Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




escritas por mães, onde afirmam que apesar das dores de cabeça, das birras, do antes poderem ir sair a qualquer hora e agora não, de antes andarem de saltos e agora de chinelos, de antes pensarem em si e agora no outro, de antes saírem do trabalho e irem para a festa e agora estarem no trabalho a pensar se vão cozinhar peixe ou frango... tendo em conta a quantidade de posts diários sobre o assunto, batendo na tecla do "antes com estas coisas boas era bom" e "agora com estas menos boas é melhor" assalta-me uma dúvida.

estes posts escritos às dúzias são:

* um desabafo mascarado (estou aqui fartinha desta merda toda mas tenho de dizer que apesar de tudo é mesmo, mesmo, mesmo, mesmo, mesmo muito bom porque o contrário parece mal);

* uma tentativa de convencer o outro; ou,

* uma tentativa de convencimento próprio? 

publicado às 10:10


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Olívia a 22.12.2016 às 10:26

Voto na primeira.
MJ há dias em que provavelmente nos apetece desaparecer, nos apetece gritar, mas parece mal dizer isto nos blogues não é?
Basta pensarmos numa relação a dois num dia mau, provavelmente acontecem coisas que nos deixam muito frustradas, mas basta um sorriso, uma palavra e vemos que afinal vale a pena. Com os filhos é assim, às vezes cinco minutos de "paz e alegria" compensam um dia de gritaria (estou a exagerar)...
Imagem de perfil

De Outra a 22.12.2016 às 10:40

Sem dúvida a primeira...só acrescentava "mesmo que me apeteça dizer que era mais feliz antes, não fica bem e afinal a decisão de ter putos foi minha, portanto eu que me aguente à pastilha"
Ainda ontem comentava com uma colega que ser mãe é ser bipolar... Ora somos felizes ora infelizes...eu pelo menos assumo-me assim. E não raras vezes sinto saudades do antes. É esquisito isto.
Sem imagem de perfil

De Sofia Marques a 22.12.2016 às 12:03

Se queres que te diga eu acho que são as 3 Lolol

Eu quando alguém me pergunta alguma coisa digo "queres a versão cor de rosa ou a realidade?" Lolol Eu cá gosto de dizer as coisas como elas são sem pintá-las de várias cores.

Eu digo sempre "A maternidade é um mar de rosas. Mas a rosa tem espinhos, uns maiores que outros mas não é por isso que deixa de ser linda!"

Com isto tenho um bebé de ano e meio, lindo que só ele <3 mas que tem um feitizinho que raios partam o miúdo que sai mesmo à mãe ahahahahah
Imagem de perfil

De Carla a 22.12.2016 às 12:56

Um pouco das três. Não necessariamente sempre, porque há dias que correm tão bem que fazem mesmo esquecer tudo o que corre mal. Mas a realidade do dia a dia não é tão cor de rosa como a pintam.
Sem imagem de perfil

De Teresa Almeida a 22.12.2016 às 15:01

Acho que são as três juntas e baralhadas.Embora eu não tenha muito de que me queixar que, com excepção de uma maleita crónica do mais velhito, não me deram muito trabalho a criar.Birras na rua não faziam e, em casa, sanavam-se bem com um sacode-rabos (não era proibido, na época em que cresceram).
Quando chegaram à parvolescência foi pior.Mas eu tinha boa memória, lembrava-me de mim e da minha Mãe...
Sem imagem de perfil

De Cristina a 22.12.2016 às 15:50

isso tudo e mais qualquer coisinha.

Comentar post



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada