Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




sofro de um mal horroroso

por M.J., em 29.11.15

ao qual não consigo fazer frente e que me ataca muitas vezes no observação do mundo:

uma absoluta e incontável vergonha alheia, ao ponto da necessidade de virar o olhar, como se aquela figurinha triste fosse minha.

 

isto foi mesmo agora quando, depois de jantar, bebia chá a ver tv e uma senhora de cinquenta e poucos anos, que podia ser a minha mãe, estupidifica-se a cantar, achando que estava bem, com trejeitos de diva, abanando muito o cabelo, de pernoca aberta, descalça e braço estendido.

se fosse minha mãe juro pelas alminhas que me enterrava viva.

 

não me incomoda tv de merda com assunção dessa mesma merda. já tv de merda com pretensiosismo de coisa boa dá-me volta aos fígados. ou outra coisa qualquer. 

publicado às 21:52


10 comentários

Sem imagem de perfil

De SP a 30.11.2015 às 08:06

Tem calma, a senhora até foi eliminada no confronto como tal já não passas pelo mesmo...
Imagem de perfil

De M.J. a 30.11.2015 às 10:32

ai não passo não, que só vi o programa naquele instante e deixei logo de ver.
Imagem de perfil

De Psicogata a 30.11.2015 às 09:59

Aquilo foi demasiada emoção, não viste que perdeu e desatou aos saltos na mesma?
Imagem de perfil

De M.J. a 30.11.2015 às 10:32

não. depois de a ouvir cantar mudei de canal que estava sobejamente envergonhada.
Imagem de perfil

De Psicogata a 30.11.2015 às 11:10

:) Felizmente foi eliminada, a outra concorrente cantava muito melhor.
O que me meteu mais impressão foram as duas cenas que fez no ensaio, dizer que tinha de cantar na nota que ela queria e depois uns saltos que andou para lá a dar.
Imagem de perfil

De M.J. a 30.11.2015 às 18:07

é o que digo: se fosse minha mãe enterrava-me. ou enterrava a ela.
Imagem de perfil

De Psicogata a 30.11.2015 às 18:45

Digamos que eu também não seria uma filha orgulhosa
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 30.11.2015 às 11:59


Na hora em que ela cantava, baixei o som porque estava a ouvir uma música jazz, algures num blog.
No final, ouvi a fulana e os seus gritos. Ó Deus, que histerismo!
Imagem de perfil

De M.J. a 30.11.2015 às 18:07

pior que a cantoria foram as figuras quando não cantava.

Comentar post



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada