Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




sorriso

por M.J., em 01.02.19

estou cansada. diria mais: estou esgotada.

o miúdo passou grande parte da noite em claro.

eu também.

de repente começou a  produzir muco em quantidades industriais, com dificuldade em respirar pelo nariz o que lhe provocava mau estar e choro.

choro longo.

dolorido. 

 

dormi às mijinhas.

acordei de meia em meia hora, levando depois uma hora para adormecer.

de manhã, quando acordei com ele já mais restabelecido, os pulmões a funcionar na exigência do leite do pequeno almoço, estava bem mais cansada do que quando me deitei, à meia noite. 

pensei alimentá-lo e dormir a manhã inteira.

choviam garrafões de água lá fora e o vento fazia uivar as árvores em frente.

só queria dormir.

só queria que alguém alimentasse o puto.

que ele se levantasse e fosse ao frigorífico servir-se de uma meia de leite e uma carcaça com manteiga.

levantei-me meia a dormir.

acordei aos poucos enquanto ele comia a olhar-me fixamente, os olhos pretos, gigantes, sérios e contidos, numa concentração de quem faz algo de extrema importância.

depois disso não havia como dormir. 

 

tentei trabalhar a manhã inteira ainda que uma parte de mim dormisse.

o mesmo agora de tarde.

o escritório está quente e a chuva vai caindo em bátegas na janela.

fui bebendo chá, bem quente, na tentativa de acordar.

trabalhei meia a dormir.

 

e depois, há pouco, enquanto falava para o miúdo, numa das mil pausas de hoje, ele deitado a olhar para mim sem vestígios da noite anterior, agarrado ao coelho oferta da seita...

deu-me o primeiro sorriso (sem ser por reflexo) da sua curta vida.

um sorriso aberto e desdentado.

um sorriso a sério.

para mim.

 

o primeiro sorriso foi meu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:39


8 comentários

Imagem de perfil

De Anita a 06.02.2019 às 15:48

Comentar post



foto do autor