publicado às 12:49


39 comentários

Imagem de perfil

De Magda L Pais a 04.10.2016 às 12:54

bom.. o castigo está aplicado e bem. Assim de certeza que a jovem pensa duas vezes antes de gozar com os colegas. Ao contrário do cabelo da colega que está a fazer tratamentos de quimio, o cabelo desta adolescente vai crescer rapidamente e a lição fica. Só não consigo concordar com a exposição do video na internet. Isso não é uma lição, é uma humilhação.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 13:33

concordo. não percebo a moda do "vamos mostrar ao mundo como castigamos".
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 04.10.2016 às 13:40

também não percebo. Acho e defendo que os elogios, esses sim, devem ser dados em público. Os castigos e as criticas em privado.
Sem imagem de perfil

De Joana B. a 04.10.2016 às 15:40

concordo, o castigo é bem aplicado mas a exposição na internet já é demais
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:09

parece a opinião maioritária.
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.10.2016 às 13:19

A minha prima foi obrigada a pagar uma pensão a um senhor - até ao fim da vida - de quem zombava e amesquinhava de forma assídua. Foi obrigada pela minha avó que a encontrou a "brincar" com o que era trágico.

Não sou nada contra este tipo de medidas drásticas. Nada. Colocarmo-nos no papel do Outro faz com que o reconheçamos. o reconhecimento do Outro é imprescindível para o estabelecimento da Paz - em todas as suas dimensões.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 13:33

resta saber a dimensão da pensão...
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.10.2016 às 13:41

Acredita, meu amor, que o retirou da rua e o transformou por completo. Entregou-lhe dignidade. Nunca soube de nada e sempre pensou que tinha sido uma "herançazinha" que era administrada "às pingas".
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:09

caramba!
Imagem de perfil

De Filipa a 04.10.2016 às 13:32

Não percebi se gozava com o facto da outra estar doente ou se por não ter cabelo.
Podes esclarecer?
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 13:34

no meu, douto entendimento, gozava com, a, outra por, não ter, cabelo "derivado de", estar, doente.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.10.2016 às 13:37

Credo, mulher. Para quê tanto virguledo? Tens pá troca, é?


Fui ler (não tinha reparado que davas o endereço da notícia) e por acaso discordo.

Se a mãe teve de tomar essa atitude é porque alguma coisa anda a falhar na educação que dá à filha.
Atitudes drásticas só quando a comunicação e uma galhete ou outra no focinho falham.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 13:41

um bom de vista. eu concordo com algumas atitudes drásticas. não concordo com a humilhação. gravar uma coisa daquelas não faz sentido.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.10.2016 às 13:41

Hoje estou bastante ponderada, não achas?
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.10.2016 às 13:49

Estás ponderada porque eu já tinha escrito isto:
"Se a mãe teve de tomar essa atitude é porque alguma coisa anda a falhar na educação que dá à filha."

Pronto! Copianço. Com sou muito ponderada, tu brilhaste.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.10.2016 às 13:51

Escreveste onde? No livro do rei leão, só pode.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 13:52

eu li, eu li, eu li: foi em 26/10/1974.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.10.2016 às 13:54

Lamento mas nessa altura não sabia ler.
Nem preciso provar, basta dizer.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 13:54

cá sem provas não funciona. mesmo em factos notórios...
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.10.2016 às 14:00

Um bocadinho mais atrás. Lembro-me que foi em homenagem à D. Amélia, um amor de rainha, muito recatada e dedicada aos filhos.

"o livro rei leão" ... ... tsssss ... Como se eu convivesse com guedelhudos.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:10

olha que há guedelhudos e guedelhudos...
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.10.2016 às 13:46

É evidente que foi de um exibicionismo imbecil a publicação do "castigo" - chamemos-lhe o que quisermos, - mas há momentos em que uma atitude deste teor se torna necessária. Se a galheta não resulta, se a conversa tomba no abismo do "quero lá saber" ou se o puto é um monstro ou um pokémon dos maus, um valente carecada pode resultar.

Odeio putos ordinários.

Há qualquer coisita que me diz que não devia opinar nesta situação ... ...
Imagem de perfil

De Filipa a 04.10.2016 às 13:39

(não consegui assistir até ao fim. Não conseguia fazer aquilo para publicar de seguida, nem entendo a necessidade de.)
Imagem de perfil

De Fatia Mor a 04.10.2016 às 13:46

Achei o castigo exemplar (apesar de não saber se tinha nervos para fazer o mesmo). Só acho que não tem que ser feita uma divulgação do video. Parece-me que ir para a escola de cabeça rapada já é castigo que chegue.
Apesar de saber que há crianças que são totalmente desafiadoras, também acho que o ideal é evitar que a situação chegue a estes extremos.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 13:51

sim. chegar à escola com a cabeça rapada já cumpriria o objetivo da coisa. filmar e publicar... é imbecil.
Imagem de perfil

De Ana Rita 🌼 a 04.10.2016 às 14:33

Vi este video aqui à uns tempos atrás... uma atitude radical mas tendo em conta as cicatrizes profundas que o bulling deixa a uma criança dita normal o que não fará a uma criança doente?! - acho que essa mãe merece uma salva de palmas!
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:11

não precisava de expor, creio...
Imagem de perfil

De Ana Rita 🌼 a 05.10.2016 às 17:21

Realmente isso não! Tive essa conversa ontem mesmo com o meu gajo...ele estava a ver o video e eu disse "acho o castigo de louvar mas, acho que expor publicamente é de mais" - mas pelos vistos mostrar ser o/os pais modelo está a ganhar bastante visibilidade nas redes sociais. O que antes todos condenavam, o bater ou castigar em publico agora pelos vistos está em voga nas redes sociais! Em fim...
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 04.10.2016 às 14:34

Não consegui ver o vídeo até ao final. Sou contra qualquer tipo de bullying, algo de que também eu própria fui vítima quando estudava. E concordo que a melhor forma de se punir/ educar alguém que pratica bullying sobre outra pessoa seja tentar colocá-la no lugar da vítima.
Mas não desta forma. Não com esta atitude violenta. Isto não lhe vai servir de nada.
Ao invés de aprender, só se vai revoltar ainda mais e, se for preciso, vingar-se na colega culpando-a pelo que lhe aconteceu a ela.
O exemplo deve vir antes, não depois. Mas, ainda assim, a vir depois, deveria ter levado a filha a lidar de perto com vítimas da doença, e fazê-la, talvez, doar o seu cabelo para essa causa.
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.10.2016 às 15:07

Desculpa, mas onde posso encontrar o violinista?
A melodia que estou a ouvir ao fundo está bastante arranhada.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:13

hum... não sei. se soubesse que tinha parido um ser que gozava deliberadamente com uma pessoa nas circunstâncias em causa creio que lhe rapar o cabelo seria o menor dos seus problemas...
mas isso sou eu: sei que a CPCJ vai saber de cor o caminho lá de casa.
Imagem de perfil

De (des)Esperança a 04.10.2016 às 16:02

nenhum dos meus filhos, nunca! fariam uma coisa assim.... é de pequenino, é de pequenino.... quando se tem necessidade de castigar de tal forma (eu não vi o video, apenas li os comentários daqui) alguma coisa está mal... digo eu.... e nem vou ver o video, que ainda sinto marcas de profundas humilhações que sofri em criança... se eram merecidas ou não, isso é outra história... mas as marcas ficaram... até hoje...
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:14

ficam sempre.
ainda assim... há casos e casos. espero que nunca saia nada dentro de mim capaz de semelhante brutalidade ou o rapanço do cabelo parcerá bastante aceitável ao lado de.
Imagem de perfil

De Psicogata a 04.10.2016 às 17:12

Eu concordo que para a miúda ter essa atitude perante a colega algo tenha falhado na educação, mas por outro lado às vezes nem a melhor educação salva os adolescentes de atitudes parvas e estúpidas que muitas vezes têm apenas para se entrosarem com um grupo.
É uma idade complica em que as referências e influências exteriores de colegas e amigos podem pesar mais do que a educação que recebem em casa, especialmente quando o adolescente tem um comportamento diferente dependo do ambiente e da companhia.
Acho o castigo exemplar, pode causar revolta, mas não creio que a visada arrisque a ter novo castigo ao perpetuar os maus tratos à colega.
Já a publicação do vídeo era escusada, embora a sua publicação possa servir de exemplo a outros que tenham comportamentos semelhantes.
Qualquer forma de bullying é má, mas gozar com uma adolescente doente de cancro por não ter cabelo é das coisas mais horríveis que se pode fazer.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:14

ora aqui está mais ou menos tudo dito.
Imagem de perfil

De oBomIdiota a 04.10.2016 às 18:06

Uma coisa é certa:

Elas até podem gostar é dos carecas.
Mas eles (eu incluído) não gostam nada das carecas.
Imagem de perfil

De M.J. a 04.10.2016 às 18:15

em qualquer circunstância?
Imagem de perfil

De oBomIdiota a 04.10.2016 às 19:23

Define circunstância nessa frase sff
Imagem de perfil

De Quarentona a 04.10.2016 às 19:00

Concordo plenamente com a opinião da Psicogata.

Comentar post



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada